Views
1 year ago

COMUNICAÇÕES 225 - O Líder Mobilizador (2017)

  • Text
  • Redes
  • Projetos
  • Tecnologia
  • Forma
  • Ainda
  • Digitais
  • Portugal
  • Empresas
  • Apdc
  • Digital
APDC 225 - O Líder Mobilizador Dezembro 2017

negócios indústria do

negócios indústria do calçado Calçado de Portugal (CTCP). A par da APICCAPS, o CTCP deu um contributo decisivo para a reformulação de uma indústria que produzia quase em exclusivo para marcas estrangeiras, deixando assim os seus créditos por mãos alheias. Leandro Melo sublinha que foi também fundamental para o calçado português “passar o foco dos grandes distribuidores para os pequenos distribuidores, mas que exigem qualidade”. A esta mudança estratégica a APICCAPS associou um trabalho de relações públicas que deu ao setor uma visibilidade nunca antes atingida. Presentes nas feiras internacionais, já com algumas marcas próprias e uma comunicação que os associava a altos padrões de qualidade, os sapatos portugueses ressurgiram no mercado com um novo elã. Mas não foi só com a aposta na comunicação e no segmento de mercado de alta qualidade que esta indústria se reinventou. Apesar de ser maioritariamente constituída por pequenas e médias empresas de raiz tradicional, aos poucos começou a incorporar novas tecnologias, processo que o CTCP tem incentivado. Na entrada do site do Centro Tecnológico do Calçado de Portugal o anúncio do próximo congresso da União Internacional de Técnicos da Indústria do Calçado, principal congresso mundial do setor, não deixa dúvidas acerca da importância que as novas para recuperar a indústria do calçado da crise em que se afundou, nos anos 80, as tic foram um fator decisivo tecnologias ganharam para esta área de negócio. Agendado para maio, no Porto, o congresso tem por tema “From fashion to factory: a new technology age”. Como nota de rodapé explica-se que o evento contará com a presença de representantes de “universidades, entidades do sistema científico e tecnológico e empresas especializadas no desenvolvimento de tecnologia de ponta”. Do programa constam temas de debate como: “Em que a tecnologia digital moderna está a transformar o comportamento do consumidor?” e “As novas soluções tecnológicas suportarão esta nova era digital nos próximos anos?”. Leandro Melo confirma: “Hoje as TIC estão presentes em todas as empresas”. E adianta: “Para recuperar a indústria do calçado da crise em que se afundou, a tecnologia foi um fator decisivo”. O calçado pode ser um produto tradicional, mas precisou das TIC para dar um passo em frente: “As TIC são hoje usadas no design, no desenvolvimento técnico dos modelos, nos sistemas de controlo de produção e gestão, no envio a clientes, em todas as etapas do negócio”, explica o diretor-geral do CTCP. Não foi de um dia para o outro que se fez esta transformação digital. A aposta na formação, incentivada e proporcionada pela APPICAPS, com o apoio do Estado, permitiu desenvolver competências e criar mão-de-obra apta a corresponder a padrões mais exigentes, quer ao nível do fabrico do calçado, quer relativamente à gestão do negócio. Associando a tradição ancestral aos novos métodos de trabalho e com uma comunicação eficiente, esta indústria conseguiu em poucos anos conquistar um reconhecimento que se traduz em números impressionantes: a fileira do calçado exporta mais de 95% da sua produção, para 152 países dos cinco continentes. Desde 2009 as vendas aumentaram 58% e em 2016 as exportações cresceram 3,2%, enquanto em Espanha desceram 7,8% e em Itália 0,9%. Com estes resultados, a APIC- CAPS aspira a destronar Itália de vez, propósito que inscreveu no seu site e que serve de incentivo aos seus 1834 associados (dados de 2015). Undandy: sucesso planetário Quando, há cerca de um ano, assumiu a gestão da Undandy, projeto lançado em 2015, Rafic Daud não imaginava que a empresa entrasse tão repentinamente na C

Rafid Daud, CEO da Undandy, vê a faturação crescer de mês para mês. Na Web Summit a sua empresa foi citada como uma referência do sistema empreendedor português

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt