A Economia Digital em Portugal 2017

  • Sucesso
  • Cliente
  • Processo
  • Clientes
  • Forma
  • Economia
  • Processos
  • Projeto
  • Portugal
  • Digital

a economia

a economia em portugal 2017 digital 2.2 Cidades e Territórios Digitais 132 A Fundação Vodafone implementou na aldeia do Sabugueiro tecnologia funcional e utilitária, como pilar de uma sociedade sustentável projeto farol europeu “Sharing Cities”. Este projeto é útil para as empresas fundadoras do projeto e outras envolvidas, no sentido em que colocam a sua tecnologia à disposição e experimentação das startups e da cidade, o que permite uma melhor perceção da mesma, bem como a oportunidade de se encontrarem startups que queiram incorporar nos seus respetivos programas de startups e empreendedorismo. Este projeto enquadra também a possibilidade de se criar um contexto de um it Store da CML, com base na disponibilização e teste de novas aplicações para a cidade. Coordenação: António Feijão, Cisco; Carlos Sá-Carneiro e Raul Junqueiro, PT Câmara Municipal de Seia Aldeia Inteligente de Montanha Desenvolvimento e implementação de tecnologia para valorização das potencialidades socioeconómicas das zonas interiores e polulações rurais A Fundação Vodafone colaborou com a Câmara de Seia através da criação de um projeto-piloto, designado por Aldeia Inteligente de Montanha (Smart Mountain Village). Sempre respeitando os traços da aldeia e da sua envolvente, a Fundação Vodafone e os seus parceiros implementaram tecnologia funcional e utilitária, como pilar de uma sociedade sustentável, em áreas tão diversas como a eficiência energética dos edifícios e domicílios, a mobilidade, a saúde, a iluminação pública e os recursos hídricos do Sabugueiro. No terreno, deu-se a instalação, por exemplo, de soluções M2M (Machine to Machine) ou IoT (Internet of Things) que permitem responder eficazmente a algumas das necessidades e desafios que hoje se colocam à sociedade. Este projeto-piloto procura, acima de tudo, valorizar as potencialidades e o aproveitamento socioeconómico das zonas interiores e populações rurais, antecipando o futuro e as necessidades tecnológicas que os cidadãos, cada vez mais, têm ao nível da inovação, criatividade e empreendedorismo. Por norma, ouve-se falar da aplicação deste tipo de tecnologias em grandes espaços urbanos. Mais rara é a sua disponibilização em espaços afastados dos principais centros de decisão. É um exemplo de sucesso de utilização da tecnologia de ponta ao serviço da sociedade. Âmbito Gestão de Infraestruturas – Medição e monitorização em tempo real do perfil energético e pegada ecológica: edifício público (residência sénior), habitação doméstica e iluminação pública. Identificação de consumos fora do normal, possibilitando a adoção antecipada de medidas corretivas; redução da fatura energética e promoção da eficiência. Monitorização e controlo remoto e em tempo real das principais instalações de abastecimento de água potável (reservatórios) e estações elevatórias de água residual. A centralização de toda a informação proporciona uma melhor gestão de recursos e permite melhorar a qualidade do serviço prestado aos munícipes. Saúde – Solução de monitorização à distância de sinais vitais, apoiando a prestação de cuidados de saúde e garantindo um acompanhamento próximo do utente no domicílio. Mobilidade – Promoção de boas práticas ambientais, designadamente na área dos transportes. Entretenimento – Instalação de infraestrutura de fibra ótica.

133 a economia digital Localização – A aldeia do Sabugueiro, com cerca de 478 habitantes permanentes, encontra-se localizada acima dos 1000 metros de altitude. É visitada anualmente por milhares de pessoas. Apresenta um contexto muito particular, paisagens deslumbrantes, património secular, tradições ancestrais, constituindo-se como o abrigo de muitas espécies autóctones únicas, assim como de fauna e flora selvagem. em portugal 2017 2.2 Cidades e Territórios Digitais Objetivos Este projeto tem como objetivo instalar soluções tecnológicas na aldeia do Sabugueiro que contribuam para a melhoria da qualidade de vida da comunidade, e que possam funcionar como alavanca para a melhoria do desempenho ambiental e desenvolvimento económico deste espaço rural, uma das nove aldeias de montanha. Resultados Gestão de Infraestruturas / Eficiência Energética Doméstica Sistema instalado em 40 casas particulares do Sabugueiro: 10% do edificado. A monitorização e controlo dos consumos energéticos é efetuada a partir de qualquer dispositivo com acesso à Internet e em qualquer lugar com visualização e controlo disponíveis através de PC, smartphone e tablet. Os utilizadores podem consultar os seus consumos e receber conselhos para redução dos mesmos. A medição e monitorização de consumos permite saber onde e quanto se está a gastar, em tempo real e, consequentemente, adotar comportamentos estratégicos e promotores da racionalização dos recursos. O sistema de monitorização permite não só mostrar de forma gráfica os consumos de energia, mas também fazer algumas comparações com períodos homólogos. Desta forma, é possível identificar desvios que indiquem desperdícios de energia, eventuais falhas de funcionamento, número de horas de funcionamento de circuitos específicos, etc. Telegestão de Recursos Hídricos O sistema de gestão instalado está baseado em unidades remotas de monitorização, que comunicam os dados via SMS, GPRS para um servidor central. A solução de telegestão implementada é constituída por unidades de aquisição de dados com tecnologia de comunicação via GSM/GPRS. No reservatório estão instalados, para além de outra instrumentação, dataloggers “Smalert”, responsáveis pela aquisição e transmissão dos dados para o centro de gestão da Câmara Municipal de Seia. A arquitetura tecnológica da solução encontra-se dividida em três níveis: SMAlert – Equipamento ISA instalado no local a gerir, ligado aos vários aparelhos a monitorizar, que transmite os dados via GPRS para o servidor de recolha e gera alertas através do serviço SMS. Trata-se de um projeto- -piloto com repercussão em áreas como a eficiência energética de edifícios e domicílios, a mobilidade, a saúde, a iluminação pública e os recursos hídricos

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt