Views
1 year ago

A Economia Digital em Portugal 2016

  • Text
  • Crescimento
  • Maior
  • Digitais
  • Forma
  • Setor
  • Dados
  • Economia
  • Empresas
  • Portugal
  • Digital

4.9 turismo Atualmente,

4.9 turismo Atualmente, o setor do turismo representa cerca de 9,8% do PIB mundial, prevendose que a sua contribuição aumente a uma TCMA de 4% entre 2016 e 2026, atingindo os €9.907 mil milhões (10,8% do PIB) nesse ano. A preponderância do setor no desenvolvimento económico é corroborada pelo seu impacto no mercado laboral, estimando-se que 1 em cada 11 empregos se encontre relacionado com o setor, representando 290 milhões de postos de trabalho. Em Portugal, o turismo apresenta também um considerável peso na economia, representando direta e indiretamente cerca de 16,4% do PIB e 19,7% dos empregos (915 mil postos de trabalho). Para tal, tem também contribuído o reconhecimento de Portugal como destino de excelência, obtendo distinções como a de melhor país para visitar em 2014 (Condé Nast Traveller) ou melhor destino europeu de praia em 2015 (World Travel Awards). No futuro, prevê-se que o setor continue a ganhar relevância, estimando-se que a sua contribuição total para o PIB cresça a uma TCMA de 1,9% entre 2016 e 2026, ascendendo a €36,3 mil milhões (18% do PIB). Relativamente à cadeia de valor do setor, esta caracteriza-se pela heterogeneidade de entidades existentes nas suas fases, com foco na oferta de experiências em diferentes segmentos (ex. alojamento ou lazer), observando-se igualmente a crescente preponderância de players de base digital. Principais tendências digitais do setor No passado, o percurso do consumidor desde a escolha do destino à concretização da reserva seguia um caminho linear, sendo que os players do setor se apresentavam como principais influenciadores (ex.: agências de

97 a economia digital CONTRIBUIÇÃO DIRETA E TOTAL DO SETOR DO TURISMO PARA O PIB E O NÚMERO DE EMPREGOS A NÍVEL MUNDIAL E EM PORTUGAL em portugal 2016 4.9 Turismo SETOR DO TURISMO Contribuição direta 2 para o PIB (€ mil milhões; % PIB) Contribuição total 3 para o PIB (€ mil milhões; % PIB) Número de empregos diretos (milhares) Número de empregos totais (milhares) MUNDIAL 1 PORTUGAL 2010 2015 2016E 2026F 2010 2015 2016E 2026F 1.645 2.011 2.078 3.128 9 11 12 15 (2,9%) (3,0%) (3,0%) (3,4%) (4,8%) (6,3%) (6,4%) (7,2%) 5.298 6.465 6.692 9.907 26 29 30 36 (9,2%) (9,8%) (9,8%) (10,8%) (13,9%) (16,3%) (16,4%) (18,0%) 96.916 107.833 109.864 135.884 317 363 380 441 251.380 283.578 289.756 370.204 848 882 915 1.017 1. Valores convertidos à taxa EUR/USD 1.109; 2. PIB gerado pelos segmentos de alojamento, transporte, restauração e atividades de lazer; 3. Inclui o PIB gerado pelos segmentos referidos, assim como o investimento de capital, investimento público, despesa da supply chain e despesa dos indivíduos empregados. CADEIA DE VALOR DO SETOR DO TURISMO PRINCIPAIS TIPOLOGIAS DE PLAYERS E NÚMEROS CHAVE DOS SEGMENTOS DE ALOJAMENTO, FOODSERVICE E LAZER (GOLFE) EM PORTUGAL (DADOS DE 2015) 1. DREAM 2. PLAN 3. BOOK 4. EXPERIENCE 5. SHARE Escolher destino Procurar Informação Realizar Reservas Desfrutar da viagem Partilhar experiência Agências de viagem Agências de viagem Agências de viagem Empresas de transporte Redes Sociais Guias/Revistas/Jornais Sites Promotores de destinos Plataformas de review Redes Sociais Outros canais Online OTAs Plataformas de comparação de preços e de review Redes Sociais Outros canais Online OTAs Canais diretos dos players Outros canais Online Empresas tecnológicas de infraestruturas Players que oferecem experiências nos vários segmentos do turismo Plataformas de review ALOJAMENTO 1.729 Empreendimentos turísticos (hotéis, apartamentos, aldeamentos e outros) geraram proveitos globais 1 de €2,5 mil milhões FOOD SERVICE Cafés, bares, restaurantes 2 , entrega ao domicílio, takeaway e quiosques de rua geraram receitas de €6,8 mil milhões LAZER (GOLFE) 91 campos de golfe (44% no Algarve) geraram receitas diretas de turistas internacionais de €75 milhões 1. Incluem proveitos de aposento e outros proveitos de atividade (ex.: restaurante, aluguer de salas, telefone, lavandaria, etc.); 2. Incluem restaurantes full-service, self-service e fast food. viagens) face à sua posse de informação privilegiada caracterizante dos destinos. Recentemente a acelerada evolução digital alavancou a mudança do paradigma de aquisição de produtos turísticos, tornando-se a internet o principal método de pesquisa e partilha de informação. Assim, atualmente, o percurso do consumidor não termina com a experiência do produto, mas com a partilha da mesma, levando a um percurso cíclico, onde a fase de partilha de um consumidor alimenta a fase de pesquisa de outros consumidores, impactando toda a cadeia de valor do setor. Identificam-se de seguida quatro tendências digitais que se revelam preponderantes para o setor: Oferta de experiências integradas, capitalizando o canal digital e múltiplos dispositivos Uma tendência na adoção de novas tecnologias reflete-se na fragmentação do processo de decisão do turista por canais online e offline, e no incremento da utilização de múltiplos dispositivos,

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt