Views
1 year ago

4 - Conferência | eCOMMERCE

  • Text
  • Oferta
  • Portugal
  • Grande
  • Hoje
  • Cliente
  • Mercado
  • Ainda
  • Global
  • Empresas
  • Digital
19 Maio 2015 | CCB

PRINCIPAIS IDEIAS “O

PRINCIPAIS IDEIAS “O fenómeno da digitalização traz valor ao negócio físico. E Portugal, apesar de ter já um valor interessante no e-commerce, ainda está muito abaixo da média europeia, oferecendo muito potencial de crescimento” “O e-commerce é uma prioridade estratégica. Estamos a tentar perceber as tendências e a adaptar a estrutura. Assim como a desenvolver as parcerias estratégicas e a adaptar a organização à realidade do negócio. É mudança muito difícil mas que tem que ser feita” Manuel Castelo-Branco Vice-Presidente dos CTT “Quem não se adapta morre. Há que ter capacidade de adaptação ao processo de mudança e à nova realidade de mercado em contínua transformação” “O que faz do negócio digital um bom negócio? O facto de estar focado no cliente e nas suas necessidades. Utilizando-se ferramentas de analítica e desenvolvendo novas oportunidades de negócio” “Sendo a transformação para o digital é igual a qualquer transformação, deve ser feita por pequenos passos, até se alterar completamente a empresa” Matthew Guest EMEA Digital Strategy Leader da Deloitte “Hoje, ainda não é claro qual é o modelo de negócio certo. Mas os negócios tradicionais não só poderão sobreviver neste novo mundo como poderão criar novas avenidas de crescimento” “Vivemos hoje a terceira vaga do e-commerce, num mundo cada vez mais mobile. O que está a influenciar o comércio eletrónico” “Portugal, tendo em conta as atuais taxas de adesão, ainda tem um grande potencial de crescimento no e-commerce face aos níveis europeus” Alexandre Nilo Fonseca Presidente da ACEPI “Tendo em conta que a maioria das empresas ainda não utiliza a Internet nem faz transações online no mercado nacional, o comércio eletrónico é uma oportunidade. Mas o grande desafio que temos que enfrentar é a falta de conhecimentos e de formação no online” “Os temas que estão hoje na ordem do dia e que são fundamentais para fazer crescer a operação são o going global e o going mobile” “A multiplicidade de pontos de contacto e de experiências com os clientes online são oportunidades muito importantes para aproveitar. Especialmente com o mobile” Carlos Paulo Head of Industry da Google “As visitas às lojas são cada vez mais informadas. Porque as pessoas recolhem cada vez mais informação online. E hoje, o principal desafio para todos os retalhistas é saber tudo sobre os seus clientes”

11 “O conceito que hoje deve ser tido em conta é o de comércio conectado. Que é online e offline, global e local. É nesse sentido que é disponibilizada a plataforma de marketplace da eBay” “A localização não é já um pré-requisito para o sucesso no digital. A chave está em combinar o global com o local. E entregar rapidamente os produtos” Hanne Meli Director Global Public Policy da eBay “Dar aos pequenos negócios locais as mesmas capacidades dos grandes negócios globais é o objetivo da e-Bay. Com os mecanismos certos, podemos impulsionar o comércio local e transformá-lo em global” “Cada vez mais, os clientes são mais exigentes. Temos que garantir entregas rápidas e diversificar as opções nomeadamente em termos de pagamentos. Tentamos focar na inovação dos serviços aos nossos clientes” “Tudo isto é possível porque temos uma plataforma tecnológica interligada e robusta, rápida, ágil e flexível. Desenvolvida em Portugal” Luís Teixeira Global Operations Director e PT General Manager da Farfetch “Antes de sermos uma empresa de moda, somos uma empresa tecnológica. E damos muito valor às pessoas. Ser humano, todos juntos, ser revolucionário, pensar global e ser brilhante são os nossos motes” “Portugal está na cauda da Europa em consumo de e-commerce. O país tem tecnologia mas não há players fortes. E são estes que fazem o mercado. Os poucos que existem têm desenvolvido um papel de evangelização do digital” “O cliente é o rei e temos que saber o que ele quer. Quer simplicidade e por isso a oferta tem que ser simples e centrada nas suas necessidades. Para garantir que ele volta” Paulo Pinto Diretor Geral da La Redoute “Seguramente, o futuro passa pelo mobile. Temos que ter uma oferta completa e as empresas atrasadas têm que acelerar. Mas o custo do mobile é ainda muito elevado, o que é uma limitação, quando a velocidade obriga a que as organizações tenham que acompanhar. Senão, perdem mercado” “É mais fácil nascer digital e global do que partir do local para o internacional. Por isso, a génese do PayPal foi simplificar o e-commerce. Somos facilitadores do processo de compra. Com segurança para o cliente na operação” “Atualmente, são cada vez mais raros os silos de retalhistas que não têm concorrência global. E há que ter isso em mente no digital. Há grandes desafios mas um grande potencial que deve ser aproveitado” Miguel Fernandes Diretor de Vendas Portugal da PayPal “A experiência do consumidor tem que estar no centro de tudo. Porque a velocidade da informação é muito grande”

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt