Views
1 year ago

Livro 30 anos APDC

  • Text
  • Pedro
  • Grande
  • Portugal
  • Momentos
  • Presidente
  • Setor
  • Vogal
  • Livro
  • Anos
  • Apdc
30 anos APDC

1º cabo ótico

1º cabo ótico intercontinental AUTOESTRADA SUBMARINA 1988 dez. TAT-8 foi o nome de código escolhido para o Trans-Atlantic Telephone cable number 8, primeiro cabo submarino de fibra ótica que ligou a Europa (França e Reino Unido) aos Estados Unidos da América. Obra pioneira, no valor de 351 milhões de dólares, custo assumido por um consórcio mundial formado pelos maiores operadores de telecomunicações. A Marconi era um deles e Morais Oliveira, na altura responsável pelo planeamento da rede internacional, recorda-se de estar envolvido neste projeto histórico. “O TAT-8 representou um salto enorme, permitindo rapidamente aumentar quase dez vezes a capacidade de chamadas telefónicas simultâneas em comparação com os anteriores cabos submarinos analógicos”. Com os seus 40 mil canais era possível estabelecer 40 mil chamadas telefónicas simultâneas, fantástica conquista para a época. Obra de grande mediatismo, foi capa de vários jornais em todo o mundo. Mas seis meses após a sua instalação acabou por ser notícia por razões insólitas: “Estes sistemas são construídos com garantia de 25 anos, mas ironicamente o TAT-8 sofreu logo uma avaria. Estamos convencidos que foram tubarões que morderam o cabo!”, lembra Morais Oliveira. Quatro anos mais tarde, em 1992, é instalado o Euráfrica, o primeiro sistema de cabos submarinos de fibra ótica a amarrar em Portugal, permitindo a ligação França- -Portugal-Madeira-Marrocos. Hoje encontram-se ligados ao nosso país 14 sistemas. Uma rede de cerca de um milhão de quilómetros de cabos submarinos de fibra ótica une a comunidade internacional, constituindo a coluna vertebral do tráfego de internet. E tudo começou, afinal, há 26 anos, com o revolucionário TAT-8. Estações dos cabos submarinos (Sesimbra) 26 | 30 anos, 30 momentos extraordinários APDC Livro 30anos_MIOLO.indd 26 13/11/15 18:53

Amarrar dos cabos na praia de Carcavelos A instalação do TAT-8 foi um progresso extraordinário... “… porque permitiu aumentar a capacidade de tráfego de forma incomparável, com tarifas muito mais baixas. Entrei para a Marconi em 1982 e nessa altura, se quisesse telefonar para os Estados Unidos, tinha que pedir a uma operadora para me fazer a chamada! Seis anos depois o progresso foi extraordinário e atualmente a internet representa 99% do tráfego deste tipo de cabos. O envolvimento nestas obras também nos trouxe conhecimento importante e conseguimos formar um conjunto de especialistas nesta área que não há em muitos países. Portugal é, neste momento, o ponto mais importante na Europa Ocidental (para além do Reino Unido), que tem a malha de cabos submarinos mais significativa”. Morais Oliveira, responsável à data pelo planeamento da rede internacional Marconi Autoestrada Submarina | 27 APDC Livro 30anos_MIOLO.indd 27 13/11/15 18:53

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt