COMUNICAÇÕES 224 - A Senhora Simplex (2017)

  • Apdc
  • Ainda
  • Dados
  • Clientes
  • Novas
  • Empresas
  • Tecnologia
  • Forma
  • Mercado
  • Portugal
  • Digital
APDC 224 - A Senhora Simplex Setembro 2017

estado da nação

estado da nação 2017 ti – protagonistas 1 Perante a LISTA DE megatendêNCIAS TECNOLógICAS, que não PARA DE CRESCER, como estão a antecipar o futuro? 2 PREVêem gRANDES ALTERAções da vossa estratégia e posicionamento? 3 A FALTA DE RECuRSOS huMANOS COM as qualificações CERTAS constitui um entrave à vossa operação, ou é ultrapassável? dos em Portugal, vários na área de SAP, associados a megaprojetos internacionais, estão a consumir uma boa parte dos recursos qualificados disponíveis no mercado. Neste contexto, estamos a trabalhar com universidades portuguesas no desenvolvimento de programas de formação e reconversão de recursos. Um exemplo é o protocolo com a NOVA IMS, que em dois anos já resultou na formação de várias centenas de recursos em competências digitais. Fernando Braz, diretor-geral, SAS Portugal Antecipamos o futuro como 1 o fizemos há 41 anos na fundação do SAS, com a visão que a análise de dados desempenharia um papel fundamental. Construímos, investigámos e desenvolvemos sempre com o propósito de aumentar a capacidade analítica e superar a complexidade. Não nos enganámos. Hoje, continuamos na mesma linha: a acreditar que a analítica faz e fará a diferença na forma como entendemos o mundo e as pessoas. Hoje, apenas os detalhes são diferentes. Temos maior capacidade de armazenamento, velocidade de cálculo incomparável com a de há 41 anos, volume e variedade de diferentes formatos e tipos de dados, para além de novas formas de comunicarmos entre nós e com as máquinas. Temos sistemas analíticos para sistemas homem-máquina e máquina-máquina. Lidamos com a ubiquidade, a fragmentação, a heterogeneidade e a complexidade crescente e a nossa resposta basilar é a mesma: Analytics. A essência continua: dar a capacidade do conhecimento às pessoas e às organizações. Só que o fazemos de forma diferente. Aumentámos a eficácia e eficiência dos nossos algoritmos. Dos modelos de previsão. Dos sistemas de decisão em tempo real baseados em machine learning e Inteligência Artificial. Não. Se a nossa aposta continua válida, não há grandes va- 2 riações. Haverá apenas na forma de fazê-lo. Desenvolvemos uma rede de parceiros com múltiplas competências que complementam e acrescentam valor à nossa oferta analítica e das soluções verticais, como as de marketing, gestão de risco, fraude, gestão de dados. Agilizámos processos. Cremos, desde a nossa fundação, que as pessoas são o bem mais valioso. Por isso continuamos a ser uma “Best Place to Work” em Portugal (número 1 este ano) e noutros países. Continuamos a investir em I&D (o maior rácio do setor). Possuímos uma liderança sólida, serena e contínua. Respondemos de forma ágil a requisitos do mercado e dos reguladores, como foi no caso do risco, da fraude e agora da nova lei de privacidade. O nosso DNA é o mesmo do que há 41 anos. Apenas nos adaptámos. É um entrave que temos vindo 3 a ultrapassar. A falta de cultura e formação analítica tem causado problemas a nós, aos nossos clientes e aos parceiros. Há um deficit de data scientists ou de jovens recém-licenciados com formação qualificada na área analítica. Temos vindo a adotar nos últimos anos programas especiais para colmatar estas falhas, quer com ações concretas na nossa área de formação base e avançada, quer através dos nossos parceiros académicos, para formação atual e futura de data scientists.•

© 2011 ManpowerGroup. All rights reserved. FINDING THE NEXT ROCKSTAR IS HUMANLY POSSIBLE * Na Experis, conhecemos a sua empresa. Sabemos o que motiva o talento. Aliamos a nossa gama de soluções a metodologias de atração, avaliação e integração de talentos para garantir os resultados e o crescimento acelerado que o seu negócio necessita. Saiba mais em experis.pt *Encontrar a próxima estrela de rock é humanamente possível

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt