A Economia Digital em Portugal 2017

  • Sucesso
  • Cliente
  • Processo
  • Clientes
  • Forma
  • Economia
  • Processos
  • Projeto
  • Portugal
  • Digital

a economia

a economia em portugal 2017 digital 2.4 Qualificações Digitais 158 Randstad ITLab Reconversão de competências para developers de outsystems permite a reconversão de competências de licenciados que podem estar numa situação de desemprego ou com reduzidas perspectivas de carreira. O IT Lab tem como objetivo formar profissionais de Engenharia e Matemática numa área com elevada empregabilidade, permitindo a reconversão de competências de licenciados O IT Lab tem como objetivo formar profissionais de Engenharia e Matemática numa área com elevada empregabilidade – a programação em Outsystems – e dar resposta à elevada procura de OutSystems developers que existe no mercado. O primeiro momento do it Lab é composto por uma sessão de esclarecimento seguida de uma fase de assessments, na qual os candidatos passarão por vários testes para validação de competências (raciocínio lógico, matemático, conceitos básicos de algoritmia) e motivação. Esta fase de profilling que antecede a entrada em formação dos finalistas é fundamental, pois trata-se de um projeto de reconversão de competências onde, além da análise de competências técnicas base, é necessário avaliar a motivação e a capacidade do candidato sair da sua zona de conforto e fazer uma alteração (muitas vezes profunda) da sua carreira. Este fator emocional é crítico para o sucesso do mesmo nas fases que se seguem. Os selecionados para o itlab têm três meses de formação intensiva, em regime full-time, com avaliações intercalares e foco tanto na componente técnica como na comportamental. A formação culmina com o exame e certificação em OutSystems. Os formandos com aproveitamento positivo terão assegurado um contrato de trabalho por um ano. Objetivos Aumentar o número de profissionais disponíveis numa área de grande empregabilidade e procura. Esta acção Resultados Em 2014 foi lançada a primeira academia, foram formados e colocados no mercado 10 novos programadores Java. Esta ação teve 100% de empregabilidade, sendo que todos continuam hoje profissionais ativos de IT. Motivados por este sucesso, arrancou- -se com a 2ª edição em Abril de 2016, desta feita reforçando o setor com dez novos OutSystems Associate Developers, devidamente certificados. Existem, atualmente, cinco academias completas de OutSystems e 30 developers ativos no mercado de trabalho, estando a preparar uma academia de verão para os meses de julho e agosto, sendo que outras seguramente se seguirão. Métricas Já foram realizadas cinco academias, onde iniciaram 59 candidatos, dos quais terminaram e se certificaram 30, estando todos ativos no mercado. Todos os formandos propostos a exame tiveram aproveitamento, sendo a taxa de sucesso de 100%. A nota média é de 87%. Ensinamentos e Fatores Críticos de Sucesso Existem três factores críticos: Os talentos nacionais têm capacidade para fazer uma reconversão de competências desde que o queiram. Quer isto dizer que neste projeto a fase de recrutamento é crítica para avaliar a motivação para esta transformação profissional. A formação tem de ser certificada, para que exista uma melhor aceitação no mercado destes novos profissionais. Na primeira ação de Java

159 a economia digital retirou-se essa aprendizagem de que era fundamental ter um parceiro de formação e certificação em vez de ter formadores/professores qualificados para esta aprendizagem. O período de integração na profissão tem de estar assegurado para acelerar a entrada destes profissionais. No itlab fez-se contrato de um ano para que estes talentos pos- -sam trabalhar em projetos na Randstad e nos seus clientes, permitindo- -lhes adquirir experiência e confiança nesta nova função. Ao mesmo tempo demonstrou-se também ao mercado o valor destas pessoas (comprovado pela taxa de sucesso de integração dos mesmos). Coordenação: Ana Petrucci e Inês Veloso, Randstad Vodafone Studo Fomentar a prática do estudo em casa através da tecnologia Studo é uma aplicação interativa que desafia as crianças a resolverem exercícios escolares em casa e que, depois de solucionados, desbloqueiam o acesso aos seus canais favoritos. Idealizada por um cliente do serviço de TV da Vodafone, professor do Ensino Básico, que durante anos ouviu os encarregados de educação queixarem-se do efeito hipnotizador que a televisão exerce sobre os alunos, roubando-lhes, assim, tempo e dedicação para as tarefas escolares, a Studo quer ser uma aliada dos pais na hora de garantir que as horas de estudo em casa não passam para segundo plano. A aplicação é simples e intuitiva: a televisão está bloqueada até que os alunos consigam completar, com sucesso, o plano de estudo definido pelos pais. São eles que controlam e decidem os dias, as horas e o número de perguntas que querem que os filhos respondam. O conteúdo, para já focado na disciplina de Matemática e alinhado com o Programa Curricular do Ensino Primário, é desenvolvido por uma equipa pedagógica formada por professores do Ensino Básico do 1.º ciclo e vai sendo disponibilizado ao longo do ano letivo. Na primeira utilização o aluno cria a sua personagem, define o ano de escolaridade que frequenta e o domínio da Matemática que se pretende explorar. As questões são depois selecionadas automaticamente pela Studo, tendo estas variáveis em conta. Concluídos os exercícios, a televisão é, então, desbloqueada. Toda a apresentação da Studo é bastante apelativa, com o grafismo em desenho animado e o formato ao jeito de um jogo a tornar a aplicação de fácil usabilidade para as crianças. Por cada resposta correta ganham-se pontos, fazendo-se assim evoluir a personagem ao ritmo do desempenho de cada um na aplicação. Quando a resposta está errada, a Studo fornece ajuda para melhorar a compreensão da matéria. A solução nasceu da competição TV Innovation Challenge, desenvolvida no Vodafone Power Lab. Objetivos Contrariar a distração que a TV provoca em horas de estudo. Fomentar a prática do estudo em casa. Aliar o uso da tecnologia à aprendizagem. Resultados Dados de maio 2017: 2575 utilizadores ativos. Idealizado por um professor do Ensino Básico, o Studo é uma aplicação interativa que desafia as crianças a resolver exercíciois escolares em casa que, depois de solucionados, desbloqueiam o acesso aos seus canais favoritos em portugal 2017 2.4 Qualificações Digitais

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt