A Economia Digital em Portugal 2017

  • Sucesso
  • Cliente
  • Processo
  • Clientes
  • Forma
  • Economia
  • Processos
  • Projeto
  • Portugal
  • Digital

a economia

a economia em portugal 2017 digital 1.3 Operadores Postais e Logística 34 A solução digital adotada pelo Grupo Luís Simões proporcionou a uniformização das suas políticas de segurança e a standardização de equipamentos de CCTV e alarmística abrem o email da fatura eletrónica interagindo com a publicidade digital que é associada à fatura… …resultando em aumentos de tráfego nos sites das marcas em até mais 10%. 25% dos clientes completam a avaliação do atendimento pedida e 5% deixam um comentário escrito. Ensinamentos e Fatores Críticos de Sucesso Os Recibos Online têm como principal fator crítico de sucesso o alcançar de uma capilaridade significativa no território nacional, captando o maior número de lojas aderentes possível, e com isso prestar um eficaz serviço de unificação perante o consumidor final, isto é, “um único portal, todas as minhas faturas”. Para cumprir com este desígnio, ainda durante este ano, a solução Recibos Online estará disponível em mais 3.000 lojas, nomeadamente na totalidade das lojas CTT. Adicionalmente foram firmados contratos de parceria com alguns dos maiores fornecedores de software de faturação, como a Sage Portugal e com a ICG Portugal que permitirão chegar a milhares de potenciais clientes de forma rápida e eficiente. Coordenação: João Melo, CTT Luís Simões Solução Digital de Segurança Digitalização dos processos de gestão, operação e controlo de segurança das instalações físicas O projeto consistiu na Redefinição do Modelo de Segurança da Luís Simões, materializada na implementação de uma solução digital de segurança para a realidade ibérica do grupo. O projeto permitiu ao grupo a uniformização de políticas de segurança em armazéns e no transporte, a standardização de equipamentos de cctV e alarmística, e a implementação de um modelo de monitorização e controlo centralizado. Este projeto dotou a Luís Simões de capacidade de centralmente: i) controlar remotamente cais, portas, portões e qualquer tipo de acesso a instalações; ii) controlar todas as instalações através de camaras cctV; iii) gerir e controlar acessos remotamente; iv) controlar armazéns através de sensores volumétricos e; v) monitorizar em tempo real as rotas de transporte terrestre. Objetivos O projeto teve três grandes objetivos: Tornar a Luís Simões numa referência ibérica no setor, na gestão da segurança de armazéns e do transporte terrestre; Melhorar os KPIs de resolução de incidentes/ reclamação dos clientes; Reduzir custos e otimizar pessoal associado às atividades de vigilância e segurança. Resultados O projeto permitiu à Luís Simões a gestão centralizada e integrada de um conjunto de sistemas numa única plataforma, nomeadamente os sistemas de controlo de incêndio, sistemas de intrusão, sistemas cctV e controlo de acessos para 12 instalações (oito em Portugal e quatro em Espanha) e o controlo centralizado de rotas de transporte terrestre. Este projeto permitiu ainda uma visão integrada e um controlo mais eficiente dos principais KPIs relativos às temáticas envolvidas e a otimização de custos de vigilância pela substituição de meios humanos por meios não humanos.

35 a economia digital Métricas Incremento de incidentes resolvidos com recurso a cctV (28% através do sistema antigo e 89% no sistema novo). Melhoria do tempo médio de resolução de incidência numa razão de 12 vezes. Redução de custos associados com Segurança e Vigilância superior a 25%. Ensinamentos e Fatores Críticos de Sucesso Visão clara sobre o pretendido, para o qual contribuiu a realização de estudo prévio. Envolvimento da gestão e sponsorship na implementação deste tipo de soluções. Envolvimento de parceiro tecnológico na implementação. Redução dos custos de vigilância através da substituição da vigilância humana por alarmística realizada através de sensores e de cctV. Coordenação: Diogo Santos e Miguel Rodrigues, Deloitte Porto de Leixões - Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, S. A Logistics Single Window Plataforma Digital para transporte multimodal de mercadorias em redes de grande capacidade A Logistics Single Window (LSW) é um marketplace de plataformas que providencia serviços porta-a-porta e que confere visibilidade total sobre o percurso que é feito pela mercadoria (track & trace) em redes de grande capacidade. O conceito baseia-se na colaboração entre integradores e operadores, clientes dos serviços logísticos e autoridades. A LSW foi alvo de demonstradores, com os quais foi possível fazer validação no mercado. Está-se atualmente na fase de produtização, havendo já uma startup, a MITMYNID, com uma plataforma que disponibiliza serviços online, o BIZCAR- GO.com. Objetivos Foco nos clientes (Indústria e Comércio): aceder a oferta concorrencial e obter visibilidade da execução dos serviços, suportado por serviços eletrónicos em tempo real. Foco na colaboração entre operadores/integradores: desenhar, planear, orquestrar a colaboração dos operadores, controlar e decidir alterações à execução, com base em mais e melhor informação, de baixo custo; expor de forma global a oferta a um maior número de clientes e parceiros, potenciando o acesso a novos mercados. Foco no interesse público: melhorar a competitividade das empresas exportadoras, aumentar o PIB por incorporação da logística no preço dos produtos, incorporar os custos ambientais nas decisões de contratação da logística e melhorar a eficiência na fiscalização. Resultados Transparência e flexibilidade dos processos ao providenciar oferta concorrencial, mais informação na negociação e processos harmonizados. Visibilidade e previsibilidade ao disponibilizar mais informação relevante e em tempo útil para maior capacidade de reação sobre situações de exceção, melhorando a rastreabilidade da carga. Colaboração nos processos entre integradores, operadores e restantes intervenientes, com partilha de dados em tempo real e contributos integrados que valorizam os serviços e a A Logistics Single Window, um marketplace de plataformas que providencia serviços porta-a-porta, tem por objetivo melhorar a competitividade das empresas exportadoras em portugal 2017 1.3 Operadores Postais e Logística

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt