COMUNICAÇÕES 224 - A Senhora Simplex (2017)

  • Apdc
  • Ainda
  • Dados
  • Clientes
  • Novas
  • Empresas
  • Tecnologia
  • Forma
  • Mercado
  • Portugal
  • Digital
APDC 224 - A Senhora Simplex Setembro 2017

estado da nação

estado da nação 2017 comunicações – protagonistas 1 COMO está o grupo a RESPONDER AO DESAFIO DA TRANSFORMAção DIgITAL, em termos de posicionamento global e de propostas para o mercado? 2 De que FORMA se PODERá tirar PARTIDO DAS NOVAS tendêNCIAS TECNOLógICAS para construir novas ofertas inovadoras? 3 Para garantir o futuRO, que tipo de ativos é essencial controlar num projeto como o vosso? dades que a tecnologia oferece. Nesse sentido, investimos fortemente no desenvolvimento e melhoria das redes de nova geração, fixas e móveis, e construímos ofertas cada vez mais integradas, cruzando telecomunicações e entretenimento, de forma transversal a todos os segmentos de mercado. Detendo a NOS as mais modernas redes de informação, 2 é também a empresa que mais entretenimento oferece. Para as famílias, disponibilizamos uma variedade de serviços que contribui para que tudo seja mais simples, desde o acesso a conteúdos a soluções de cloud e de partilha doméstica. O futuro é de consolidação da experiência de conteúdos e estes não podem ser separados da internet ou das aplicações. Temos as condições necessárias para assegurar o melhor serviço de internet, garantindo a melhor experiência de conteúdos sempre disponível. Mais ainda, um interface agregador da experiência de TV é fundamental para permitir descobrir conteúdos e emoções, quer na nossa oferta, quer na internet de forma global, em SD, HD, 4K, AR ou VR. Com a UMA e a NOS TV, demos o primeiro grande passo nesta nova era da experiência de TV. Acompanhamos as novas tendências tecnológicas para preparar este futuro. Vamos continuar a inovar nas ofertas, sempre com um cunho muito próprio, associado ao esforço de inovação e desenvolvimento, para sermos líderes em Portugal e uma referência mundial nas telecomunicações e entretenimento. O sucesso depende prioritariamente da equipa, compe- 3 tência, agilidade para antecipar tendências e estar sempre um passo à frente do mercado. Esta visão pioneira e esta capacidade de entrega tem sido demonstrada com a conquista de centenas de milhares de clientes nos últimos anos. As redes de nova geração e a sua capilaridade são um elemento crítico para que cada vez mais portugueses tenham a possibilidade de optar pelas soluções residenciais e empresariais. É ainda fundamental manter capacidade para inovar, criando produtos e serviços simples de usar e relevantes e disponibilizando os conteúdos mais apetecíveis. O futuro passa pela excelência na experiência de cliente. É esse o nosso foco e prioridade. Para isso, é fundamental que continuemos os melhores a disponibilizar as plataformas mais robustas, com a maior capacidade e os melhores conteúdos. Claudia Goya, CEO, Portugal Telecom O grupo vive hoje um processo 1 de transformação acelerado. Mais do que uma tradicional telco, queremos ser um player digital global, capaz de competir com entidades como a Google ou o Facebook. Por isso, inaugurámos uma nova era de convergência focada em três pilares - acesso, conteúdos/serviços e publicidade. A Altice/PT tem investido fortemente em RNG, colocando Portugal no top europeu. Até 2020, 5,3 milhões de casas e empresas em Portugal estarão cobertas pela maior e mais moderna rede. A par das melhores redes e tecnologias mais avançadas, a Altice/ PT distingue-se ainda por uma experiência focada nos clientes e centrada em conteúdos e serviços. Focados na transformação digital das empresas, temos vindo a diversificar o portfólio, com serviços cutting edge. Hoje somos uma referência em áreas como smart cities, cloud, IoT, AI ou BPO. Mais do que tirar partido das 2 tendências tecnológicas, queremos antecipá-las. É isso que temos vindo a fazer. Protagonizámos a primeira demonstração em Portugal - e uma das primeiras no mundo - da rede móvel 4,5G em que, de forma pioneira, utilizámos tecnologia NG-PON2 desenvolvida na íntegra pela Al-

tice Labs. A inovação consiste essencialmente, em a partir da tecnologia, democratizar a oferta e dar acesso a novas soluções de uma forma mais económica, flexível e escalável. A inovação garante soluções mais personalizadas e sofisticadas, acrescentando serviços à base telco. Disso são exemplos o recente serviço Smart Home, serviços financeiros ou a implementação de uma solução completa, pioneira na Europa, como a de vídeo árbitro. Pessoas, espírito empreendedor, competência, inovação, 3 capacidade de investimento, escala e parcerias são os nossos ativos-chave para sermos um player digital global e o parceiro de referência da transformação digital da sociedade. Com a PT, a Altice tem os melhores recursos de telecomunicações e TIC do país, a melhor rede de acesso, o know-how alicerçado nas melhores competências, o pólo de inovação Altice Labs e o melhor ecossistema de parceiros. As parcerias com empresas nacionais têm sido fundamentais no desenvolvimento de soluções inovadoras. Adicionalmente, o nosso ecossistema de inovação inclui parcerias com a academia e centros de I&D, startups e indústria. Cito a parceria com a Universidade de Aveiro, o centro de incubação e aceleração de startup’s ENTER, e os recentes protocolos para o desenvolvimento de soluções 5G e IoT, bem como com a Sky Vision para a produção da série exclusiva Riviera. A escala crescente do grupo abre ainda, todos os dias, novas portas na área das parcerias, o que nos permite olhar com confiança para a nossa liderança na inovação. Mário Vaz, CEO, Vodafone Portugal A Vodafone Portugal orgulha- 1 -se de ter liderado, nos últimos 25 anos, inúmeras transformações. Na nova revolução civilizacional, cultural e industrial em curso – a digital – não é diferente. Estamos a construir os alicerces do futuro, da “Gigabit Society”. O digital é um imperativo e uma oportunidade, num mercado cada vez mais global. Permite quebrar limitações geográficas e escala, possibilitando o acesso a tudo, por todos, em tempo real. Para que as oportunidades desta nova era se concretizem, é fundamental garantir a concorrência e promover uma infraestrutura digital territorialmente coesa, onde há escolha, concorrência e melhores serviços e preços. Temos contribuído para eliminar as fragilidades estruturais e as assimetrias regionais, investindo em infraestruturas de última geração (4G e de FTTH). Lideramos na frente da satisfação dos clientes e inovação. Vamos continuar a surpreender. O nosso compromisso é “looking forward”. O digital é encarado como uma filosofia e uma forma de estar. É um movimento, irreversível, uma parte fundamental da visão de futuro. Desde sempre no ADN da Vodafone, a inovação tem esta- 2 do na base da multiplicação de exemplos de sucesso que revolucionaram a forma como os portugueses comunicam. O nosso desígnio é criar, seguir em frente. A nossa ambição é continuar a crescer. Há novas tendências tecnológicas, suportadas nas plataformas digitais, que a nossa oferta já está a materializar. Em paralelo, damos maiores velocidades e menores latências, no fixo e móvel, potenciando-as. Continuaremos a escrever a história das comunicações, com uma oferta diferenciadora, como inovação de produtos e serviços, abrangência e riqueza de conteúdos, sofisticação técnica e grau de segurança. O principal ativo da Vodafone 3 é o cliente. É nele que continuaremos focados. Somos uma marca sólida, de confiança e em permanente reinvenção. A nossa estratégia para endereçar os desafios do presente e do futuro só é possível porque temos a melhor equipa, incluindo parceiros e colaboradores. Continuaremos a trabalhar para manter o apoio e cooperação do acionista. Para garantir que a revolução chegue rapidamente a territórios remotos e a populações desfavorecidas, os decisores – políticos e reguladores – têm um papel determinante na criação de condições adequadas e equitativas para todos os intervenientes de mercado, que garantam coesão territorial, igualdade de oportunidades e promovam o desenvolvimento. O digital encerra em si mesmo uma oportunidade que Portugal não pode perder.•

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt