Views
1 year ago

42 - Digital Business Breakfast |Powering the Circular Economy of the Future

  • Text
  • Sustentabilidade
  • Tecnologia
  • Produtos
  • Digital
  • Modelo
  • Ainda
  • Recursos
  • Empresas
  • Economia
  • Circular
16 janeiro 2019 Hotel Dom Pedro Lisboa

DIGITAL BUSINESS

DIGITAL BUSINESS BREAKFAST Pedro Lago Diretor Sustentabilidade /Economia Circular, SonaeMC “É claro para todos que temos um problema. Esta é uma emergência e uma grande oportunidade. Estamos a falar de um modelo diferente, de uma nova forma de fazer as coisas” “É verdade que as pessoas ainda não estão dispostas a pagar mais por produtos sustentáveis. (…) Mas as coisas estão a mudar muito rapidamente. É uma questão de cultura e as novas gerações estão a trazer uma mudança significativa” “Não se faz economia circular sozinho, pressupõe quase sempre colaboração. Isto é algo que parece simples de dizer, mas não é nada simples de fazer, até porque a nossa cultura não é aberta à colaboração. Mas temos que fazer de forma colaborativa” empresas responsáveis e de referência, que já pensam e fazem reaproveitamento em todos os setores de atividade. “Há muita coisa a ser feito e muito bom exemplo para aproveitar. Em Portugal, o reaproveitamento das águas residuais sé claramente uma oportunidade em Portugal”, acrescenta. Para o gestor, existe mesmo uma “confluência entre as possíveis decisões políticas e os interesses do mercado, no sentido de caminhar para um objetivo comum, da sustentabilidade. O caminho é evidente”. Mas o desafio será de “como reaproveitar tudo”, pelo que defende o incentivo ao bom comportamento, apostando na responsabilização. Pedro Lago acrescenta que “não faltam oportunidades de implementar mecanismos de economia circular”. Na SonaeMC, por exemplo, conseguiu-se reduzir o consumo de água em 40% nos últimos anos. Em dois anos, duplicou-se a reutilização dos produtos, nomeadamente através de doações. Mais recentemente, foi lançado o projeto, “simples, mas poderoso e simbólico”, da desmaterialização do talão das caixas, a que aderiram cerca de 40 mil clientes em poucos dias. “Se repensarmos processos, é possível fazer”, diz este responsável, embora admita que “a desmaterialização e a transformação da lógica da posse numa lógica de serviço será um grande desafio para muitas áreas”. O que não tem dúvidas é que, no caminho para a economia circular, “pensar na lógica da colaboração é vital”. É que “não se faz economia circular sozinho: pressupõe quase sempre colaboração, o que parece simples de dizer, mas não é nada simples de fazer”.•

O UPDATE tem como objectivo disponibilizar informação estruturada sobre cada uma das iniciativas promovidas pela APDC. Pretende-se facilitar, a todos os interessados, um arquivo com os conteúdos mais relevantes de cada evento, que poderá ser consultado em www.apdc.pt 11

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt