COMUNICAÇÕES 237 - Que Portugal Digital Queremos Construir? (2020/2021)

  • Outsourcing
  • Eanes
  • Hubs
  • Residency
  • Upskill
  • Digital
  • Digital
  • Remoto
  • Minsait
  • Huertas
  • Salesforce
  • Braz
  • Ainda
  • Digitais
  • Futuro
  • Clientes
  • Forma
  • Pandemia
  • Portugal
  • Empresas
APDC 237 - Que Portugal Digital Queremos Construir? Janeiro 2021

altice-empresas.pt

altice-empresas.pt Empresas que digitalizam Portugal Os novos desafios exigem mudança. A transformação digital das empresas e organizações é inevitável para terem um futuro com sucesso. Mas para se ir mais longe não se pode ir sozinho, por isso a Altice Empresas vai continuar a inovar e a garantir que todas as empresas tenham acesso aos melhores serviços, para que possam ser mais competitivas e tornar Portugal mais digital. Para mais informações sobre os nossos serviços fale com o seu gestor ou ligue 16 206 Empresas que mudam Portugal

edit orial Eduardo Fitas eduardo.fitas@accenture.com O paradoxo de Stockdale “You must never confuse faith that you will prevail in the end - which you can never afford to lose - with the discipline to confront the most brutal facts of your current reality, whatever they might be” Infelizmente, não iniciámos 2021 da forma que prevíamos e muito menos desejávamos. Numa primeira fase de pandemia, apesar de todos os impactos negativos, podemos dizer que passámos o exame com distinção. Mas chegar a este momento com os problemas que conhecemos não estava claramente nos nossos pensamentos. Independentemente das razões que nos trouxeram a este ponto, a responsabilidade foi de todos. Tal como será de todos a missão de voltarmos à “normalidade” o mais rapidamente possível. Chegará o momento de apurar responsabilidades, mas o foco imediato terá de ser na resolução dos temas que desaceleram a nossa recuperação. Se há algo onde podemos melhorar é no tempo que nos leva dos pensamentos e dos diagnósticos às ações. Tal como advogam os militares, temos de esperar sempre o melhor, mas prepararmo-nos para o pior. Devemos celebrar o que fazemos bem, mas sem que isso nos impeça de progredir e ambicionar patamares mais altos e atuar depressa e com foco no que é relevante. Os ciclos de estabilidade são cada vez mais curtos e nunca há certezas sobre quando vai chegar uma nova necessidade de mudança. Há um tema que ilustra bem a dificuldade que temos em garantir o foco no que é realmente importante e a motivação e capacidades para reagir rapidamente. Aparentemente, somos, com Malta, Chipre e Lituânia, os únicos países europeus ainda sem oferta comercial de 5G. Durante o processo de discussão do modelo a seguir, a preocupação centrou-se quase sempre no contributo para criar mais concorrência no mercado. Já a discussão de como podemos aproveitar esta oportunidade para aumentar a competitividade da economia e melhorar as condições na sociedade ficou para segundo plano. Confrontados com estes factos, não podemos de todo deixar que sejam impeditivos de operar as transformações de que necessitamos. Pelo contrário. Os eventuais erros cometidos devem ser vistos como aprendizagens para que não se repitam e o tempo que perdemos só nos deve motivar para acelerar o passo para o recuperar. As oportunidades vão continuar a surgir e temos de fazer o que for necessário para as aproveitar. Estão previstos níveis de investimento dos fundos de recuperação como nunca houve e há planos ambiciosos para o digital a nível europeu e nacional. Como fica bem evidente pelos temas em destaque nesta edição da COMUNICAÇÕES, temos todas as condições para nos catapultarnos para uma posição de destaque no ranking de competitividade europeu e assumirmos um papel de liderança neste processo de construção de uma economia e sociedades digitais. A responsabilidade para que isso aconteça é de todos e cada um de nós e não pode ser delegada. Portanto, vamos arregaçar as mangas e garantir que conseguimos ultrapassar os obstáculos e enfrentar os desafios, preparando desde já o nosso futuro comum!• 3

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt