Views
4 weeks ago

COMUNICAÇÕES 244 - Missão: refundar a rede SIRESP

  • Text
  • Estrategia
  • Cisao
  • Potencial
  • Mudanca
  • Casos
  • Digital
  • Tranformacao
  • Evolve
  • Ecossistema
  • Portugal
  • Futuro
  • Entrevista
  • Emergencia
  • Sistema
  • Catástrofes
  • Infraestrutura
  • Soberania
  • Redes
  • Estado
  • Desafios
À CONVERSA - Paulo Viegas Nunes está a refundar a rede SIRESP | EM DESTAQUE – Saiba tudo sobre o EVOLVE, o grande evento de transformação digital | NEGÓCIOS – Um ano depois, veja os impactos do spinoff da IBM e da criação da Kyndryl | MANAGEMENT - Construir uma cultura de empresa ajustada aos novos tempos é o desafio das lideranças | PORTUGAL DIGITAL – Conheça as ambições do Portugal Tech Hub | APDC NEWS – Veja os mais recentes eventos da Associação | ITECH - Bruno Mota é o entrevistado | 5 PERGUNTAS – a Paolo Favaro, líder da Vantage Towers |

management 48 Jorge

management 48 Jorge Valadas fala na necessidade de se criar nas empresas uma espécie de mentalidade de startup que envolva toda a gente, para que todos se sintam motivados contexto e as condições para que os colaboradores possam ter a flexibilidade de optar pelo sítio onde desempenham as suas funções, com melhor performance, potencial e equilíbrio com a sua vida pessoal. Depois da pandemia, onde mostrámos que conseguimos operar sem disrupções de forma totalmente remota, introduzir o trabalho híbrido foi o passo certo”. Para o country manager da Nokia Portugal, “a cultura e os seus valores são o que define a empresa. É um enabler da estratégia em todas as dimensões: pessoas, produtos e negócio. A nossa cultura, com valores sólidos de abertura e de O contato presencial nas empresas continua a ser importante no reforço do sentido de pertença e propósito comum respeito, mas com responsabilidade, facilitou a adoção de novas formas de trabalhar”. E salienta a importância da liderança, que teve de mudar logo que começou a pandemia, “num contexto exigente e totalmente remoto”. O gestor diz que “o mais importante são as competências, o envolvimento e dedicação dos colaboradores, independente do sítio onde desempenham as suas funções”, sendo que estes têm de saber “quais são os seus objetivos e o que se espera deles em termos de impacto na organização. Os líderes devem dar essa clareza às suas equipas”. Mas defende também “a importância do contato presencial no reforço do sentido de pertença e propósito comum, em questões de saúde e bem-estar e nos aspetos relacionados com a aprendizagem e o desenvolvimento de carreira. O novo formato exige que as equipas tenham a preocupação de criarem o propósito e as rotinas para estarem presencialmente. É uma nova realidade que nos convoca a todos para estarmos vigilantes e reforçar o espírito e trabalho em equipa”. Nenhum dos entrevistados tem dúvidas de que dar resposta a estes novos desafios exige um trabalho sustentado ao longo do tempo. Jorge Valadas chega mesmo a admitir que “ainda falta cultura às lideranças nacionais. É um work in progress, é verdade, mas ainda falta muito”. “Espero que haja uma tomada de consciência dos líderes sobre estes temas. Não existe tipicamente nas organizações uma forma de olhar para os temas da cultura e do propósito – é o tipo de temas em que estamos a ajudar – e tomamse decisões na esperança de que ajudem a resolver problemas. Mas até ser feita uma reflexão, vamos continuar a fugir do problema. Não há processos estruturados para, efetivamente, ouvir os colaboradores, de saber quais são as suas motivações e desejos”, acrescenta Paulo Simões. O consultor alerta ainda para uma nova situação

Um guia único para navegar entre inúmeras tecnologias emergentes 134 tecnologias reconhecidas e identificadas por mais de 60 especialistas Descarregue o seu exemplar gratuito do TechRadar devoteam.com/techradar Creative tech for Better Change

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt