Views
1 year ago

A Economia Digital em Portugal 2018

  • Text
  • Permite
  • Resultados
  • Plataforma
  • Desafios
  • Economia
  • Portugal
  • Forma
  • Digital
  • Dados
  • Tecnologia

a economia

a economia em portugal 2018 digital 1.3 Cloud | Edge 36 A estimativa é que, de 2014 a finais de 2017, este caminho tenha gerado poupanças à Câmara Municipal de Cascais na ordem dos 3,4 milhões de euros parques, visualização em tempo real da frota de autocarros, interligação com a CP, scottUrb e outros operadores; Agenda Cascais – agenda cultural de Cascais; Citypoints – Aplicação distinguida com o World Summit Award 2017, visa promover boas práticas de cidadania e reconhecer os cidadãos que para ela contribuem. IoT – Sensorização de todos os recursos do município, em particular, das bicicletas e respetivas docas, na área de videovigilância, na recolha de resíduos, nos sensores ambientais e de iluminação inteligente, entre outros C3 – Centro de controlo de Cascais, permite gerir todo o município a partir de um centro de operações unificado, agregando informação dos vários sistemas de back-end de cada uma das áreas, estabelecendo correlações que permitem antecipar incidentes e gerar alarmística. ResultadoS As iniciativas de transformação, iniciadas em 2012, têm tido um impacto forte a vários níveis da organização, em particular na qualidade dos serviços prestados. As várias dinâmicas que se têm gerado no seio do universo municipal, têm potenciado a melhoria da eficiência operacional dos processos internos e externos e uma poupança de custos significativa que são transversais às mais variadas áreas, como sejam as infraestruturas de datacenter /cloud, telecomunicações, desmaterialização de processos de urbanismo, entre outros, redução de papel (impressão) e recursos humanos. A estimativa é que, de 2014 a finais de 2017, este caminho tenha gerado poupanças à Câmara Municipal de Cascais na ordem dos 3,4 milhões de euros. Coordenação/Autoria: Nuno Árias Silva, Gfi e João Casqueiro, Câmara Municipal de Cascais HPE Digitalização de infraestruturas no Novo Banco Utilização de tecnologia open source O Novo Banco iniciou o seu processo de transformação digital há vários anos e sempre alicerçou a sua estratégia em soluções tecnológicas que dotem os sistemas de informação da agilidade necessária para suportar os desafios de negócio da instituição, ao mesmo tempo que demonstrem um retorno de investimento no curto prazo. Sendo uma instituição bancária com muitos anos de história e uma operação à escala internacional, a coexistência de sistemas legados com a novas tecnologias, é uma realidade que não limita a inovação, antes pelo contrário: permite a consciencialização das equipas que o segredo do sucesso é uma arquitetura sólida, de natureza híbrida onde os papéis de cada stakeholder estejam bem definidos. Atualmente assistimos à utilização massiva de virtualização, utilizando Vmware para ambientes de produção e testes, e Openstack para os ambientes de desenvolvimento. As soluções de virtualização assentam em arquitetura de Storage Multi-tier com interfaces iSCSI potenciando a integração de networking, que se revelou ser uma escolha visionária anos mais tarde, aquando da adoção de Openstack para as virtualização de ambientes não produtivos. As soluções opensource assumem cada vez mais um papel de relevância no landscape tecnológico do Novo Banco, pois para além do Openstack, a solução de monitorização é também opensource: Nagios. Finalmente, esta multiplicidade de soluções tecnológicas encontram-se perfeitamente sincronizadas com uma solução de CMDB federada, assegurando a

37 a economia digital OPENSTACK em portugal 2018 1.3 Cloud | Edge ISCSI - VLAN Enabled Enabled Enabled Eth 2 Eth3 Eth 2 Eth 3 Eth 2 Eth 3 L2 to other environments (Like VMware) iSCSI HBA Swift 1 Eth 0 Eth 1 iLO iSCSI HBA Swift 2 Eth 0 Eth 1 iLO iSCSI HBA Swift 3 Eth 0 Eth 1 iLO IPMI/iLO - Untagged Vlan External API - Vlan Private VLAN (VxLAN transport) - VLAN Provider VLANS - VLAN1 VLAN2 VLAN3 + External VLAN HOS Management (Untagged VLAN) Eth 0 Eth 1 iLO Eth 0 Eth 1 iLO Eth 0 Eth 1 iLO Eth 0 Eth 1 iLO Eth 0 Eth 1 iLO Eth 0 Eth1 iLO Eth 0 Eth 1 iLO Eth 0 Eth 1 iLO HOS CONT 1 HOS CONT 2 HOS CONT 3 Compute 1 Compute 2 Compute 3 Compute 4 Compute 5 Eth 6 Eth 7 Eth 6 Eth 7 Eth 6 Eth 7 Eth 2 Eth 3 Eth 2 Eth 3 Eth 2 Eth 3 Eth 2 Eth 3 Eth 2 Eth 3 A P A P A P A P A P iSCI - VLAN End user console and API 3PAR Mgmt 3PAR iSCL Fonte: Gfi atualização de sistemas e sub-sistemas integrada com o catálogo de aplicações. Na mesma linha de serviços integrados, processos de incidente, Problem, Configuration & Change Management encontram-se integrados e suportados na mesma framework tecnológica. O processo de transformação não passa apenas por adotar soluções tecnológicas disruptivas, passa também por um modelo de governance alinhado com a dinâmica de negócio, mas sobretudo pela transformação da organização, que passou a estar orientada para serviços e numa lógica de multi-sourcing. Em termos de implementação da estratégia de evolução tecnológica, procedeu-se à definição de uma abordagem faseada (3+2 anos) com entregáveis parcelares e alinhadas com os objetivos principais. Desta forma, conseguiram-se “quick-wins” que permitiram dar confiança aos orgãos de gestão Novo Banco, confirmando que a estratégia era a adequada e o retorno das várias iniciativas era real dentro do timeframe planeado, o que permitiu realimentar o processo de transformação com novas iniciativas, TRANSFORMAÇÃO DIGITAL DE INFRAESTRUTURAS E INTEGRAÇÃO MULTI-SERVICE/MULTI-CLOUD (Próximos passos) PRIVATE CLOUD HYBRID CLOUD PUBLIC CLOUD Central Security Data Sovereignty OPTIMUM UTILIZATION quer tecnológicas quer de serviços, num verdadeiro processo de “Melhoria Contínua” sempre com o rumo bem definido: o objetivo estratégico dos sistemas de informação serem, de facto, um enabler do negócio do banco e não apenas uma área de suporte à operativa bancária. Desafios Otimização de consumo de recursos (aquisições, contratos de manutenção e serviços); Integração com a existência de contratos de outsourcing de sistemas; Redução de custo operacional; Redução da complexidade de Economics Speed Scale Fonte: Gfi As soluções open source assumem cada vez mais um papel de relevância no landscape tecnológico do Novo Banco

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt