A Economia Digital em Portugal 2017

  • Sucesso
  • Cliente
  • Processo
  • Clientes
  • Forma
  • Economia
  • Processos
  • Projeto
  • Portugal
  • Digital

2.5 cidadania digital

2.5 cidadania digital Atransformação digital deve envolver a sociedade no seu conjunto, incluindo os seus elementos mais vulneráveis. Para combater a infoexclusão junto das camadas da população que têm dificuldade em acompanhar a evolução tecnológica, estão a surgir programas cuja recetividade ultrapassa as expectativas. Da robótica também chegam propostas importantes para a inclusão das pessoas com deficiência. Câmaras Municipais Geração Net Sénior Literacia digital Hoje em dia, envelhecer com qualidade constitui um dos mais importantes desafios que se colocam à responsabilidade coletiva e individual. Conscientes da relevância desta matéria, tem sido feita uma intervenção cada vez mais integrada e continuada junto da população sénior, através da implementação de programas dirigidos aos cidadãos com 65 ou mais anos, visando a criação de condições para seu desenvolvimento pessoal e social e/ou envelhecimento ativo. O uso das novas tecnologias e da internet pela população sénior contribui para o acesso à informação e mantém a aprendizagem ao longo da vida, utilizando a informática para interagir com o mundo à sua volta. A internet é vista como um fator de inclusão social. Contando com a parceria e envolvimento de Municípios e organizações não governamentais (ONGs), a Vodafone tem vindo a desenvolver um programa de formação em novas tecnologias para seniores, com o nome de Geração Net Sénior.

163 a economia digital A formação Geração Net Sénior visa facilitar o cumprimento de tarefas burocráticas e obrigações do dia-a-dia dos cidadãos seniores, como o pagamento de serviços, emissão de documentos, consulta e gestão de contas bancárias ou o acesso aos serviços de saúde online. O conteúdo programático da formação está adaptado à população sénior sem experiência de utilização das novas tecnologias, facilitando que os formandos adquiram competências que lhes permitam utilizar de forma independente um computador, designadamente editar documentos, consultar páginas web, utilizar o correio eletrónico, utilizar sistemas de conversação ou videoconferência, redes sociais, marcar consultas e usar os sites dos organismos governamentais e Administração Pública. A metodologia de ensino utilizada está alavancada numa forte componente prática em que os formandos são continuamente expostos à utilização individual dos suportes digitais acima referidos. Todos os conteúdos ministrados estão suportados por manuais, especificamente elaborados para este programa tanto em formato papel como em suporte digital. O conteúdo programático foi dividido em dois níveis: Nivel 1 – Pessoas que nunca tenham usado um computador, tablet ou smartphone. Objetivo no final do curso: utilizar de forma autónoma estes suportes digitais. Nivel 2 – Pessoas com alguma experiência na utilização de computador, tablet e smartphone. Objetivo no final do curso: navegar de forma compreensiva na internet, utilizar as redes sociais e os diversos serviços públicos disponíveis online. Objetivos O programa de formação tem como objetivo não só contribuir para reduzir o isolamento dos idosos, mas também ajudá-los com as tarefas burocráticas e obrigações do dia-a-dia, nomeadamente o pagamento de serviços, movimentação das contas bancárias ou o acesso a serviços de saúde e marcação de consultas na internet, utilizar o correio eletrónico e ligar-se às redes sociais, de modo a comunicarem mais e melhor, estreitando os laços com as gerações mais jovens e com a sua comunidade. Resultados Neste programa já participaram mais de 1000 seniores, com idades compreendidas entre os 65 e os 95 anos. Além das sessões levadas a cabo no edifício sede da Vodafone Portugal, em colaboração com o município de Odivelas, foram também realizadas ações de formação a seniores nas instalações do Espassus 3G da freguesia de Carnide e no Centro de Dia de Santa Eugénia da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. Métricas Cada ação de formação tem a duração de 27 horas, distribuídas por três dias da semana, no final das quais é preenchido pelos formandos um questionário de avaliação da formação e dos formadores. São promovidas comunicações regulares com os parceiros sobre a utilização dos meios digitais por parte dos formandos no seu dia-a-dia. A título de exemplo: dinamização de O uso das novas tecnologias e da internet pela população sénior é um fator de inclusão social. Contribui para o acesso à informação, utilizando a informática para interagir com o mundo em portugal 2017 2.5 Cidadania Digital

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt