A Economia Digital em Portugal 2017

  • Sucesso
  • Cliente
  • Processo
  • Clientes
  • Forma
  • Economia
  • Processos
  • Projeto
  • Portugal
  • Digital

a economia

a economia em portugal 2017 digital 1.11 Media 104 A avaliação dos sites da RTP está acima da média nas categorias de "facilidade de acesso", "qualidade dos conteúdos", "organização do site" e "layout e grafismo". Coordenação: João Galveias, RTP 1 Dados Google Analytics; 2 "Pontos de acesso únicos" significa o número de browsers diferentes que acederam ao RTP Play no prazo de um ano. Cada "ponto de acesso único" efectou multiplas sessões. 3 Dados retirados do estudo "Monitorização do Cumprimento Percetivo da Missão de Serviço Público da RTP (2016)" Plataforma hoje no centro do modelo de negócio do vídeo em digital. Métricas N.º de vídeos produzidos: antes: 17,000/ano – depois: 81,000/ano. N.º de streamings: antes: 0 – depois: 3 N.º de programas VOD na íntegra: antes: 7000/ ano – depois: 15,000/ano. N.º de visualizações: 90% de aumento de visualizações em vídeo, quando comparado com período anterior ao TVI Player. Browsers Únicos: antes: 4,6M – depois: 8,1M. TVI TVI Player Digital O TVI PLAYER é o serviço OTT da TVI, que permite visualizar os canais do universo TVI em direto, bem como programas na íntegra (sem limite de arquivo, mais de 30 dias) e ainda os clipes com os melhores momentos de cada programa (até cinco minutos). Adicionalmente, o TVI Player permite o acesso a conteúdos ainda não emitidos em qualquer canal, produzidos pela TVI ou de terceiros. O seu acesso é livre, sem custos, em Portugal e no resto do mundo, quer por via web-desktop quer por aplicações para smartphone e tablet (iOS e Android) e ainda nas boxes da Vodafone. Objetivos Ter uma plataforma própria controlada pela TVI para distribuição de conteúdos, próprios ou de terceiros, em live e on-demand, com possibilidade de monetização direta ao cliente (por ex. subscrição, ainda não em prática) ou por publicidade. Resultados Mais de 90% de crescimento nas visualizações de vídeo. Melhor satisfação dos espectadores TVI, em Portugal e lá fora, pelo acesso ubíquo e facilitado, indisponível até então. Plataforma premiada nos Prémios acePI Navegantes XXI e nos World Summit Awards. Ensinamentos e Fatores Críticos de Sucesso Um dos impactos do projeto deu-se na transformação digital dentro da empresa, pelo facto do projeto ser unificador e uma peça chave nessa transformação: desde a distribuição de conteúdos a nível nacional e internacional, impactando na estratégia, à componente técnica, com as áreas de sistemas de informação e engenharia a colaborar para antena TV e digital, à àrea comercial no desenvolvimento de modelos de negócio e propostas de valor, à direção de programas pelo adicional de consumo e feedback de audiências por esta nova via. O projeto obrigou a mudanças nos processos (por ex. exportação de metadados e gestão de direitos) e inclusive pensar no modelo de negócio TV em digital, de onde se optou por cortar os intervalos nos VODS dos programas na íntegra e substituir os anúncios nos intervalos, nos canais em direto, por anúncios próprios em digital, diferentes para cada utilizador, personalizados. Reforçou ainda a necessidade de haver uma negociação de direitos mais alargada para garantir a disponibilidade do conteúdo em Portugal e lá fora e permitiu a um FTA poder estar disponível autonomamente, anytime + anywhere. Ensinamentos: a complexidade da ligação dos sistemas lineares com digitais ainda é grande, devido ao legacy de vários sistemas; não há soluções out-of-the -box, tudo carece de grande customização e adaptação à realidade de cada player. Fatores críticos de sucesso: haver uma clarificação dos objetivos do projeto e do que com ele se pretende alcançar torna, com essa clarificação, mais forte o contributo de todos e mais ágil o seu desenvolvimento. Coordenação: Ricardo Tomé, Media Capital

105 a economia digital RTP Portal dos Arquivos Digitalização dos conteúdos Lançado em Março de 2017, o Portal dos Arquivos disponibiliza um património de interesse público da RTP desde o início das emissões regulares de rádio e de televisão (1937 e 1957 respetivamente) até aos dias de hoje. O projeto Arquivos representa o mais importante testemunho da história política, cultural, social e económica de Portugal dos últimos 80 anos. Ensinamentos e Fatores Críticos de Sucesso A otimização e desmaterialização dos processos de arquivos da RTP contribui significativamente para a redução de custos de contexto, quer para cidadãos, quer para a própria empresa. A migração para novos formatos digitais contribui para a preservação e valorização dos acervos de conteúdo, assegurando também a conservação dos originais. O Arquivos constitui-se igualmente como uma nova ferramenta que simplifica e desmaterializa os processos de licenciamento de conteúdos. Coordenação: Hilário Lopes e João Galveias, RTP em portugal 2017 1.11 Media Objetivos Numa fase inicial do portal arquivos.rtp.pt, estão disponíveis cerca de seis mil items de conteúdo. O objetivo é que este número seja crescente de forma contínua nos próximos dois anos, chegando aos 50 mil items publicados. O Portal Arquivos representa uma forma moderna e tecnológica de preservação digital do arquivo RTP. O objetivo é facilitar o acesso público e universal ao património audiovisual da RTP, a todos os cidadãos e instituições, contribuindo assim para a melhoria da qualidade do serviço público prestado. * Dados Google Analytics; Pontos de Acesso Únicos significa o número de browsers diferentes que acederam ao RTP Arquivos no prazo de um ano. Cada Browser Único efectou multiplas sessões. SIC Digitalização da SIC Transformação Digital dos processos internos de tratamento de conteúdos Resultados * Desde o lançamento à data de 18 de maio de 2017: Pontos de Acesso Únicos (338mil) | 31% dos acessos em mobile | 12% dos acessos fora de Portugal; O Arquivos tem elevada relevância quando chega a hora de dar contexto a datas significativas. Por exemplo, nas datas da visita do Papa ou no feriado de 25 de abril, houve um pico de acessos a esse tipo de conteúdo. Métricas * As métricas de acesso vêm comprovar a importância da existência deste portal. O serviço público sai valorizado quando coleções como as do 25 de abril contam com 16 mil visitas ou quando na semana do centenário de Fátima os acessos a essa mesma coleção duplicam. Transformação Digital do processo de tratamento de conteúdos da SIC end-to-end, desde a recepção de conteúdos, uniformização, controlo de qualidade, armazenamento, tratamento, preparação para emissão e emissão, com sistemas automatizados e total integração digital na cadeia de produção, de todos os sistemas envolvidos, desde o planeamento à emissão. Anteriormente, os processos de trabalho eram baseados em cassetes, com receção destas por correio (até de empresas estrangeiras), com circulação de cassetes entre áreas e fornecedores externos para tratamento, cópias de cassetes, edição e envio para emissão em cassete. Era um processo lento, com consumo de muitos recursos, com arquivo físico e circulação física dos materiais. Esta era a forma tradicional de todas as estações de televisão trabalharem. Foi necessário desenhar e formalizar todos os workflows entre áreas, implementar um novo sistema de

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt