Views
1 year ago

A Economia Digital em Portugal 2016

  • Text
  • Crescimento
  • Maior
  • Digitais
  • Forma
  • Setor
  • Dados
  • Economia
  • Empresas
  • Portugal
  • Digital

a economia digital 10

a economia digital 10 em portugal 2016 1. Estratégia Digital COMPARAÇÃO DOS RESULTADOS DETALHADOS DO DIGITAL DENSITY INDEX DE PORTUGAL COM ESPANHA E COM RESTANTES PAÍSES DA UNIÃO EUROPEIA ANALISADOS MAKING MARKETS RESULTADOS DO DIGITAL DENSITY INDEX PARA AS 24 GEOGRAFIAS ANALISADAS Acesso e utilização da internet Mercado Digital Min. Média Fronteira 0 40 80 Colaboração Holanda Estados Unidos Aústria Suécia Canadá Finlândia Coreia do Sul Singapura Reino Unido China Austrália União Europeia * Alemanha Malásia Espanha Emirados Arábes Bélgica Portugal Japão França Brasil Qatar Itália India Arábia Saudita Making Markets Running Enterprises Sourcing Inputs Fostering Enablers Portugal RUNNING ENTERPRISES Processos de Tecnologia Processos de Estratégia Capital Humano SOURCING INPUTS Instalações e Equipamento Recursos Humanos Financiamento Modelo de negócio Inovação Investimento em I&D FOSTERING ENABLERS Flexibilidade Organizacional Conectividade Sensibilização da Sociedade para o Digital Investimento do Estado Facilidade de fazer negócio Quadro Regulamentar Espanha Resto da União Europeia (Alemanha, Bélgica, Espanha, França, Itália, Holanda, Reino Unido e Suécia)

11 a economia digital Sourcing Inputs Nesta componente, o estudo coloca Portugal no último quartil, com avaliação média de oito pontos (num máximo de 25) nos três indicadores considerados: instalações e equipamento, recursos humanos e financiamento. No entanto, o maior desfasamento entre Portugal e a média europeia verifica-se no recurso à tecnologia para rentabilização de ativos fixos. Os resultados de inquéritos realizados a especialistas indicam que as empresas a operar na Europa estão a adotar Industrial Internet of Things (IIoT) em grande escala para a agilização de processos produtivos e logísticos. Uma realidade que representa ainda um desafio para Portugal. Running Enterprises Existe uma crescente inclusão de drivers tecnológicos das empresas na definição das estratégias de negócio, demonstrando a clara perceção da importância de relacionamento estratégico entre o negócio e a tecnologia. No entanto, ao nível da subsequente implementação, apresentam um ritmo inferior ao verificado na média europeia. Verifica-se que em Portugal há menor adoção de tecnologias de cloud, analytics e de gestão do conhecimento do que na média dos países em análise. Adicionalmente, as empresas a operar em Portugal apresentam ainda uma menor percentagem de colaboradores especializados em tecnologias de informação (TI), correspondendo a cerca de 2% do total de colaboradores, comparativamente a cerca de 4% na média da União Europeia 1 . Ao nível da inovação, o IDD de Portugal é também penalizado por ser o país que regista menos patentes por residente do que qualquer outro país europeu, situando-se em 35º no ranking de capacidade de inovação 2 . Por último, também se destaca pela negativa o baixo investimento em I&D – em 23º dos 25 países em estudo 2 . Fostering Enablers Quanto ao papel do contexto socioeconómico e institucional, Portugal apresenta várias políticas fiscais e orçamentais em prol do progresso digital, reconhecendo o potencial para o desenvolvimento do País. Salienta-se o esforço e investimento que o governo e algumas instituições nacionais têm feito para promover as capacidades de Portugal noutros mercados tornando assim o país cada vez mais num hub de referência para o empreendedorismo digital. Contudo, comparativamente às restantes economias, existe ainda espaço de melhoria – exemplo: o nível de conectividade em Portugal regista valores abaixo da média. Atualmente sete em cada dez utilizadores de telemóvel possuem um smartphone. No entanto, o uso de dados móveis é ainda inferior quando comparado com outros países, sendo o poder de compra um dos principais fatores. Orientações para a progressão Digital em Portugal Uma maior adaptação ao progresso tecnológico estimula o crescimento económico. Nesse sentido, propõe-se uma série de orientações para o aumento da densidade digital em Portugal com vista a um incremento de 1,8% do PIB em 2020. O objetivo pressupõe uma subida de dez pontos no IDD de Portugal, que se estima resultar em mais 0,25 pontos percentuais de crescimento anual do PIB. Isto corresponde a mais cerca de 450M€ anuais para a economia portuguesa, totalizando cerca de 2.300M€ até 2020, provenientes do progresso digital. A lista que se segue apresenta um conjunto de âmbitos de intervenção e de ações que podem levar à concretização desse objetivo. Making Markets Vendas online: Incremento do peso das vendas online do retalho Uma subida de dez pontos no IDD de Portugal corresponde a mais cerca de 450M€ anuais para a economia portuguesa, totalizando cerca de 2.300M€ até 2020, provenientes do progresso digital 1 Eurostat, dados 2015 2 Global Competitiveness Report – World Economic Forum (WEF-GCI) em portugal 2016 1. Estratégia Digital

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt