Views
1 year ago

46 - 29º Digital Business Congress | The Future of Business

  • Text
  • Novas
  • Congresso
  • Realidade
  • Mundo
  • Empresas
  • Grande
  • Ainda
  • Tecnologia
  • Forma
  • Digital
20, 21 Novembro | CCB

29º

29º Digital Business Congress THE FUTURE OF ENERGY “Nada é possível sem digitalização e tecnologias de informação. Temos de duplicar a nossa capacidade em tecnologias renováveis, para cumprir as metas a que nos comprometemos. E ter ainda cidadãos mais informados e envolvidos, com participação ativa no sistema” João Galamba Secretário de Estado Adjunto e da Energia “Temos metas ambiciosas, mas realistas para os objetivos de neutralidade carbónica. Portugal tem obrigação de ser ambicioso na descarbonização da economia e tem de ir além das metas de Bruxelas” “Esperamos contributos importantes das TIC para o setor energético. Queremos colocar Portugal na transição energética que é necessária. É uma extraordinária oportunidade para o país e queremos mesmo aproveitá-la”

15 CLIENT STORIES Digital @ EDP - How are we dealing with big waves Linda Jackman VP, Utilities Strategic Accounts EMEA, Oracle “As utilities de energia, no modelo tradicional, são virtualmente invisíveis para os clientes. Mas precisam de perceber o que está a vir no horizonte e que vai disrromper o setor, por força do que os clientes querem e pela entrada de novos concorrentes” “Está a começar a surgir o termo prosumer: o consumidor é o driver da mudança e tem elevadas expetativas sobre o setor. Há ainda grandes grupos que querem dados e estão a perfilar-se como novos players de energia, a par das tecnológicas. Estes novos players são disruptivos e oferecem produtos diferenciados” “Esta é uma fase realmente interessante para a indústria da energia. Mas quem está no setor tem de ter muito cuidado com os concorrentes, porque eles estão a chegar. Por isso, precisam de inovar e de mudar, apostando na digitalização” Allen Vasconcelos Deputy Marketing Director, com Bruno Martinho Managing Director, Accenture Strategy “Tomámos a decisão de fazer uma aceleração digital, para saber como lidar com um novo mercado e ter sucesso. Quisemos prepararnos para os novos desafios, com uma resposta estruturada para capturar o valor do digital e gerar novos negócios, com uma abordagem o mais simples possível” “18 meses depois da implementação do projeto, o que é que aconteceu? Mostrámos que é possível fazer esta jornada. O modelo foi o de ter uma nova abordagem que tinha como objetivo mudar a forma de trabalhar de 12 mil pessoas do grupo” “Entre as lições aprendidas, para além da preocupação da velocidade, estamos agora mais centrados na cooperação, em colocar as pessoas em conjunto. Já não se trata de uma transformação tecnológica, mas de uma transformação cultural para o digital, o que é muito mais difícil”

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt