APDC - 30º DIGITAL BUSINESS CONGRESS

  • Pandemic
  • Online
  • Congress
  • Wwwapdcpt
  • Edition
  • Mundo
  • Lisbon
  • Empresas
  • Tecnologia
  • Futuro
  • Portugal
  • Digital
Lisbon & Online Edition For free registration, use this code: ONDEMANDFREE https://congresso.apdc.pt/registration After registration you will receive one e-mail with all accces an then you have to click https://live.apdc.pt/ to view all presentencions

30º

30º DIGITAL CONGRESS LISBON & ONLINE EDITION THE FUTURE BEYOND CORONA Gerd Leonhard, futurist & humanist “O impensável está a tornar-se o novo normal. Habituem-se. Veremos mudanças fundamentais nos próximos dez anos. Empresas, pessoas e governos estão à procura de um novo propósito, que não pode ser só lucro e crescimento. Tem que haver um “novo como”, ligado ao planeta e à prosperidade. Este é o novo paradigma, o driver por detrás das mudanças que estão a ocorrer” “O desenvolvimento tecnológico tem sido gigantesco. A ficção científica tornou-se realidade e estamos no ponto de viragem, em que tecnologia consegue fazer tudo. O futuro está a acontecer mais depressa do que nunca. Teremos que descobrir como fazer da tecnologia o melhor que ela pode ser. Porque há muitas oportunidades, mas também duros desafios, éticos e humanos. Tudo é conectado e é mais inteligente. E tudo pode tornar-se tudo” “Estamos rodeados por tecnologia, que é poderosa e explosiva. Mas veremos o renascimento do novo humano, da importância das pessoas, dos relacionamentos, experiências, confiança e sabedoria. Isso será a chave para o futuro. Teremos todas as ferramentas, mas teremos a sabedoria? Essa é a questão fundamental” Vanda Jesus, executive diretor da Portugal Digital “Se 52% da população nacional tem competências digitais básicas, 18% ainda não tem sequer acesso à internet. E o número antes da pandemia era de 22%. Nem sequer é um problema de produtividade neste novo mundo digital. Por isso, estamos a desenvolver um conjunto de medidas de inclusão digital e de trabalho ao longo da vida” Estamos a preparar uma estratégia de dados que não é só da ciência e da economia. Temos de juntar todos os atores para garantir a governance, porque sem dados não temos IA e tudo o resto. A cibersegurança é outra prioridade onde trabalhamos conjuntamente” “No privado e público, quando trabalhamos juntos, nos vários projetos para testar e inovar, fica claro que a simbiose é crítica para o futuro. Precisamos muito dos líderes das empresas privadas, mas também de os ajudar a fazerem o trabalho de serem mais digitais”

23 HOW TO INSPIRE AND LEAD PEOPLE TO CHANGE THE WORLD IN THE MIDDLE OF A PANDEMIC Carmo Palma, managing director da Axians “A tecnologia traz-nos muitas potencialidades O tema é o que fazemos com ela e como a aplicamos. É este balanço que depende de todos nós, da consciência social, as éticas de liderança pública e privada. A tecnologia traz escala e velocidade e quando as escolhas são boas, é espetacular” “Vejo várias mudanças a acontecer. Há muita cocriação e experimentação, com modelos de trabalho cada vez mais flexíveis. Há muito pouco de business as usual. De alguma forma, estamos todos conscientes de que este é um novo normal, que temos que abraçar e saber gerir” “Tudo é muito complexo. Parece que não temos tempo suficiente para conseguir fazer tudo. Estamos a viver um extremo de imprevisibilidade. Este novo caos faz parte e temos que saber e aprender a viver com isso” David Simas, CEO da Obama Foundation “O impensável está a tornar-se o novo normal. Habituem-se. Veremos mudanças fundamentais nos próximos dez anos. Empresas, pessoas e governos estão à procura de um novo propósito, que não pode ser só lucro e crescimento. Tem que haver um “novo como”, ligado ao planeta e à prosperidade. Este é o novo paradigma, o driver por detrás das mudanças que estão a ocorrer” “A única constante na vida é a mudança e nos últimos meses tivemos muito mais mudanças do que antecipávamos. É tudo acerca de novas possibilidades e de reinvenção. De não voltar ao status quo. Como nos vamos reinventar? Em alturas de incerteza, ou estamos muito seguros, ou não podemos assumir que, ao sairmos disto, o que era antes se vai manter” “É necessário manter a clareza da missão e da visão, como empresa, organização ou indústria, mas é insuficiente. Porque se lida com pessoas que nunca passaram com esta experiência e que precisam de um propósito. Um líder tem que dar à equipa um sentido de missão, um propósito. Em momentos de incerteza, quando as pessoas sentem certezas, tudo funciona”

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt