Estratégia Cloud para a Administração Pública em Portugal

  • Digital
  • Webmorning
  • Modelo
  • Portugal
  • Maior
  • Assim
  • Entidades
  • Necessidade
  • Nacional
  • Facto
  • Www.apdc.pt

WEBMORNING –

WEBMORNING – ESTRATÉGIA CLOUD PARA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EM PORTUGAL Maria de Fátima Fonseca, secretária de Estado da Inovação e da Modernização Administrativa “A governance de todos estes processos transformadores é particularmente importante. Este é um dos temas que o atual Governo tem na sua agenda e que desde a primeira hora vem assumido com particular destaque” “É muito importante a visão global que a AP deve assumir neste quadro e a importância do trabalho colaborativo que deve continuar a ser desenvolvido. Assim como a coordenação na discussão e nos investimentos que necessariamente iremos fazer, alinhada com os objetivos de transformação da AP para servir cada vez melhor” “Momentos como este, em que estão reunidos vários atores, são muito relevantes. Permitem fazer coro com as tendências, mas, sobretudo para, com transparência, colocar os temas em cima da mesa para discussão. Para desenvolver modelos de governação que falem às pessoas precisamos de envolver mais a cidadania deste ecossistema de parceiros. O caminho de uma construção e sociedade mais digitais tem que ser mais informado, coletivo e consciente” Já há vários estudos de caso no seio da AP que comprovam o sucesso na adoção de soluções cloud nos organismos públicos. Aliás, estima-se que cerca de 33% das entidades da AP central já tenham adotado os serviços de computação na nuvem, embora na maioria sejam soluções mais simples, como o correio eletrónico. A NOS, por exemplo, apoiou uma empresa pública que gere projetos de habitação municipal a evoluir para uma solução de cloud pública e para soluções avançadas de segurança assentes na nuvem. Como explicou Rui Alexandre Ribeiro, Head of Cloud Product Development for B2B do operador, foi externalizada a infraestrutura de datacenter e serviços desta entidade, através de um roadmap de transformação para a cloud, que permitiu melhor alinhar o investimento à dinâmica natural do crescimento. Tudo num modelo pay as you go que é monitorizado em permanência. No IPDJ - Instituto Português do Desporto e Juventude, Carlos Alves Pereira, Vogal do Conselho Diretivo, explicou que o legado do organismo em termos de infraestrutura tecnológica era já obsoleto, impedindo a oferta de um serviço digital eficiente. Tendo como principal objetivo evoluir e modernizar, promovendo uma melhor gestão e flexibilidade dos recursos, esta entidade, com o apoio da Inetum e da Microsoft, migrou todos os seus postos de trabalho e workloads do datacenter de Lisboa para a cloud. Abel Costa, Managing Director da Inetum, salientou que o projeto de transformação e adoção da cloud incluiu, até ao momento, as componentes de modern workplace e datacenter, ambicionando-se, através da reengenharia de processos, evoluir para uma maior otimiza-

9 ção do datacenter e a criação de soluções para tratamento de dados, com recurso a funcionalidades de IA. Já na Santa Casa da Misericórdia, a Accenture implementou uma solução de CRM/PRM & Contact Center, com o objetivo de disponibilizar uma visão única e integrada dos clientes e parceiros, de modo a suportar eficientemente toda a organização. Segundo Liliana Ferraz, Manager da Accenture Technology, o projeto contou com a implementação de um contact center moderno e baseado em cloud, integrado com uma componente transversal de CRM/ PRM. Agora, como avançou Ana Cecília Martins, Diretora e Responsável pelo Contact Center da SCML, é possível, de uma forma sustentada e estandardizada, prestar um serviço de excelência a clientes e parceiros e obter um conjunto de informação que permite proactivamente melhorar e otimizar o serviço. A Anacom é outro caso que exemplifica o sucesso das soluções cloud. O regulador setorial das comunicações, segundo Augusto Fragoso, Diretor-Geral de Informação e Inovação, identificou a necessidade de transformar a forma como os seus funcionários colaboravam e geriam a informação. A Axians, para responder a este desígnio, repensou as ferramentas de produtividade existentes, sendo adotada uma solução de colaboração na cloud para todos os seus funcionários. A dimensão da segurança foi também um dos drivers principais deste projeto, pelo que foi também adotada uma solução em cloud para garantir a gestão correta da identidade corporativa e mecanismos robustos de autenticação, como explicou Ricardo Matos, Senior Sales Manager da Axians. COLABORAÇÃO E COORDENAÇÃO A encerrar este WebMorning, a secretária de Estado da Inovação e da Modernização Administrativa, Maria de Fátima Fonseca, salientou que este trabalho no âmbito da cloud, apesar de demorado, foi bem-sucedido. O CTIC- Conselho para as Tecnologias de Informação e Comunicação na Administração Pública será agora o fórum por excelência para reunir uma visão global da AP e do trabalho colaborativo que deve continuar a ser desenvolvido, assim como a coordenação na discussão e os investimentos que necessariamente terão de ser feitos. Assim, será o CTIC a assumir os próximos passos na coordenação do trabalho, em colaboração com o Centro Nacional de Cibersegurança/ GNCS, como autoridade nacional de segurança. Serão desenvolvidas “tanto as ferramentas de apoio à decisão, para avaliar qual o modelo cloud que melhor serve as organizações, quer no plano de capacitação dos recursos humanos, para que a cloud contratada seja eficaz, segura e sirva o seu propósito”. Complementando o debate, a governante destacou que “momentos como este, em que estão reunidos vários atores relevantes, são importantes. Permitem fazer coro com as tendências, mas com transparência, colocar os temas em cima da mesa para discussão”. Para desenvolver modelos de governação que, de facto, “falem às pessoas, precisamos de desenvolver mais modelos de cidadania, porque o caminho de construção de uma sociedade e economias cada vez mais digitais é um caminho incontornável que tem que ser informado, coletivo e consciente”, referiu.•

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt