O Futuro dos Negócios: Excelência no Teletrabalho: Preparação das Empresas para o Pós-Pandemia

  • Wwwapdcpt
  • Teletrabalho
  • Mundo
  • Microsoft
  • Formas
  • Produtividade
  • Pandemia
  • Cultura
  • Empresas
  • Colaboradores
  • Futuro
  • Modelo

O FUTURO DOS NEGÓCIOS -

O FUTURO DOS NEGÓCIOS - EXCELÊNCIA NO TELETRABALHO: PREPARAÇÃO DAS EMPRESAS PARA O PÓS-PANDEMIA Pessoas no centro de tudo O modelo de trabalho híbrido veio para ficar, depois da pandemia ter obrigado todas as organizações a repensar estrutura, processos e até a sua própria cultura. O futuro passa, cada vez mais, por colocar as pessoas no centro de todas as estratégias. TALENTO, pessoas, cultura, liderança, produtividade, inovação, bem-estar, novos espaços, tecnologia, digital, experiências. Foram temas em debate neste webinar do ciclo APDC sobre “O Futuro dos Negócios”, com o tema “Excelência no Teletrabalho: preparação das empresas para o pós-pandemia”. Ficou claro que, para ganharem capacidade de responder aos desafios que subsistem e terem capacidade de serem competitivas e vingarem num mundo cada vez mais instável, as empresas terão de centrar todas as estratégias nas suas pessoas. O CEO da Minsait em Portugal começou por explicar que no caso da multinacional, a passagem para o trabalho remoto foi uma decisão tomada até antes da declaração do Estado de Emergência e do confinamento no mercado nacional, em março de 2020. O processo foi “relativamente fácil, porque quase todo o nosso trabalho pode ser feito remotamente”, sendo montado um modelo de trabalho híbrido, para dar resposta às funções onde era impossível haver trabalho remoto, adiantou Vicente Huertas. Agora com um ano de aprendizagem, a empresa tem um modelo que continua a evoluir de acordo com a situação em concreto. Em paralelo, está a avançar com uma ferramenta tecnológica que visa resolver as situações em torno dos procedimentos relacionados com a Covid- 19 e as medidas de segurança que esta implica: desde a entrada de pessoas no edifício até ao arquivo, ao espaço no escritório ou às pessoas em cada espaço. Trata-se de uma espécie de “passaporte de empresa, feito para todos os colaboradores de todas as áreas, com as reservas de espaço”, explica o gestor. Que destaca que se trata de uma solução de “gestão do dia a dia dos colaboradores, mas de forma não intrusiva e facilitadora”. SALVAGUARDAR AS PESSOAS Na EDP, desde o primeiro momento que a preocupação foram as pessoas e a sua salvaguarda. Por isso, logo no início de março do ano passado foi criado um gabinete de gestão da pandemia, com o objetivo de definir como se iria organizar a gigante elétrica ao nível operacional e de comunicação. Marta Belo, Diretora dos Serviços Corporativos da EDP Global

3 Líderes e colaboradores veem o futuro do trabalho cada vez mais híbrido e flexível. Por isso, a inovação e transformação tecnológica é vista como uma prioridade, assim como a capacitação das pessoas para responderem a estes novos tempos, cada vez mais desafiantes Solutions, explica que logo a 11 de março foi dada orientação para “que 50% dos trabalhadores fossem para teletrabalho. De um dia para o outro, tivemos milhares de pessoas a acederem remotamente aos sistemas, num fluxo até então desconhecido”. Para permitir e facilitar o trabalho remoto, foram disponibilizadas aos colaboradores as necessárias condições, como portáteis, telemóveis, monitores, planos de dados, assistência técnica e tudo o necessário para operacionalizar a nova realidade. Houve ainda que garantir as necessárias condições para os quadros na linha da frente, em atividades críticas essenciais, onde não era possível fazer teletrabalho. Como garantir espaços adequados, máscaras e comunicação eficaz. No fundo, como refere Marta Belo, houve que “pensar os principais eixos estratégicos e de operação que teríamos que criar”. A preocupação com o bem-estar dos trabalhadores, nomeadamente através de apoio psicológico, foi uma das prioridades. “O digital é um novo normal. Os fatores críticos de sucesso de adaptação ao novo contexto de trabalho passaram pela criação imediata do gabinete de gestão de pandemia, que conseguiu organizar rapidamente um modelo de teletrabalho. Estávamos preparados tecnologicamente para esta mudança, pois já usávamos plataformas de colaboração, com VPN’s implementadas com soluções robustas, e os nossos serviços na cloud permitem o acesso em qualquer lado.

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt