Views
1 year ago

41 - Digital Business Breakfast | Powering the Industries of the Future

  • Text
  • Industria
  • Empresa
  • Josu
  • Processo
  • Perceber
  • Modelo
  • Futuro
  • Tecnologia
  • Capacidade
  • Empresas
  • Digital
4 dezembro 2018 Pestana Palace Hotel

Digital

Digital Business Breakfast Preparar-se para um futuro exponencial Com a 4ª revolução industrial em marcha, é inevitável a transformação das empresas para o digital e o recurso massivo às tecnologias. Mas antes de avançarem, têm que perceber o mercado, definir uma estratégia e um modelo de negócio. O processo ainda está só a começar e as velocidades e necessidades são distintas, consoante as indústrias onde se inserem. O Executivo quer impulsionar essa mudança, construindo soluções partilhadas e em parceria com o setor privado. O digital e a tecnologia trazem desafios e, sobretudo, oportunidades às empresas. Mas estas terão que adotar uma estrutura muito diferente do passado e utilizar um conjunto de ferramentas para facilitar processos, reduzir custos e ganhar capacidade de resposta. A mensagem é do Secretário de Estado da Economia, João Correia Neves, que abriu o Digital Business Breakfast APDC sobre “Powering the Industries of the Future”, o segundo encontro de um ciclo de três iniciativas com o mote “Powering the Digital Economy”. “A transformação que o digital permite é algo que temos que perceber, tanto do ponto de vista da sua concretização económica, como das soluções organizacionais que traz. É um processo que vai permitir uma reengenharia das estruturas económicas e uma nova organização das atividades económicas. Isso exige não apenas perceber as tendências, mas estruturar as respostas”, diz o governante. Se, por um lado, o trabalho será muito mais simples em termos de processos, graças às ferramentas tecnológicas, por outro o digital vem trazer “uma atomização das atividades empresariais”. Por isso, é preciso “encontrar formas de acumulação do conhecimento que resultem de uma estrutura das organizações muito distinta do passado”, defende. Hoje, é possível ver em Portugal mudanças muito significativas e investimentos, protagonizados por pequenas empresas e startups e por grandes grupos mundiais, sendo visível que se está a criar à volta do digital um ecossistema, “que tem dado passos muito significativos e tem capacidade de atração de investimento fora do espaço nacional”. Agora, o desafio principal é “construir uma sociedade que cresce à boleia do investimento e da capacidade de construir produtos e serviços

3 Num evento que contou com cerca de 100 participantes, o secretário de Estado da Economia, João Correia Neves, defendeu que o futuro do ecossistema nacional que se está a criar à volta do digital tem que reforçar investimentos e ter capacidade de criar produtos e serviços com escala global para os mercados globais. Não teremos capacidade de construir uma solução sustentável do ponto de vista de crescimento que não seja desta forma”, acrescenta João Correia Neves, desde que sejam “investimentos de qualidade, centrados na inovação e nas transformações que se antevêem”. Para dinamizar e consolidar a mudança, explica que o governo tem vindo a construir vários instrumentos, num processo que está apenas no início e que é preciso prosseguir. Mas terá que ser feito através de um espaço de diálogo com as empresas e em parceria. Só assim será possível “construir soluções partilhadas que sejam úteis para os agentes económicos e para sustentar o desenvolvimento do país”, concluiu. COMPETITIVIDADE É PRIORITÁRIA NA MUDANÇA PARA O DIGITAL Estas profundas transformações para o digital são também olhadas pelo keynote speaker deste encontro, Josu Ugarte, Iberian Zone President da Schneider Electric, como uma oportunidade, no âmbito da complexidade da indústria 4.0 que está a ser construída em todos os mercados. Mas, mais do que as necessidades e características específicas de cada indústria, o importante é saber o enfoque que todas têm que ter para

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt