Views
1 year ago

COMUNICAÇÕES 225 - O Líder Mobilizador (2017)

  • Text
  • Redes
  • Projetos
  • Tecnologia
  • Forma
  • Ainda
  • Digitais
  • Portugal
  • Empresas
  • Apdc
  • Digital
APDC 225 - O Líder Mobilizador Dezembro 2017

negócios indústria do

negócios indústria do calçado Nos sapatos do futuro Tradição e tecnologia podem calçar o mesmo número. Para fazer esse match basta ter visão estratégica, ousadia e uma vontade incontrolável de conquistar o mundo. Com resultados que superam todos os outros setores ao nível das exportações, a indústria portuguesa do calçado provou que esta é a fórmula do sucesso. Texto de Teresa Ribeiro Fotos cedidas e Bárbara Monteiro/Syncview (Undandy) Nos anos 80 e 90, a indústria portuguesa do calçado foi notícia pelas piores razões. A deslocalização das grandes multinacionais para a Ásia e a concorrência dos sapatos de baixo custo vindos do oriente arrasou o mercado europeu. Em Portugal, o setor ficou pelas ruas da amargura, com empresas a fechar e outras a ameaçar falência. Foi difícil inverter este quadro, mas graças à resiliência, talento e liderança forte da Associação de Industriais do Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS) que representa o setor, os resultados começaram a surgir. Hoje dizer de um sapato que é “made in Portugal” equivale a colocá-lo no segundo lugar do pódio da reputação mundial. Em matéria de reconhecimento, Itália ainda está em primeiro lugar, admitem os profissionais do setor, mas “tal não significa que na realidade os sapatos italianos sejam superiores aos nossos”, apressa- -se a dizer Leandro Melo, diretor- -geral do Centro Tecnológico do C

Hoje dizer de um sapato que é “made in Portugal” equivale a colocá- -lo no segundo lugar do pódio internacional

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt