Views
1 year ago

A Economia Digital em Portugal 2018

  • Text
  • Permite
  • Resultados
  • Plataforma
  • Desafios
  • Economia
  • Portugal
  • Forma
  • Digital
  • Dados
  • Tecnologia

a economia

a economia em portugal 2018 digital 6. A Tecnologia na Transformação da Inovação Social 170 A AMI, organização não governamental portuguesa, com 33 anos de existência está a reinventar-se e a acompanhar a transformação digital interessadas. A inovação nesta era digital é fundamental para saber trabalhar novos conceitos e tirar partido de tudo o que são ferramentas de análise. A organização passou de uma gestão departamental dissociada para uma plataforma de trabalho colaborativo onde existe um cruzamento de informação sobre os projetos e missões implementados, na qual participam todos (desde os diretores a gestores de projeto e técnicos) os que comunicam as necessidades, como os departamentos de back -office de suporte financeiro que validam e auditam esses mesmos projetos. Houve uma adaptação da perspetiva comercial do Dynamics 365 à realidade da ami, com o apoio da consultora Capgemini que esteve neste processo de customização desde o inicio, pois era necessário harmonizar os fluxos de toda a organização, criar novos conceitos nunca abordados antes como gestão de leads ou de potenciais receitas. A valorização das receitas em dinheiro, bens e serviços são, na realidade da AMI, doação de tempo, doação financeira, doação de bens e serviços, parcerias de responsabilidade social, doadores individuais. Na base, transformou-se uma ferramenta de sales numa ferramenta de doação, em que produtos e serviços são, nesta realidade de economia social, projetos humanitários com necessidades financeiras. resultados Melhor fluxo de informação devido a sistematização dos dados; Redução de emails enviados e duplicação da partilha de informação; Maior produtividade graças a uma partilha de informação online e um visível ganho de eficácia na gestão dos contactos. Uma ferramenta de suporte na aplicação do novo Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) com qualidade dos dados, uma vez que obrigou a uma limpeza prévia antes da migração dos mesmos. Com a transformação digital que está a ocorrer na ami abre-se caminho para uma realidade na economia social com mais projeção, atualizada e focada no que sabe fazer melhor: projetos de promoção do desenvolvimento humano. Coordenação/Autoria: Vânia Neto, Microsoft e Departamento de Marketing da Fundação AMI Microsoft Just a Change Transformação digital Desafios O Just a Change é uma associação sem fins lucrativos que nasceu em 2010 com a missão de reabilitar casas de pessoas e famílias carenciadas através de mão de obra de voluntários. As pessoas que vivem em situação de pobreza habitacional são pessoas excluídas socialmente. Com o lema “Reabilitamos casas, reconstruímos vidas”, o Just a Change promove a auto-estima dos beneficiários, não só através das reabilitações, mas também através da relação que é criada entre voluntários e beneficiários. Desde 2010, o Just a Change já reabilitou mais de 90 casas e mais de 30 instituições sociais, tendo tido um impacto direto em mais de 1000 beneficiários diretos e mobilizando mais de 4000 voluntários. O Just a Change para além de intervir nas cidades de Lisboa e Porto, intervém também em meio rural (ex. Óbidos, Ferreira do Zêzere, Sever do Vouga, etc.) e em meio de catástrofe (as primeiras quatro casas a serem reabilitadas nos municípios de Castanheira de Pêra e Pedrógão Grande em 2017 após os incêndios de Junho foram feitas pelo Just a Change). Em 2018 a organização prevê reabilitar mais de 60 casas e mais de 10 insti-

171 a economia digital tuições sociais com a ajuda de milhares de voluntários. Este crescimento exponencial que tem acontecido desde 2015 (altura da profissionalização da organização) tem levado ao aparecimento de uma série de desafios logísticos e operacionais: Como gerir o material, os armazéns, os donativos em género, a frota de carrinhas, etc...? Como gerir mais de 1000 voluntários anualmente, manter a comunicação ativa, em tempo útil e mantendo uma relação próxima? Como gerir e mapear todos os casos de pobreza habitacional que nos chegam? Como gerir dezenas de parceiros (institucionais, especialistas, investidores sociais, etc.)? Como garantir que o processo de gestão financeiro é transparente internamente e externamente? Como medir o impacto do Just a Change e conseguir ter acesso aos dados em real time? Todas estas questões e outras não mencionadas, são desafios reais com os quais o Just a Change se tem debatido internamente para que possa continuar a crescer em Portugal para aumentar o seu impacto e assim ajudar mais pessoas e famílias que vivem em situação de pobreza habitacional. Tecnologia A tecnologia pode e tem um papel fundamental na solução de todos os desafios anteriormente mencionados. Ao digitalizar uma série de processos manuais que o Just a Change faz na sua rotina diária de trabalho é possível alcançar ganhos de eficiência e diminuir o número de erros associados ao trabalho. Tecnologias cloud, Office 365 e outras que trabalham de forma integrada e em real time estão a ser desenvolvidas para serem utilizadas no dia-a-dia do Just a Change. Ferramentas como o Power BI e as PowerApps vão facilitar tanto a comunicação como gestão da organização. O objetivo é, através da tecnologia, otimizar e automatizar processos, melhorar a produtividade, e capacitar a análise de dados. ResultadoS Apesar de algumas das soluções codesenhadas entre o Just a Change e a Microsoft ainda estarem em fase de desenvolvimento, prevê-se que o maior impacto será na comunicação (transparency, accuracy and real time data) e na capacidade de sistematizar informação (mapeamento de casos de pobreza habitacional através de uma plataforma de sinalização aberta ao público): Utilizando o Microsoft PowerApps será possível automatizar o input de alguma informação financeira de forma a criar uma visão financeira mais integrada. Através do Power BI será possível mapear toda a atividade do Just a Change de forma a dar visibilidade ao impacto dos projetos. Foram trabalhados end-points digitais como o website do Just a Change para melhorar a experiência do utilizador e criar futuras oportunidades de voluntários, parceiros e doadores. A implementação do Office 365 permitiu melhorar a comunicação interna, a colaboração e a mobilidade de trabalho. Coordenação/Autoria: Vânia Neto, Microsoft e António Bello, Just a Change A tecnologia oferece a capacidade de sistematizar informação, no caso da Just a Change o mapeamento de casos de pobreza habitacional através de uma plataforma de sinalização aberta ao público em portugal 2018 6. A Tecnologia na Transformação da Inovação Social

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt