Views
1 year ago

Directório Global das TIC | Empresas e Profissionais | 2016/2017

  • Text
  • Atividades
  • Software
  • Lisboa
  • Disponibilizadas
  • Equipamento
  • Computing
  • Digital
  • Portugal
  • Marketing
  • Empresas

8 | Opinião diretório

8 | Opinião diretório global das tic | 9 Transformação digital qual A maturidade E A CAPACIDADE da sua organização? Gabriel Coimbra Country Manager, IDC Portugal Em apenas umas curtas décadas, a Tecnologia da Informação (TI) deslocou-se do back office, a primeira Plataforma da IDC, para o front office, a segunda Plataforma da IDC e, finalmente, integraram-se em quase todos os aspetos das vidas profissionais e pessoais das pessoas, alimentadas por tecnologias da 3ª Plataforma, incluindo telemóveis, negócios sociais, cloud e big data e analítica de negócio. Estamos a entrar numa era em que as tecnologias e processos que as empresas implementam estão de tal forma ligadas aos seus clientes e mercados, que as fronteiras entre as operações internas da empresa e o seu ecossistema externo (clientes, mercados, concorrentes, parceiros, reguladores) estão a desaparecer rapidamente. A tecnologia digital alterou e irá continuar a alterar a uma velocidade cada vez maior a paisagem empresarial, educacional, de entretenimento e governamental. Neste contexto os líderes empresariais são desafiados a levar as suas empresas ao nível seguinte, ao da transformação dos negócios digitais, empregando tecnologias digitais em conjunto com a inovação organizacional, operacional e de modelos de negócio para criar novas formas de operar e expandir as empresas. A tecnologia digital alterou e irá continuar a alterar a uma velocidade cada vez maior a paisagem empresarial, educacional, de entretenimento e governamental. As duas últimas décadas assistiram a mudanças espetaculares e o ritmo está a acelerar, tal como a escala das mudanças e inovações que acontecem a nível individual, social e organizacional. As tecnologias digitais e os novos modelos empresariais e estratégicos que alimentam, irão continuar a ter um impacto significativo na maioria das organizações com um nível de intensidade crescente. A IDC previu que até 2018, um terço dos 20 maiores líderes de mercado da maioria das indústrias irá ser ultrapassado por novos concorrentes (e por concorrentes existentes “reinventados”) que usam a 3ª Plataforma para criar novos serviços e modelos de negócio (ver IDC Predictions 2014: Battles for Dominance — and Survival — on the 3rd Platform, IDC #244606, Dezembro 2013). Para além das rápidas mudanças tecnológicas, as empresas terão de lidar com perturbações geopolíticas, económicas e ambientais - algumas previsíveis, mas muitas delas não. A transformação digital é um meio de criar empresas “anti-fragilidade” que podem não só sobreviver a essas perturbações, mas também potencializá-las e prosperar com elas. Apesar do nome “digital”, há muito mais na transformação digital para além da tecnologia. A IDC define a Transformação Digital como o processo contínuo através do qual as empresas se adaptam ou apresentam mudanças inovadoras aos seus clientes e mercados (ecossistema externo) ao potenciar competências digitais para inovar novos modelos de negócio, produtos e serviços que misturam de forma uniforme o digital, o físico, as experiências da empresa e de cliente, ao mesmo tempo que melhoram a eficácia operacional e o desempenho organizacional. A inversão do modelo empresarial da sua orientação tradicional fazer-vender para uma orientação mais dependente do desenvolvimento da capacidade de envolvimento com o seu ecossistema externo (por exemplo: clientes, mercados, parceiros, concorrentes, reguladores) num processo contínuo de adaptação às condições empresariais em mudança. No centro do novo ecossistema digitalmente transformado não está o negócio, mas o individuo envolvido numa miríade de Ominiexperiências que incluem interações pessoais, profissionais, comerciais e relações sociais - tudo tornado possível por interfaces digitais pessoais e profissionais. Em 2014, a IDC já previa que em 2016 a maioria das pessoas no mundo teria um dipositivo móvel com interfaces e recursos online para interagir com uma variedade de canais digitais que governam as suas vidas pessoais e profissionais. Em linguagem da IDC, vivem no seu próprio Universo de Identidade Digital (UID).

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt