COMUNICAÇÕES 237 - Que Portugal Digital Queremos Construir? (2020/2021)

  • Outsourcing
  • Eanes
  • Hubs
  • Residency
  • Upskill
  • Digital
  • Digital
  • Remoto
  • Minsait
  • Huertas
  • Salesforce
  • Braz
  • Ainda
  • Digitais
  • Futuro
  • Clientes
  • Forma
  • Pandemia
  • Portugal
  • Empresas
APDC 237 - Que Portugal Digital Queremos Construir? Janeiro 2021

5 perguntas 12 FERNANDO

5 perguntas 12 FERNANDO BRAZ Começar a construir do zero O potencial do mercado nacional está na base da decisão da Salesforce de entrar diretamente em Portugal, com a abertura, em maio, de um escritório. Criar o projeto de raiz é a missão do novo country leader da gigante de CRM mundial. Fernando Braz tem como meta consolidar a presença da marca junto das grandes empresas e focar atividades nas PME. Texto de Isabel Travessa| Fotos de Vítor Gordo/ Syncview Tornou-se country leader da Salesforce para Portugal em maio último, em plena pandemia. Como está a ser este desafio? Está a ser um desafio maravilhoso. Embora tenha um passado profissional em tecnológicas, nunca tinha começado do zero a construção de um escritório e de uma equipa local, o que tem sido muito entusiasmante. Temos ainda muito trabalho pela frente, mas queremos que Portugal mantenha os níveis de crescimento que temos vindo a verificar, em linha com a Europa, e é para isso mesmo que abrimos agora este escritório em Lisboa. Esta proximidade vai permitir-nos fortalecer a relação que temos com todos os nossos parceiros, assim como com os clientes diretos. Além da criação do escritório em Portugal, estava prevista a contratação de pessoas até final do ano. Qual o ponto de situação do projeto e para onde caminham? A Salesforce já tinha presença em Portugal, junto de inúmeras empresas, através de parceiros nossos que operam no mercado. Pelo enorme potencial do mercado europeu em geral e do português em particular, avançamos agora com uma presença mais próxima, herdando algum trabalho feito no passado. Ainda assim, o objetivo é o de crescer e a equipa crescerá sempre com a base de clientes. Pelo que, neste momento, prevemos contratações pontuais e essencialmente para o departamento comercial. Quais são os principais objetivos da Salesforce para o mercado nacional? Arrancámos com a nossa atividade local com dois grandes objetivos. Primeiro, o de consolidar a nossa presença junto de grandes empresas portuguesas, sendo que algumas já são nossas clientes, como a SONAE MC, o Pestana Hotel Group ou o Grupo Brodheim. Depois, o de expandir a nossa presença e focarmo-nos naquele que é o grosso do tecido empresarial português, as pequenas e médias empresas. Enquanto gigante mundial de CRM, o grupo acaba de anunciar a compra da Slack, a sua maior aquisição de sempre. O que poderá representar este movimento para Portugal, tendo em conta que o teletrabalho veio para ficar? Não temos dúvidas de que o trabalho remoto veio para ficar, mesmo que em moldes híbridos. O ano de 2021 vai espelhar este misto, entre o trabalho a partir de casa e experiências no escritório, abrindo a porta a uma maior flexibilidade. Considero que ainda é demasiado cedo para falarmos da aquisição da Slack, até porque ainda não está completamente fechada, mas estamos entusiasmados com o que isso vai significar para as empresas que são nossas clientes. A possibilidade de fornecermos serviços cada vez mais integrados na simplificação da comunicação com todos os seus públicos - interno, externo e parceiros, entre outros, é, sem dúvida alguma, uma mais-valia. O seu percurso profissional tem sido sempre na área tecnológica. O que mais o fascina e desafia neste mundo? A tecnologia é fascinante. Não só pela permanente evolução das mais diversas ferramentas, como pelo constante surgimento de novidades. Essencialmente, o mundo está sempre a mudar e 2020 foi um ano que mostrou isso de forma muito clara. A evolução tecnológica permite que todos nós, pessoas singulares, mas também empresas e demais organizações, possamos acompanhar este movimento de uma forma extraordinariamente ágil, pela flexibilidade e simplicidade que a tecnologia oferece.•

“Nunca tinha começado do zero a construção de um escritório e de uma equipa local, o que tem sido muito entusiasmante” 13

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt