Views
1 year ago

Livro 30 anos APDC

  • Text
  • Pedro
  • Grande
  • Portugal
  • Momentos
  • Presidente
  • Setor
  • Vogal
  • Livro
  • Anos
  • Apdc
30 anos APDC

Ferreira do Amaral no

Ferreira do Amaral no 4º Congresso APDC Liberalização do setor ABERTURA HISTÓRICA 1990 jan. “O jogo ainda não começou. Esperemos pelo apito do árbitro, convictos de que a concorrência – pronta a sair do berço – trará mais qualidade e maior consumo. Isto é, benefício para todos!”. As palavras são de Graça Bau, retiradas do último editorial de 1989, da revista Comunicações. O ano que estava prestes a começar marcava o arranque oficial da liberalização do setor, com a abertura do mercado dos serviços de transmissão de dados e de valor acrescentado. Novos jogadores prometiam animar a competição. O grande passo dá-se logo no ano seguinte com o concurso público para atribuição de uma licença GSM. António Carrapatoso tinha 34 anos e defendia a recém-criada e vencedora Telecel. António Coimbra (atual CEO da Vodafone Espanha) foi uma das primeiras pessoas a ser entrevistada para a equipa inicial do novo operador, mas demorou a acreditar na viabilidade da empresa. “Na entrevista explicaram-me tudo sobre o que seria a Telecel, mas eu achei que aquilo não era nada sexy e recusei”. Só após conversa com o presidente, decidiu aceitar o cargo de Diretor de Vendas Diretas: “O Dr. Carrapatoso é uma pessoa com outra capacidade de argumentação. Já referi uma vez que foi uma verdadeira troca de opiniões porque entrei com a minha e saí com a dele”. A chamada inaugural da rede Telecel deu-se entre o Ministro Ferreira do Amaral e António Carrapatoso, exatamente um ano após a atribuição da licença. Foi um recorde mundial: a instalação mais rápida de sempre de uma rede GSM. E a recetividade do mercado foi também histórica. Na sua proposta, a Telecel tinha estimado, para o ano 2000, uma taxa de penetração de 8%... O tempo viria a corrigi-la para uns impressionantes 66%! António Carrapatoso António Carrapatoso 30 | 30 anos, 30 momentos extraordinários APDC Livro 30anos_MIOLO.indd 30 13/11/15 18:53

PRIMEIROS ANOS DA LIBERALIZAÇÃO # 1990: serviços de transmissão de dados e de valor acrescentado. # 1991: serviço móvel terrestre. # 1992: serviço de paging ou chamada de pessoas.# 1993: serviço de trunking ou serviço móvel de recursos partilhados.# 1994: concorrência no fornecimento de acesso à Internet. # 1996: serviços via satélite a grupos fechados de utilizadores. A liberalização do setor foi um passo extraordinário... “… porque foi uma fase de muita fé e crença naquilo que seria o futuro. O primeiro grande desafio era saber o que fazer. Tínhamos três alternativas. Uma era ‘fingir de morto’ e deixar andar e ver o que acontecia. A segunda era trazer apenas operadores estrangeiros e desistir do setor das telecomunicações português para servir o público. A terceira, que foi a que seguimos, era fazer uma aposta, que era difícil e muito complexa, de criação do setor português das telecomunicações em mercado aberto, com a criação da Portugal Telecom e com a abertura aos privados às grandes operações. Foi um momento de muito trabalho, mas tive uma ajuda preciosa de gente extraordinária. Eu considerava o setor das telecomunicações um setor vital para o país, por isso apostámos fortemente nessa estratégia, contra alguns ventos e marés. Tivemos uma oposição muito forte, sobretudo vinda do estrangeiro, que não via com bons olhos que Portugal pudesse entrar nessa corrida que era só para os ‘grandes’. Mas correu-nos tudo muito bem!” Ferreira do Amaral, à data Ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações Abertura Histórica | 31 APDC Livro 30anos_MIOLO.indd 31 13/11/15 18:53

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt