55 - O Futuro com 5G na Educação

  • 5 g
  • Wwwapdcpt
  • Educa
  • Realidade
  • Escola
  • Sentido
  • Professores
  • Digital
  • Alunos
  • Futuro
  • Forma
  • Ensino
  • Tecnologia
Novos modelos para aprender

TALKOMMUNICATIONS –

TALKOMMUNICATIONS – “O FUTURO COM 5G NA EDUCAÇÃO” O FUTURO COM 5G NA EDUCAÇÃO Novos modelos para aprender Se o 5G promete possibilidades infinitas em setores estratégicos, há que avançar já, de forma acelerada e com sentido de urgência. Este momento de transição deve de ser aproveitado para serem lançadas as bases de uma nova Educação à prova do futuro. A PANDEMIA provou que é possível trabalhar por via digital na Educação e acelerou a necessidade de mudança de paradigma no setor. Saber aproveitar todo o potencial da tecnologia para transformar verdadeiramente o Ensino é agora o desafio. E se o 5G promete possibilidades infinitas, este momento de transição deve de ser aproveitado para serem lançadas as bases de uma nova Educação à prova do futuro, como ficou patente nesta Talkcommunications APDC. Na Cisco Portugal, o tema da educação desde sempre tem sido central na operação e as iniciativas têm sido várias, no sentido de acrescentar valor ao setor em termos de disponibilização de ferramentas de colaboração, de vídeo e de produtividade. Com a pandemia, assumiu ainda uma maior relevância, ao impor ao setor uma transição do físico para o digital de uma forma verdadeiramente acelerada. Segundo António Feijão, Business Develop- ment Manager da tecnológica, este esforço de digitalização deve ser continuado, porque “é realmente urgente a transformação da educação em Portugal”, nomeadamente através da adoção de modelos híbridos de aprendizagem. Até porque “o ensino está a estender-se para fora da sala de aula, seja de modo síncrono ou assíncrono” e há que garantir a escolha de uma infraestrutura que permita esta mudança, tendo a tecnologia um papel cada vez mais relevante. Uma das áreas que terá de ser assegurada será a da cibersegurança, já que todos os atores do ecossistema terão de se sentir seguros para fazer a transição. Garantir a continuidade do investimento será também essencial, assim como criar as condições para os alunos terem as mesmas oportunidades de acesso. Com a certeza de que a tecnologia não resolve todos os problemas, terá de haver um estímulo à mudança e à experimentação, pelo que haverá que assegurar a formação dos professores e fornecer-lhes as

3 Se a pandemia acelerou a digitalização da educação, os oradores não têm dúvidas de que há muito por fazer. E o 5F promete possibilidades inimagináveis condições para poderem captar os alunos para os novos modelos de aprendizagem. “A escola tem de respirar tecnologia”, diz António Feijão, para quem esta estará “na base da educação do futuro”. E a introdução do 5G permitirá um sem número de possibilidades, da realidade aumentada à realidade virtual, passando pelos vídeos 3D, pelo ensino imersivo, pela gamificação ou pela sensorização em escala, entre outros. Mas, para que tudo seja possível, é necessário “mantermos o sentido de urgência na transformação da educação. Não podemos ficar para trás dos outros países e temos uma oportunidade única de construir a educação do futuro, dando aos alunos todas as skills para as novas profissões que estão a surgir. Não há outro caminho para este desígnio nacional”. LEVAR ENSINO PARA FORA DA SALA DE AULA Rui Grilo, Western Europe Director Education Sector da Microsoft, partilha esta visão. “A situação de resposta a esta emergência forçou o acelerar de um conjunto de processos onde a tecnologia foi essencial para que o ensino continuasse a funcionar. Foi replicada de forma virtual uma sala de aula, mas o papel que a tecnologia pode ter na educação vai muito além disto”, diz.

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt