Views
1 year ago

Livro 30 anos APDC

  • Text
  • Pedro
  • Grande
  • Portugal
  • Momentos
  • Presidente
  • Setor
  • Vogal
  • Livro
  • Anos
  • Apdc
30 anos APDC

Redes de Nova Geração

Redes de Nova Geração APOSTA NACIONAL 2009 jan. “Manuel Andrade é reformado dos serviços do município. Mudou-se de Lisboa para a Comenda, no concelho de Gavião, há 5 anos. Hoje sentiu dores nas articulações. Ligou a televisão e contactou com um ‘toque’ o seu centro de saúde. Recebeu alguma assistência e foi-lhe marcada consulta para daí a três dias”. Era assim que começava o texto de Maria Manuel Leitão Marques, publicado na revista Comunicações, especialmente dedicada às Redes de Nova Geração (RNG). “Era um exercício futurista, um artigo de ficção em que eu pensava sobre as potencialidades que as novas redes teriam para a administração pública”, explica a então Secretária de Estado da Modernização Administrativa. Acabou por publicar o mesmo texto num jornal de tiragem nacional e lembra-se, divertida, que “houve um leitor que, num comentário, se mostrou indignado por tais avanços tecnológicos só terem chegado ao Gavião!”. A APDC desempenhou um papel fundamental no debate deste desígnio nacional. O Governo tinha acabado de considerar a promoção do investimento em RNG como prioridade estratégica para o país. Pela primeira vez, a Associação assinou um protocolo de colaboração com o Ministério das Obras Públicas, de forma a divulgar os benefícios e vantagens das RNG para a sociedade. “As redes são como as estradas; sem carros, neste caso sem serviços, de nada valem. Foi aí que a APDC teve o grande papel de reunir atores que podiam ocupar 68 | 30 anos, 30 momentos extraordinários APDC Livro 30anos_MIOLO.indd 68 13/11/15 18:54

A aposta nacional nas RNG foi um facto extraordinário... “… porque é uma infraestrutura indispensável para um país coeso. More eu onde morar, tenho direito ao correio, telefone, eletricidade, água potável… isso deve ser feito independentemente do custo. As Redes de Nova Geração são as infraestruturas para o século XXI, é assim que as vejo. Se não der possibilidade às pessoas de Freixo de Espada à Cinta de poderem mandar a sua declaração de IRS pela internet ou de terem acesso ao portal do cidadão na vertente transacional do mesmo modo que têm em Lisboa, elas vão ficar excluídas desta nova sociedade. Pode ser um investimento pouco sexy porque não se vê retorno imediato, mas abre-nos as portas, as janelas e tudo mais para podermos modernizar a administração pública, os serviços, o país em geral. Tudo o que é novo exige grande persistência, paciência, resiliência… são muitas ‘ências’ mas são todas verdadeiras. E há sempre resistências à mudança… mas era isso que estávamos a tentar fazer…”. Maria Manuel Leitão Marques, à data Secretária de Estado da Modernização Administrativa Maria Manuel Leitão Marques as estradas”. Maria Manuel Leitão Marques confessa que não conhecia a Associação antes de ir para o Governo, mas ficou muito bem impressionada com o papel que desempenhou neste momento marcante. “Os debates, organizados pela APDC, foram sempre muito alargados. Discutíamos administração pública, saúde, educação, na sequência do que de melhor se fazia lá fora. Teve o mérito de grande transversalidade e abertura para a sociedade civil e de tornar a linguagem comunicacional mais abrangente”. Aposta Nacional | 69 APDC Livro 30anos_MIOLO.indd 69 13/11/15 18:54

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt