A Economia Digital em Portugal 2017

  • Sucesso
  • Cliente
  • Processo
  • Clientes
  • Forma
  • Economia
  • Processos
  • Projeto
  • Portugal
  • Digital

a economia digital 36

a economia digital 36 em portugal 2017 1.3 Operadores Postais e Logística pioneiros no imediato, mas é ainda mais importante termos capacidade de adaptação às realidades cada vez mais complexas”. Para Marinho Dias da APDL, “… o maior grupo de logística português já apadrinhou a sua adoção e a APAT - Associação de Transitários de Portugal está a co-promover este processo de transformação digital do negócio. Estes são os melhores indicadores de que estamos num caminho de sucesso.” A LSW alarga-se agora aos conceitos de “extended gateways” e “sincromodalidade”. Coordenação: Joana Coutinho e Rui Calmão, Axians proposta de valor ao cliente. Agilizar formalidades, melhorar a eficácia da regulação e aumentar a segurança. Métricas Redução de 20% a 30% nos custos administrativos, de contexto e de inconformidades. Baixar de 3-5 para 2 dias o tempo médio de resposta a pedidos de cotação que envolvem mais do que um operador. Transferir 90% das interações por telefone e email para trocas de informação por meios interoperáveis online, incluindo informação partilhada pelas autoridades e entidades públicas. Aumentar para mais de 80% o uso de apps móveis de baixo custo na interação entre operadores e integradores. Evoluir de menos de 20% para 90% o uso de informação de rastreamento no terreno (sistemas GPS, pontos de controlo, etc.). Aumentar a capacidade de movimentação em 30% incrementando a eficiência coletiva da comunidade portuária de um porto como Leixões, ao conjugar a LSW com os sistemas de gestão portuária (portaria rodoviária, Janela Única Portuária, sistemas dos terminais). Ensinamentos e Fatores Críticos de Sucesso Criar um verdadeiro padrão global e alargar o ecossistema colaborativo também a micro e pequenas empresas, melhorando a resposta às crescentes necessidades do setor. Para Rui Barros do BIZCARGO “… é importante sermos Rangel Cadeia de Frio Digital Digitalização de processos na oferta de logística integrada para o setor farmacêutico A cadeia de frio é de extrema importância, especialmente para produtos de elevada componente biotecnológica, medicamentos monoclonais ou orientados para terapias de gene. Face à imprevisibilidade existente na cadeia de abastecimento, as operações de frio foram sempre uma área onde se procuraram soluções mais eficientes. Nesse sentido, a Rangel desenvolveu uma solução integrada, assente em sensores e transmissão de dados suportada por rede 3G, que permite (i) retardar os efeitos externos do meio ambiente, assegurando a manutenção das condições de frio entre 24 e 48 horas capitalizando sistemas de embalamento inovadores, (ii) monitorizar, através de sensores, as temperaturas em toda a cadeia de abastecimento, e (iii) comunicar e reportar, internamente e a clientes, em tempo real. Para os clientes pharma servidos por esta solução, é possível parametrizar critérios de alarmes, destinatários das notificações, forma de envio de alarmes (sms, email), critérios de acesso aos registos históricos e até interagir em tempo real com os dispositivos. Objetivos A implementação do projeto visou, num contexto de crescente exigência do mercado, disponibilizar aos

37 em portugal 2017 1.3 Operadores Postais e Logística a economia digital clientes pharma da Rangel um serviço de maior qualidade, não só no que concerne à preservação da cadeia de frio end-to-end, como também no que diz respeito à qualidade, timing e detalhe da informação de gestão disponibilizada aos clientes e utilizada internamente na gestão da operação. Resultados Conciliando o conhecimento em tempo real da localização dos objetos na rede universal GPS com a monitorização, também em tempo real, dos parâmetros da cadeia de frio, é possível reagir por antecipação a não conformidades. Tanto os clientes como os gestores da operação passaram a dispor de informação mais atempada e de melhor qualidade, não só numa ótica de reporting de gestão como de monitorização operacional. Métricas A solução implementada contempla 120 sensores de temperatura e 60 de intrusão (aberturas de portas). Diariamente, são processadas mais de 20.000 mensagens na rede 3G/4G, incluindo informação sobre temperatura, mensagens de alarmes, registos de entregas e incidências. A Rangel tem alocados a esta operação 1 armazém, 3 plataformas de crossdocking e mais de 50 veículos, operados por uma equipa de cerca de 150 pessoas. Esta solução inovadora abrange 1,5 milhões de volumes entregues por ano, servindo uma base de 70 clientes com mais de 10.000 referências. Ensinamentos e Fatores Críticos de Sucesso Trabalhar em conjunto com os clientes no desenvolvimento de soluções alinhadas com as suas necessidades. Integração do digital com outras práticas e soluções (e.g. sistemas de embalamento inovadores). Coordenação: Diogo Santos e Miguel Rodrigues, Deloitte

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt