Views
1 year ago

47 - Webmorning APDC | Cibersegurança no contexto de trabalho

  • Text
  • Realidade
  • Colaboradores
  • Ataques
  • Webmorning
  • Assim
  • Apdc
  • Contexto
  • Empresas
  • Participantes
  • Teletrabalho
abril 2020

WEBMORNING

WEBMORNING APDC – CIBERSEGURANÇA no CONTEXTO DE TELETRABALHO Isabel Batista, Coordenadora do departamento de Desenvolvimento e Inovação, Centro Nacional de Cibersegurança “Face ao contexto de teletrabalho, existe um quadro de ameaças muito específico. Os colaboradores, voluntária ou involuntariamente, são muitas vezes os principais responsáveis por ciberataques à sua organização” “É no elemento humano que devemos colocar o principal foco da organização. Por mais que as organizações estejam apetrechadas das melhores infraestruturas técnicas, da melhor proteção, basta um simples erro humano para colocar tudo em causa” André Baptista, Founder da PENTHACK & Bug Bounty Hunter & Professor Assistente Convidado no Mestrado em Segurança Informática da FCUP “Basicamente, precisamos de saber prevenir e identificar, corrigir e responder. As equipas de IT têm de ter especial cuidado, identificar ameaças, analisar as infraestruturas e até adquirir conhecimentos de hacking. Colocarmonos na posição do atacante leva-nos a uma defesa muito mais eficaz” “A segurança não é perfeita. É impossível alcançar 100% de segurança nos nossos sistemas nas nossas empresas, a não ser que a usabilidade fosse nula. O futuro é imprevisível neste momento”

9 filtros no ecrã dos portáteis, ter cuidados nos sistemas e nos dados, assim como na navegação, são outros comportamentos aconselhados. Ainda assim, a segurança online não é perfeita nem se consegue nunca assegurar a 100%. Quem o garante é André Baptista, especialista em segurança informática, que foi considerado em 2018 o melhor hacker do mundo. O último orador deste primeiro Webmorning da APDC não tem dúvidas de que “o futuro é imprevisível neste momento. Estamos numa fase de transição e a segurança poderá resultar em implicações muito mais profundas nesta nova era do que imaginamos. Cabe-nos a todos colaborar e proteger as empresas e organizações, assim como as pessoas, clientes, parceiros e até nações, na sua existência na dimensão digital”. A pandemia e o isolamento social consequente, que levaram a uma utilização massiva do digital por todas as pessoas, tem vindo a potenciar, segundo este perito, um aumento de relevância do hakctivismo. Assim como dos hackers maliciosos e dos jovens curiosos, que estão a aproveitar para explorar a sua criatividade tecnológica. Resultado: pessoas e empresas estão a ser atacadas de todas as formas, pelo que o trabalho dos ‘hackers bons’ assume uma relevância crescente. E cita os casos dos emails fraudulentos, o sequestro de passwords e pedidos de resgates, as SMS alegadamente de bancos, com replicas de sites que estão cada vez mais parecidas com os sites originais. Nas empresas, “tudo o que é colocado na dimensão digital também constitui uma superfície de ataque muito relevante”. Para André Baptista, a prática corrente das grandes empresas ao nível internacional, quando se trata do trabalho dos especialistas em descobrir falhas de segurança é a recompensa pelo seu trabalho. E defende que esta aposta terá de ser alargada às demais organizações. “Existem hackers que têm boas intenções e que gostam de ajudar e não de destruir. E haverá cada vez mais hackers deste género”, garante. Para este perito, “uma vulnerabilidade é algo de precioso e se for crítica, que pode destruir o negócio. Devemos olhar para ela de modo sério e ter especial cuidado para a corrigir o mais rápido possível”. Por isso, “basicamente, precisamos de prevenir e identificar, corrigir e responder”. E não tem dúvidas de que a adoção de serviços cloud pelas empresas oferece “grandes vantagens em termos de segurança, principalmente no que toca ao alojamento, gestão de utilizadores, permissões e todos os mecanismos de segurança inerentes aos serviços cloud. Permitem segmentar muito melhor a rede e seguir as melhores práticas usadas por empresas e organizações de todo o mundo. Garante que os nossos ativos estejam mais seguros e robustos”.•

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt