A Economia Digital em Portugal 2017

  • Sucesso
  • Cliente
  • Processo
  • Clientes
  • Forma
  • Economia
  • Processos
  • Projeto
  • Portugal
  • Digital

a economia digital 32

a economia digital 32 em portugal 2017 1.3 Operadores Postais e Logística facto de haver muitos sites internacionais, designadamente localizados em geografias com maturidade elevada em termos do comércio eletrónico, que, por razões diversas, não consideram no processo de checkout a possibilidade de envio para Portugal, ou considerando-o, os custos de envio são muito elevados. Em parceria com Singapura Post e-Commerce (SPEC), uma subsidiária de Singapura Post, foi configurada a plataforma vPost por forma a suportar os requisitos funcionais dos ctt, resultando assim a solução Express2ME que promove e permite o fluxo de objetos com origem nos armazéns de agregação localizados respetivamente nos Estados Unidos, Reino Unido, China e Japão tendo como destino Portugal. Objetivos O objetivo principal é conseguir dinamizar corredores de mercadorias a partir de países com elevado interesse em termos de ofertas de comércio eletrónico mas onde se verificam ainda barreiras na expedição direta dos objetos comprados nos e-merchants desses países para Portugal. A solução criada baseia-se na utilização de um espaço de armazenagem localizada nos Estados Unidos, no caso concreto em Portland, no estado de Oregon, onde os objetos são aceites e é feita a associação dos mesmos aos clientes registados na plataforma através do código único atribuído a cada cliente. O objetivo principal do Express2ME é dinamizar corredores de mercadorias onde existem barreiras na expedição direta dos objetos comprados nos e-merchants desses países para Portugal Resultados Os principais resultados são medidos ao nível dos clientes aderentes à plataforma, e número de envios realizados semanalmente para Portugal. Considerando o lançamento do serviço no dia 11 de Novembro de 2016, como iniciativa anunciada no dia e-commerce dos ctt, até março de 2017 tínhamos 2300 utilizadores registados na plataforma e um total de 350 objetos enviados para Portugal. Métricas O peso médio dos objetos é inferior a 2Kg, sendo que em média todas as semanas está a ser feita uma expedição com 50Kg para Portugal. Os objetos enviados são declarados consoante a sua natureza, sendo possível agrupá-los da seguinte forma: 1% de artigos de papelaria 1% artigos de puericultura 4% peças de automóvel 4% aparelhos de desporto 8% computadores e acessórios 8% comida 9% livros e revistas 9% acessórios telemóveis 12% eletrónica de consumo 12% vestuário masculino 15% brinquedos e jogos eletrónicos 16% vestuário feminino Ensinamentos e Fatores Críticos de Sucesso A natureza dos produtos e a sua classificação como artigos proibidos tem sido o principal ensinamento a retirar de uma operação que à partida não consegue ter influência sobre o momento em que o cliente faz a compra nos e-merchants dos Estados Unidos. Objetos em segunda

33 a economia digital mão, ou objetos eletrónicos que possuam baterias, ou bebidas alcoólicas têm processos muito restritivos do ponto de vista de transporte nos Estados Unidos. Este aspeto da segurança aérea e da natureza dos artigos, bem como a questão relacionada com a volumetria dos objetos, que é uma unidade fundamental para apuramento dos custos de transporte aéreo, têm sido os dois aspetos mais críticos na relação com os clientes. Coordenação: João Melo, CTT CTT Recibos Online ra (4x mais que uma newsletter); Integrar muito facilmente com qualquer software de faturação sem alterações nem complicações. Objetivos Para os retalhistas, os Recibos Online têm como objetivo, por um lado reduzir custos de operação, pela eliminação da impressão em papel, e por outro promover a omnicanalidade entre o físico e o digital. Já para os consumidores, os Recibos Online pretendem ser a principal plataforma de arquivo digital de todas as faturas recebidas por um qualquer cidadão ou empresa nacional nas suas compras do dia-a-dia. em portugal 2017 1.3 Operadores Postais e Logística Aproximação dos clientes do retalho físico à presença digital das marcas O Recibos Online é uma solução que, utilizando o conceito da fatura eletrónica, pretende aproximar os clientes do retalho físico à presença digital das marcas. Com funcionalidades de marketing digital e avaliação da qualidade do atendimento assentes na desmaterialização da fatura, os Recibos Online têm ajudado os retalhistas a promoverem um serviço ao cliente mais próximo e inovador, ao mesmo tempo que publicitam as suas marcas e ofertas nos canais digitais. Recorrendo a tecnologia proprietária os Recibos Online permitem aos retalhistas: Reduzir custos, eliminando a tradicional fatura em papel e substituindo- -a por uma fatura eletrónica, interativa e personalizada; Receber feedback diretamente dos clientes sobre a qualidade do atendimento (rating de 1 a 5 estrelas seguido de comentário); Criar um novo canal de marketing digital que tem 75% de taxa de abertu- Resultados Com clientes como as lojas Pandora, Rituals, Lacoste ou as clínicas Maló Clinics, em 2016, os Recibos Online atingiram o valor de 20 milhões de euros em faturas processadas, duplicando o valor em relação a 2015. Já ao nível de clientes finais (consumidores), o número de utilizadores registados na plataforma recibosonline.pt triplicou face a 2015, demonstrando uma preferência crescente dos consumidores pela fatura eletrónica ao invés do seu equivalente em papel. Esta mudança da fatura física para o equivalente digital através dos Recibos Online contribuiu para a eliminação, em média, de cerca de 30% dos custos tidos pelos retalhistas com a impressão em papel. Internacionalmente, os Recibos Online, foram distinguidos nos World Post & Parcels Awards, os oscares da Indústria Postal Mundial, com o prémio de “Highly Commended”. Métricas 30 a 40% dos clientes das lojas aderentes aos Recibos Online já hoje preferem a fatura eletrónica. 70 a 80% dos clientes aderentes O Recibos Online é uma solução que, utilizando o conceito da fatura eletrónica, pretende aproximar os clientes do retalho físico à presença digital das marcas

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt