Views
5 months ago

NEARSHORE EM PORTUGAL ESTUDO SOBRE TENDÊNCIAS NA GESTÃO DE TALENTO

  • Text
  • Organizações
  • Futuro
  • Apdc
  • Portugal
  • Retenção
  • Nearshoring
  • Outsourcing
  • Gestao
  • Desafios
  • Estudo
  • Talento
  • Recrutamento
  • Nearshore
  • Colaboradores
  • Empresas
Este estudo resultou de uma parceria entre a AON, a APDC e a Experis. Foi realizado entre junho e setembro de 2019, contando com a participação de 30 empresas com negócios em todos os continentes, numa altura em que as empresas prestadoras de serviços de nearshoring em IT deparavam-se com a escassez de talentos e a dificuldade na sua retenção. Por este motivo, a Secção Portugal Outsourcing da APDC, considerou que era importante conhecer quais são os fatores que mais impactam a retenção de talento, analisar os principais desafios na gestão de pessoas e como as organizações planeiam o seu futuro. No total, as empresas inquiridas representam uma força de trabalho em torno dos 40 mil colaboradores.

93% 30% Os valores

93% 30% Os valores correspondem à percentagem de colaboradores abrangidos pelo estudo com idades inferiores a 40 anos e 30 anos, respetivamente. A amostra de recursos humanos abrangidos pelo universo de empresas do estudo é jovem e diversificada em género e nacionalidade. Desta forma, apresenta múltiplos desafios relacionados com a necessidade de flexibilidade, para permitir que cada colaborador possa adaptar a sua relação com o trabalho, o seu desenvolvimento e a sua remuneração, de forma individual. ESCASSEZ DE TALENTO AJUSTADO ÀS NECESSIDADES DAS ORGANIZAÇÕES Tendo em conta uma escala de 1 a 5, verifica-se um claro gap entre o que as empresas precisam, em termos de talento no presente, e os recursos que têm disponíveis nos seus quadros, tendo em conta a forma como estão organizadas. 3,6 As hardskills mais valorizadas pelas empresas são: - Gestão de Projetos (81%); - Capacidade para Gestão de D&A (50%); - Capacidade para Gestão de Cloud Computing (50%). A maioria das empresas revela não ter uma estratégia clara de antecipação das competências necessárias à sua atividade, nem de assessment dinâmico e regular às competências que existem na organização. Este desconhecimento leva a um gap que pode ser colmatado com políticas efetivas de mobilidade interna, análise às competências existentes e programas de reskill e upskill eficazes. Nearshore | Tendências na Gestão de Pessoas 4

Colaboração Integridade Serviço ao Cliente Na análise dos perfis e skills mais procurados pelos participantes do estudo, destacam-se tanto competências hard como soft. Se nas hard skills predominam competências como gestão de projeto, data analytics e cloud computing, ao nível das soft skills destacam-se competências como a orientação para cliente, capacidade de resolução de problemas e colaboração/ trabalho em equipa. 40kcolaborad ores Criatividade Outro desafio que se coloca é a forma como os colaboradores vão sendo afetados pela revolução digital e o nível de preparação das empresas para mover e/ou redirecionar o talento para as novas funções e áreas que vão surgir nos próximos anos. Neste sentido, há uma maior necessidade de estimular a motivação e de ampliar a visão de crescimento pessoal e profissional a jovens que querem mudar o mundo em pouco tempo e que estão muito focados em atividades facilmente absorvidas pela revolução digital. Nearshore | Tendências na Gestão de Pessoas 5

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt