Views
1 year ago

46 - 29º Digital Business Congress | The Future of Business

  • Text
  • Novas
  • Congresso
  • Realidade
  • Mundo
  • Empresas
  • Grande
  • Ainda
  • Tecnologia
  • Forma
  • Digital
20, 21 Novembro | CCB

29º

29º Digital Business Congress CLIENT STORIES Sport TV - Melhoria da Experiência de Cliente em plataformas digitais RTP - Alcançar os inalcançáveis: o projeto RTP Arena e os desportos eletrónicos, uma narrativa da geração Z Nuno Ferreira Pires CEO, com Sérgio Lee Partner, Deloitte “O setor foi obrigado a perceber como usar a mobilidade e tecnologia e a readaptar-se ao mercado. O poder e a responsabilidade dos media para poder cumprir com a expetativa dos consumidores é grande. Tivemos de saber como criar um forte elo de ligação com o cliente e revolucionar a presença digital” “O cliente digital é muito exigente e não quer bullshit. Quer sempre ser o primeiro a ser notificado, de forma personalizada, e com uma oferta interativa que lhe dê o self control. Por isso, apostámos numa oferta sustentável, interativa, simples, agradável e eficaz. E os resultados falam por si” “Temos a sorte de, investindo muito pouco, estamos numa indústria muito procurada, com uma atração orgânica grande. O que é uma vantagem” Daniel Rodrigues Product Manager “Este é um projeto que pretende alcançar uma geração que é muito resistente a todos os conteúdos do meio tradicional. Estes inalcançáveis são 1,3 milhões de pessoas entre os 15 e os 29 anos. Se forem millennals temos 8 segundos para os alcançar, se forem Z temos 5 segundos” “A RTP apostou no gaming competitivo. Não importa o jogo que se joga, mas que os melhores joguem no RTP Arena em live streaming digital, para aprender com eles. É a transmissão desportiva do presente e do futuro” “Tentamos acrescentar valor a um produto que já existia e era procurado. Se o conteúdo for genuíno, vai ter público. E quando é muito específico, não dá para fingir. Os mais jovens descobrem facilmente que é bullshit. Não é possível fingir o que não se é”

29 THE FUTURE OF 5G “Faz todo o sentido que exista espetro compatível com a promessa do 5G. Se vamos ter fatias mais finas, então teremos um 5G coxo. Se encolhermos a largura de banda, não se vai conseguir responder às promessas feitas às empresas. Temos de ter espetro que valide as promessas feitas pela tecnologia” João Nascimento CTO, Vodafone “O 5G vai trazer novas áreas de negócio e os operadores vão poder trabalhar com mais setores, como o automóvel ou a medicina. Este é um novo mundo que tem de ser desbravado, mas se estamos a restringir o crescimento da tecnologia e das iniciativas a ela associadas, estamos a travar o ritmo de evolução” “Não queremos que o 5G fique confinado às cidades. Mas este é um problema que não deve ser exclusivamente dos operadores. Deveriam existir modelos de coinvestimento para a cobertura de todas as zonas e isso já foi implementado com sucesso noutros mercados”

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt