COMUNICAÇÕES 224 - A Senhora Simplex (2017)

  • Apdc
  • Ainda
  • Dados
  • Clientes
  • Novas
  • Empresas
  • Tecnologia
  • Forma
  • Mercado
  • Portugal
  • Digital
APDC 224 - A Senhora Simplex Setembro 2017

estado da nação

estado da nação 2017 TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO que começou no apoio às vendas e presta hoje assessoria técnica em áreas especializadas e serviços de cibersegurança para clientes, parceiros e para o grupo na Europa, Médio Oriente, África e Rússia. A subsidiária desenvolve ainda um programa de responsabilidade social, através das Cisco Academies, academias gratuitas em parceria com politécnicos e universidades, para reforçar as competências digitais. A crescer está a francesa Altran, que vê Portugal como um mercado estratégico. Está a reforçar investimentos no Global Delivery Centre, no Fundão, para ganhar capacidade de desenvolvimento de soluções integradas na oferta global de Intelligent Systems, em áreas como sistemas críticos, aplicações em tempo real, machine driven, big data e connetividade. Este polo de produção especializado é um pilar da estratégia de globalização. Quem abriu o seu segundo centro de tecnologia em Portugal foi a Accenture, com resultados: 55% dos serviços de sistemas de informação e outsourcing de processos produtivos são vendidos a uma dezena de países em quatro continentes. Robótica, AI e outras áreas do “new IT” são apostas, através da inovação e criação de competências. Já a Deloitte continua a desenvolver o projeto do Telecom Engineering Centre of Excellence (TEE CoE), inaugurado em 2016, onde prevê investir 3 milhões de euros. A subsidiária nacional passou a ser a única firma da Deloitte na EMEA acreditada para oferecer serviços integrados em redes de telecomunicações à escala global: 70% da atividade está associada ao mercado internacional. A Huawei é outro exemplo do reforço de investimentos. Abriu dois centros de inovação e experimentação, que promete expandir para potenciar uma maior proximidade à inovação e às novas tecnologias. É já a segunda maior em vendas de telemóveis, a seguir à Samsung, com uma quota de mercado de 15,2% (dados IDC) Centrada no 5G, a sueca Ericsson tem apostado em parcerias com operadores que adicionem valor à tecnologia. O acordo com novos centros de tecnologia e diversificação na oferta dos serviços mais sofisticados são alguns dos fatores de crescimento das tecnológicas a Altice Labs insere-se nesta estratégia. Através dele, quer transformar Aveiro na primeira cidade a ser coberta com uma rede móvel 5G. Fez ainda uma parceria com a WeDo, para ajudar os operadores a maximizar os investimentos na transformação digital. A AI está no centro da estratégia da gigante IBM e as capacidades analíticas do seu IBM Watson são aplicadas em áreas como a saúde, retalho, educação e banca. Em Portugal, inaugurou no final do ano passado um centro nearshore de inovação tecnológica para serviços em setores como a banca, distribuição, retalho e cidades inteligentes. Alargar ao mobile, cloud e computação cognitiva é o objetivo. A apostar nas soluções inovadoras para a transformação digital, a Microsoft elegeu a cloud como central na sua estratégia. O negócio, que engloba plataformas de produtividade e de analítica, está a crescer, sobretudo através do seu cada vez maior ecossistema de parceiros. Na mobilidade, a estratégia passa por garantir que todas as aplicações do grupo sejam acedidas em qualquer sistema operativo ou dispositivo. A crescer está a GFI Portugal. Em 2016, o volume de negócios subiu 14%, para 20,8 milhões de euros, graças aos novos projetos em clientes estratégicos nas áreas de infraestruturas e aplicações e à duplicação do negócio de consultoria e articipação em projetos de transformação. Foi também em 2016 que a empresa reforçou a oferta de integração e manutenção de tecnologias SAP, com a compra da ROFF. Mais focada nas soluções de business analytics, o SAS Portugal antecipa que as tendências tecnológicas vão acelerar a procura da analítica. Por isso, quer consolidar o crescimento. Áreas ligadas à nova legislação sobre privacidade, combate e prevenção à fraude, gestão de risco e de marketing analítico serão vetores de crescimento.•

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt