Views
1 year ago

A Economia Digital em Portugal 2018

  • Text
  • Permite
  • Resultados
  • Plataforma
  • Desafios
  • Economia
  • Portugal
  • Forma
  • Digital
  • Dados
  • Tecnologia

a economia

a economia em portugal 2018 digital 1.7 IoT 104 Este projeto dos CTT está a ser realizado em parceria com a empresa PUDO, tendo sido instalados um conjunto de parcel lockers que permitem dois fluxos de objetos (pick up e drop off) O foco do projeto piloto, está no fluxo de pick up por parte dos clientes, relativos a objetos que sejam endereçados aos lockers por duas vias distintas: i) por via dos e-sellers que disponibilizam os cacifos automáticos como pontos de entrega; ou ii) por via dos e-buyers que através de uma solução de virtualização postal endereçam os seus objetos para um armazém de processamento e daí são colocados no cacifo automático preferencial do cliente. O sistema de controlo das máquinas, constituído pelo módulo central que localmente faz o controlo dos mecanismos de abertura dos cacifos e por sistemas centralizados que controlam domínios de máquinas, permitem definir o comportamento das mesmas na relação com os clientes. Conseguem-se assim definir distintas capacidades de comportamento das máquinas, quer na sua relação com os transportadores e distribuidores (máquinas exclusivas ou máquinas partilhadas) quer na relação com os clientes (máquinas públicas, privadas ou mistas). A solução garante também previsibilidade no tempo de pick up, porquanto é só função do tempo que o destinatário demora a introduzir o seu PIN secreto para abertura do cacifo respetivo, ao mesmo tempo que se gera no destinatário a sensação de plena confidencialidade pois a interação é só com a máquina. A natureza dos produtos, designadamente a sua volumetria, bem como o dimensionamento dos cacifos do ponto de vista da densidade de tamanhos das caixas, são os fatores chave para que se consiga cumprir um cenário de máximo compromisso: máquinas em atividade intensa e garantia de processamento à primeira dos objetos recebidos no armazém de processamento. Também relativamente aos serviços de valor acrescentado que podem ser associados a um objeto quando está no ciclo de distribuição, teve que ser reformulado o mecanismo de exposição dos pontos de entrega dos ctt por forma a inibir que objetos destinados a cacifos automáticos tenham associados serviços que não podem – ainda – ser cumpridos pelas máquinas, como por exemplo a realização de uma cobrança. Resultados Os principais resultados serão medidos atendendo a métricas relativas a cada um dos fluxos possíveis. Por um lado teremos o número de envios feitos diretamente para os cacifos automáticos – cinco instalados respetivamente no parque de estacionamento dos Restauradores, no Centro Comercial Atrium Saldanha, na estação de comboios de Entrecampos, na estação de serviço Galp da segunda-circular (sentido sul-norte, saída Prior Velho) e no edifício-sede dos ctt, no Parque das Nações – por parte dos e-sellers que os tenham referenciados como pontos de entrega e, por outro, o número de envios resultantes da solução de virtualização que venham a ser submetidos pelos e-buyers por via do endereçamento dos seus objetos para o armazém de processamento. Os resultados também serão correlacionados com a localização das máquinas para que se possa aferir qual o tipo de espaço (indoor¸ outdoor, zona intermodal de transportes, centros comerciais) que mais atrai os clientes. Coordenação/Autoria: Nelson Tomaz, CTT

105 a economia digital CTT em portugal 2018 1.7 IoT Correio inteligente para campanhas publicitárias Direct mail Desafios Num mundo em que a atenção dada aos meios de comunicação é cada vez mais dispersa, onde os dados em realtime têm uma importância fulcral visto que os anunciantes pretendem, de uma forma mais clara, correlacionar os seus esforços de comunicação e marketing com os resultados on going no terreno, torna-se bastante importante munir o direct mail – uma das formas de comunicar mais impactantes no dia de hoje – com este tipo de informação. Vários estudos indicam que o impacto, capacidade de retenção de informação e ação de compra após contacto de uma campanha são exponenciados quando o direct mail é incluído no media mix das campanhas de qualquer anunciante, aumentando o seu ROI. O objetivo deste projeto passa por aplicar esta realidade analisada na grande generalidade das campanhas onde o direct mail é usado e tornar a informação mais tangível, à gestão diária. Tecnologia A tecnologia utilizada consiste na atribuição de um código único a cada direct mail, com match em código de alfanumérico e de barras, passível de ser identificado com leitura ótica em vários momentos do processo da campanha, nomeadamente quando os objetos são entregues aos ctt, quando são entregues (dia e hora) aos clientes dos clientes ctt, e mesmo quando não são entregues. Esta tecnologia de leitura está integrada com um software que faz a criação desses códigos únicos e respetiva “imagemem código de barras, com o software de aceitação de objetos de campanhas dos ctt e software de T&T (Track & Trace) dos mesmos, a fim de que qualquer empresa possa aceder, futuramente à informação relevante relativa ao modo como as suas campanhas progrediram. Resultados Este projeto encontra-se em fase de desenvolvimentos de piloto, estando os clientes a avaliar de que forma a informação os ajuda nas suas tomadas de decisão após envio de campanha. A expectativa dos ctt é a de que vários clientes vejam uma mais valia neste tipo de informação adicional, como seja aqueles onde objetos físicos, como catálogos para revendedoras, fazem parte do modelo de negócio dos anunciantes, e para os quais, no contexto das respetivas campanhas faz sentido, após o primeiro contacto, um outro de forma diferente, como seja telefonema ou visita pessoal. Este add-on pode ser crítico para marketeers mais evoluídos onde o estudo do purchase funnel é feito de forma constante, reavaliando o time to purchase online e instore, características dos clientes (sociodemográficas ou territoriais) que mais convertem após contacto, e que criam planos de contingência para otimização dos seus resultados de comunicação. Coordenação/Autoria: André Louraço, CTT Estudos indicam que o impacto, capacidade de retenção de informação e ação de compra após contacto de uma campanha são exponenciados quando o direct mail é incluído no media mix das campanhas

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt