Views
1 year ago

A Economia Digital em Portugal 2016

  • Text
  • Crescimento
  • Maior
  • Digitais
  • Forma
  • Setor
  • Dados
  • Economia
  • Empresas
  • Portugal
  • Digital

a economia

a economia em portugal 2016 digital 4.5 Energia 76 8 Insider.Pro - "Portugal consumiu apenas energia renovável durante quatro dias" - 17.5.16 9 www.mobie. pt Materialização em Portugal Portugal configura-se como um dos líderes europeus na produção de energia renovável e na adoção de medidas de eficiência energética, tendo alcançado resultados notáveis nos últimos anos: Em 2013, de acordo com o Climate Change Performance Index, foi considerado o terceiro melhor país do mundo em política climática; Em 2014, segundo dados da Pordata, a produção renovável do país foi de aproximadamente 63%; Em 2016, atingiu um marco importante 8 ao fornecer, durante quatro dias consecutivos, o consumo interno do país apenas com energias renováveis. Motivado pela elevada capacidade de produção renovável e forte dependência do exterior na importação de combustíveis fósseis, Portugal foi um dos países pioneiros na implementação da mobilidade elétrica, tendo introduzido continuamente um conjunto de medidas com vista à sua dinamização. A aposta na mobilidade elétrica alia a importância do seu desenvolvimento para a competitividade do país à abundância de recursos renováveis existentes no território nacional. Portugal tem hoje uma rede com mais de 1.300 9 pontos de carregamento em espaços de acesso público, compatíveis com todos os modelos de todas as marcas automóveis, e oferece incentivos à sua expansão que incluem benefícios fiscais (ex.: isenção do Imposto Único de Circulação) e a gratuidade do serviço de recarga de baterias dos veículos elétricos na via pública. Simultaneamente, o país tem adotado soluções inteligentes que pretendem garantir melhor monitorização do consumo, aumentando os níveis de eficiência energética. Como exemplo, foram selecionados dois casos práticos de empresas portuguesas: Eficiência Energética PT Empresas A solução de Eficiência Energética, comercializada pela PT Empresas, permite monitorizar os consumos de energia elétrica dos equipamentos e das infraestruturas das empresas. A monitorização é feita através de um portal web que permite obter o perfil de consumo a cada 15 minutos para os diferentes equipamentos em monitorização, definir regras para atuação remota nos equipamentos elétricos e otimizar os contratos de energia. Esta solução considera dois pacotes distintos consoante a dimensão da empresa (Gestão de Energia e Gestão de Energia Plus) e aplica-se à gestão de energia em vários tipos de infraestrutura (ex.: hotéis, pequeno e grande retalho, administração pública central e local, etc.) permitindo: Rentabilidade superior através, por exemplo, de poupanças nos consumos de energia elétrica; Disponibilidade de informação, acessível a qualquer hora e lugar; Eficiência operacional, através do controlo remoto de toda a infraestrutura elétrica da empresa e dos seus equipamentos. Re:dy - EDP A EDP Comercial lançou, em 2014, o serviço re:dy (remote energy dynamics) que permite a monitorização e gestão ativa do consumo de energia residencial. Com o slogan “assuma o controlo total da sua casa”, o re:dy permite ao cliente maior visibilidade do consumo dos equipamentos elétricos de sua casa, a partir de qualquer lugar, através de um portal de internet e smartphone. Projetado e produzido em Portugal, já recebeu diversas distinções e é um bom exemplo de inovação na relação com o cliente, fornecendo um serviço de valor acrescentado, personalizado e diferenciador. Simultaneamente, é ilustrativo do

77 a economia digital em portugal 2016 4.5 Energia LIBERALIZAÇÃO DO MERCADO Desde 2006, todos os consumidores passaram a poder escolher livremente o seu fornecedor TENDÊNCIAS SMART GRIDS E SMART METERING Integram tecnologias de informação e comunicação que permitem um maior controlo sobre a rede e melhor informação de suporte à decisão NOVOS PRODUTOS E SERVIÇOS Oferta combinada de serviços novos e tradicionais e promoção de vantagens e ofertas personalizadas CONSUMIDORES PRODUTORES (PROSUMERS) Consumidores ativamente envolvidos na criação de valor para consumo próprio, aumentando os desafios das Distribuidoras na gestão do sistema elétrico NOVA REGULAÇÃO ECONÓMICA Em vigor desde 2016, o novo Regulamento Europeu de Proteção de Dados Pessoais permite aos consumidores obter controlo efetivo dos seus dados pessoais MOBILIDADE ELÉTRICA Os consumidores apresentam cada vez mais uma preocupação ambiental, assim como comportamento inclinado para maior poupança - escolha de mobilidade sustentável enorme potencial existente em soluções para consumidores e empresas que tirem partido de sistemas IoT. Conclusões O setor energético tem sofrido alterações estruturantes, motivadas essencialmente pelas preocupações ambientais e económicas a nível europeu, pela participação ativa do consumidor na geração de energia para autoconsumo e pelo aparecimento de novas tecnologias, fruto da transformação digital. Apesar dos desafios inerentes a esta transformação, em particular a necessidade de atualização das competências internas das empresas e a maior exigência dos consumidores com presença ativa na cadeia de valor, a era digital constitui uma oportunidade para as empresas ao permitir: Melhorar o relacionamento com o cliente através da diferenciação e adaptação do seu produto e/ou serviço: ao utilizarem tecnologia Internet of Things (IoT) e Analytics, as empresas têm acesso a informação dos seus clientes, em tempo real, o que lhes permite melhorar e diferenciar os seus produtos e serviços; Aumentar a eficiência operacional através da implementação de soluções inteligentes: a implementação de smart grids vem permitir aos operadores e distribuidores de energia detetar problemas técnicos e solucioná-los de forma mais eficiente; Atingir soluções mais sustentáveis através de equipamentos que permitem a monitorização dos consumos de energia elétrica: a adoção de abordagens analíticas, por exemplo, modelos preditivos, permite às empresas adequar o consumo de energia às suas reais necessidades e às dos consumidores, evitando desperdícios e contribuindo para a sustentabilidade do país. Simultaneamente, é crucial que as empresas coloquem os consumidores no centro das suas preocupações, beneficiando-os com informação clara e transparente sobre as suas ofertas, que permitam a comparação com a concorrência e a escolha livre e informada dos consumidores deste setor. Simultaneamente, com a instalação de redes inteligentes, deverão ser implementadas as normas necessárias para assegurar a proteção dos dados partilhados pelos consumidores.• Portugal atingiu um marco importante em 2016 ao fornecer, durante quatro dias consecutivos, o consumo de energia elétrica do país apenas com energias renováveis

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt