Views
1 year ago

A Economia Digital em Portugal 2016

  • Text
  • Crescimento
  • Maior
  • Digitais
  • Forma
  • Setor
  • Dados
  • Economia
  • Empresas
  • Portugal
  • Digital

a economia

a economia em portugal 2016 digital 7. Empreendedorismo Digital 132 As startups mais bem sucedidas do ecossistema português têm na sua génese um modelo de negócio que lhes permite uma expansão para outros mercados As startups nascidas em Portugal têm um perfil bastante diverso, notando-se uma tendência de se focarem no mercado de consumo e também no espaço empresarial e de serviços. No último ano surgiram muitas com foco na indústria estando esta área em grande crescimento. A existência de alguns aceleradores verticais e o envolvimento cada vez maior de algumas empresas com foco em verticais específicos têm contribuído muito para a diversidade no ecossistema empreendedor. Algumas das áreas em que têm despertado mais interesse são: Marketing e Social Engagement – Ferramentas que exploram as redes sociais como forma de chegar a novos clientes. Neste espaço, a utilização de soluções de Big Data para processar dados analíticos de comportamentos sociais são cada vez mais comuns. Turismo – Não seria natural outra coisa, devido ao peso que o setor do turismo tem em Portugal. Existem inúmeras startups que optaram por investir em mobilidade, trazendo para este espaço soluções viradas para o consumidor final. Medicina e Biotech – Soluções de telemedicina e monitorização remota utilizando dispositivos médicos e wearables são uma tendência crescente. Esta área tem sido muito procurada e recentemente tem tido investimentos elevados por seguradoras. Ecommerce – Sejam soluções web, seja através de interfaces móveis, este espaço tem sido uma área em que existe um investimento significativo por parte dos empreendedores e em que se têm afirmado um conjunto grande de startups. Ideias, Tecnologia e Mercado O desenvolvimento de software e soluções de analítica são das principais áreas de aposta das startups portuguesas, o que se entende dada a qualidade da formação universitária em Portugal e a quantidade de recursos qualificados existentes. A aplicação de novas soluções de software ou novos modelos de negócio observa-se, também, nalgumas áreas de atividade tradicionais, causando disrupção nas empresas existentes. Aqui se destacam a área da saúde, hospitalidade, educação, comércio e mobilidade. De referir que as startups mais bem sucedidas no nosso panorama têm na sua génese um modelo de negócio que lhes permite uma expansão para outros mercados. Distribuição das startups pelo território As startups portuguesas encontram-se distribuídas pelo litoral do país, notandose uma concentração grande em Lisboa, com um peso relativo superior a 40%. Porto com 22% e Braga com 9% são os dois maiores pólos de inovação no Norte do País, zona com acentuado crescimento. Considerando apenas startups de maior potencial, a tendência de especial concentração em Lisboa e Porto mantém-se, tanto em volume como nos valores de investimento recentes. Quais os players existentes e como se articulam Nos últimos anos, Portugal tem tido uma evolução constante no que diz respeito ao ecossistema de startups sendo que a maior parte do desenvolvimento se tem concentrado precisamente nos pólos de Lisboa e Porto. O número de investidores, incubadoras, aceleradoras de startups e universidades com papel crítico na criação de novos empreendedores não tem parado de crescer e sente-se cada vez mais o envolvimento da indústria. É visível o crescimento que o setor de co-working tem tido e o aparecimento de espaços que estimulam a criação de empresas. O empreendedor jovem à saída das uni-

133 a economia digital versidades começa a ser mais comum e existem já vários programas de apoio ao 41% DISTRIBUIÇÃO DE STARTUPS PELO PAÍS em portugal 2016 7. Empreendedorismo Digital empreendedorismo universitário. No que diz respeito a incubação e aceleração de startups também se notam avanços, com a qualidade destes programas a aumen- 22% tar e a conseguirem entregar ao mercado startups de maior solidez. Em Lisboa, existe uma maior densidade de incubadoras, sendo as mais relevantes a Startup Lisboa, a Beta-i e a Fábrica 9% 5% 5% 5% Lisboa Porto Braga Aveiro Coimbra Setúbal Leiria Évora Outros 3% 2% 8% de Startups. No resto do país, a UPTEC (Porto), a Fonte: Microsoft – dados relativos a uma amostra de 1000 Startups registadas nos últimos três anos nos programas de empreendedorismo desta empresa Startup Braga, o Instituto Pedro Nunes (Coimbra) são outros pólos que estão a assegurar uma grande qualidade de startups. 5M SCALE UP HUBS Total Raised No que respeita a investimento, as startups portuguesas são cada vez mais aliciantes e começam a conseguir captar investimento internacional. As primeiras rondas, tipicamente, são investimentos portugueses, tendo a Portugal Ventures, 17 11 M 12 M Fonte: SEP Monitor - Nov 2015 a Caixa Capital, a Espírito Santo Ventures liderado muitas das rondas de investi- Lisboa Porto Outros mento em startups que apresentam bons indicadores de sucesso. 16 SCALE UPS Resultados atingidos 14 Nos últimos cinco anos assistiu-se ao 12 nascer de um conjunto grande de jovens 10 empresas. Muitas falharam, mas existem 8 também casos de grande sucesso. A 6 Farfetch surge como o primeiro unicór- 4 nio português e outras empresas com 2 engenharia nacional afirmam-se como 0 motores de emprego e conseguem 2010 2011 2012 2013 2014 2015 garantir investimentos que lhes vão as- Fonte: SEP Monitor - Nov 2015 segurar crescimento noutros mercados. A Talkdesk, a Feedzai e a Uniplaces são três grandes exemplos destas e que se Modelos de sucesso internacional (Alemanha, Reino Unido, França) estão a afirmar de forma sólida e com Existem características comuns quando crescimentos elevados noutros merca- se analisam os países onde o espírito de dos. O número de startups que ultrapas- empreendedorismo e as startups têm con- sam a barreira do M de investimento dições mais propícias: são locais onde tem crescido ano após ano e a tendência existem mercados financeiros fortes, com é para continuar a crescer. abundância de capital de investimento e Importante é, também, o valor médio dos risco. A disponibilidade de venture capital investimentos, que já ronda os .2M. permite que exista uma comunidade

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt