Views
1 year ago

52 - Ciclo de Conversas Digitais: Como Reinventar o Negócio no Contexto Digital?

  • Text
  • Portugal
  • Capacidade
  • Pandemia
  • Digital
  • Contexto
  • Ainda
  • Mercado
  • Veio
  • Empresas
  • Digitais
O Futuro das Qualificações Digitais julho 2020

CICLO DE CONVERSAS

CICLO DE CONVERSAS DIGITAIS - COMO REINVENTAR O NEGÓCIO NO CONTEXTO DIGITAL? os problemas mais urgentes de uma Europa que regista uma recessão histórica, mas também estimular a economia e preparar melhor o espaço europeu para ultrapassar novas crises que possam surgir no futuro. O responsável europeu considera também, tendo em conta os dados oficiais comunitários, que Portugal tem dado “saltos inacreditáveis” ao nível digital nos últimos anos. Ainda assim, continua abaixo da média europeia em muitos indicadores, até porque também os demais países avançaram rapidamente, o que veio criar, em alguns casos, um gap ainda maior. É o caso do capital humano e da utilização dos serviços digitais online, onde o nosso país continua muito atrasado, pelo que as qualificações terão de ser uma prioridade. UM TEMA DE ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Nas empresas, o tema das qualificações assume uma importância cada vez mais estratégica. Paula Panarra, diretora-geral da Microsoft Portugal, destaca que a necessidade de as organizações terem funções mais técnicas, tanto em termos globais como no mercado nacional, já existe há muito, sendo um tema que o grupo tem acompanhado de perto. Até porque, cada vez mais, já não se trata apenas de formação para quem entra no Todas as pessoas vão precisar de ter maiores qualificações, para poderem aceder às várias formas de interação no digital. Portugal tem o grande desafio de definir uma estratégia que permita que as qualificações cheguem a todos, de forma massiva mercado de trabalho, mas, sobretudo, da aprendizagem ao longo da vida, para se adquirirem as qualificações necessárias para as profissões do futuro. Consciente dessa realidade, a tecnológica tem dado o exemplo, ao desenvolver, internamente, uma estratégia de apoio aos seus profissionais. Nomeadamente com a criação de uma plataforma com as formações obrigatórias e complementares, muitas delas em parceria com entidades de ensino. Foram também criados dias específicos para self-learning, área onde há progressos grandes na preparação dos seus colaboradores para os próximos desafios. Para a sociedade, têm sido disponibilizadas pelo grupo plataformas abertas de learning, umas mais genéricas e outras mais técnicas, que incluem até formações gratuitas e que registaram uma procura muito elevada durante os meses de confinamento. Foi ainda lançada recentemente uma iniciativa a dois anos para conferir competências tecnológicas e digitais a 25 milhões de pessoas em 10 profissões consideradas de futuro. “Capacitar para uma maior empregabilidade é o objetivo claro”, diz Paula Panarra, que deixa claro que a generalidade das empresas não tem investido nesta área, mas que terão de o fazer, sob pena de ficarem para trás.

5 A aprendizagem para a vida tem que ser o novo normal, num mundo em que o talento terá de ganhar competências que o diferencie cada vez mais das máquinas Também na Axians, capacitar os profissionais é essencial, sendo mesmo uma commodity. “Sem competências digitais ficamos em clara desvantagem competitiva, muito embora tê-las também não seja uma vantagem competitiva. É um investimento necessário, mas não suficiente”, assegura a sua Executive Director, Carmo Palma. Para além das competências técnicas, a gestora destaca como essencial para dar resposta ao mercado e ganhar competitividade, que os recursos humanos tenham competências que os diferenciem das máquinas, as chamadas soft skills. Considerando que “a aprendizagem é para a vida e as empresas têm a responsabilidade de contribuir para o ensino”, destaca que o valor das competências se cria pelo crescimento horizontal, que é promovido nos cursos de formação, e pelo crescimento vertical, através do qual se transforma a perspetiva do que sabemos. “Estamos a testemunhar mudanças a um ritmo sem precedentes. Para termos valor, enquanto

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt