COMUNICAÇÕES 238 - MULHERES E TECNOLOGIA O NAMORO QUE ACABARÁ EM CASAMENTO (2021)

  • Apdc
  • Pandemia
  • Infraestruturas
  • Mulheres
  • Tecnologia
  • Digital
  • Empresas
  • Portugal

Como obter uma

Como obter uma sincronização horária precisa? Cada dispositivo de computação possui um relógio interno. Estes equipamentos não são dispendiosos, mas também não são absolutamente fiáveis, pois dessincronizam-se devido a causas diversas, como as alterações de temperatura e humidade, ou por efeito da idade do dispositivo. A menos que sejam ressincronizados periodicamente, ao fim de algum tempo todos os equipamentos em rede poderão estar num horário diferente. Para poderem funcionar sem problemas, as aplicações corporativas necessitam de uma sincronização horária com uma precisão na casa de 1 a 10 milissegundos. E as infraestruturas críticas, como por exemplo as dos programas militao piniao Carlos Paulino, managing director, Equinix Portugal Todos os nanossegundos contam Quando utilizamos serviços bancários online, jogamos em modo multiplayer ou fazemos o streaming de um filme, estamos dependentes de uma sincronização horária precisa entre servidores e aplicações. Muitos negócios e serviços na nuvem, que utilizamos intensivamente todos os dias, dependem de uma sincronização de “tempo” precisa, fiável e segura entre as redes corporativas. Trata-se de um elemento crítico para as aplicações sensíveis à latência. E há muitos exemplos disso: • As empresas de serviços financeiros precisam de uma sincronização horária muito precisa para reconciliar as negociações de ações e evitar possíveis fraudes; • Os fabricantes necessitam da sincronização de “tempo” para coordenar os processos de montagem mais complexos; • Os serviços de TV e streaming precisam desta sincronia de modo a garantir que o áudio e o vídeo dos conteúdos esteja perfeitamente sincronizado; • Os sites de e-sports e de jogos online recorrem à sincronia horária precisa para rastrear a ordem cronológica dos jogadores em modo multiplayer; • As agências governamentais e as infraestruturas críticas, por seu turno, necessitam de ter fontes alternativas de sincronia horária, para além das tradicionais antenas de GPS; • As implementações de rede de TI exigem a sincronização precisa entre vários servidores, armazenamento e equipamentos de infraestrutura de rede usando NTP; • E, de igual modo, muitos casos de uso na área dos veículos autónomos e das cidades inteligentes também precisam de sincronizar o “tempo” de modo a manter todos os sistemas coordenados. 66

es ou espaciais, podem exigir uma precisão de 1-10 microssegundos, sub-microssegundos ou mesmo sub-nanossegundos. Para responder a estes requisitos, é necessário recorrer a uma fonte horária única e fiável, em relação à qual todos os dispositivos numa determinada rede possam estar sincronizados. Este objetivo torna-se particularmente difícil em ambientes de cloud híbrida, nos quais a infraestrutura é implementada em data centers privados e localizados no edge. Atualmente, estão disponíveis três opções de sincronização horária em infraestruturas distribuídas. A abordagem “faça você mesmo” recorre ao sistema de satélites GPS. Neste caso, as empresas instalam um recetor e uma antena em cada data center, obtendo uma precisão de sub-microssegundos. Neste modelo, as empresas mantêm a propriedade e o controlo da infraestrutura; no entanto, adquirir, configurar, operar e proteger este tipo de equipamento afigura-se dispendioso e demorado. Já a sincronização horária através da internet utiliza o serviço “ntp.org” ou outro similar, permitindo que as empresas configurem facilmente a sincronização de horário gratuitamente por meio da internet pública. Mas esta abordagem não é suficientemente precisa para a maioria das utilizações típicas. Além disso, obriga as empresas a abrir uma porta na sua firewall, deixando a infraestrutura suscetível a ataques cibernéticos. Finalmente, as opções legacy “Time as a Service”(TaaS) oferecem uma precisão ao nível de microssegundos, sendo mais fáceis de implementar e gerir do que a abordagem via GPS, uma vez que o provedor de serviços implementa e mantém a infraestrutura necessária. No entanto, estes serviços estão disponíveis A sincronização horária precisa é crucial para as aplicações sensíveis à latência e, em especial, para os setores financeiro, entretenimento, jogos online e veículos autónomos A solução “Time as a Service” habilitada por software é mais precisa do que a internet pública ou o GPS e responde aos requisitos de conformidade apenas num número limitado de localizações e não são escaláveis de forma económica. A melhor opção: TaaS habilitado por software Para evitar os cenários acima descritos e os seus riscos inerentes, as aplicações sensíveis à latência podem recorrer a uma solução de “Time as a Service” habilitado por software, evitando o recurso à internet pública ou às antenas GPS para a sincronização horária. Esta opção de “Time as a Service” habilitado por software responde aos requisitos de conformidade e assegura uma sincronização precisa em toda a rede. É neste contexto que surge o novo Equinix Precision Time – disponibilizado através do Equinix Fabric, um serviço de interconexão definido por software – apresentando várias características que são cruciais para os negócios sensíveis à latência. O Equinix Precision Time é um serviço extremamente preciso, ao nível do microssegundo (com um SLA de 50 microssegundos). Respeita os requisitos de conformidade da FINRA, Mi- FID II e SMPTE 2110, é fiável e seguro, permitindo que os clientes contornem a internet pública, e pode ser implementado de forma fácil e rápida, evitando os custos de capital à cabeça, reduzindo o time to market e o CAPEX. O Equinix Precision Time – disponível nas Américas, Ásia-Pacífico e Europa, incluindo Portugal – está integrado no Equinix Fabric e, assim, permite alavancar a baixa latência e elevada conectividade da plataforma da Equinix, distribuindo uma cronometragem de ponta-a-ponta precisa, fiável, previsível e segura, evitando o recurso à internet pública e afastando os fatores que podem colocar em risco a precisão, coordenação, segurança e fiabilidade da sincronização horária.• 67

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt