Views
1 year ago

32 - Digital Business Breakfast

  • Text
  • Centricity
  • Mercado
  • Nascimento
  • Forma
  • Empresas
  • Consumidores
  • Ainda
  • Operadores
  • Tudo
  • Clientes
  • Digital
Customer Centricity in the Digital ERA: Strategies for Telco Companies 13 abr 2018 | Myriad Crystal Center | Parque das Nações

Digital

Digital Business Breakfast Nuno Ferreira Pires CEO, Sport TV “No setor dos conteúdos, a desmaterialização da Google trouxe de facto um novo paradigma. Estamos habituados a ver tudo, partilhado e ao menor custo. Os clientes esperam ter acesso ao máximo de conteúdos e ao menor preço, se possível gratuito” “Neste novo milénio, corremos o risco de sermos obsoletos nos modelos de pricing e nas cadeias de valor. Estamos a sofrer com isso e a olhar de uma forma muito profunda para a forma como democratizamos o acesso e costumizamos o conteúdo” “O consumidor tem que perceber que não pode ter absolutamente tudo sem dar absolutamente nada. Isto é esquizofrénico. Se queremos ter um tratamento preferencial da marca, temos que dar informação. É preciso ter uma maturidade de comportamento que ainda não há” casos, o RGPD venha agravar a falta de dados. “Não temos acesso por questões regulatórias, comerciais e ainda acionistas, dado que os três operadores são acionistas e clientes da empresa. O que se partilha tem que ser feito com muita cautela. Haverá necessidade de encontrar aqui uma solução. O consumidor tem que perceber que não pode ter absolutamente tudo sem dar absolutamente nada. É esquizofrénico”, diz o gestor. Também o responsável da Vodafone diz que no RGPD terá de haver “princípios de razoabilidade. Parece que as empresas são todas malfeitoras e que há um conjunto de entidades que cavalgam acima destes temas. De facto, esta ideia cria tensão entre consumidores e prestadores de serviços completamente injustificadas”. E poderá mesmo haver piores serviços, se não for feita a análise do tráfego, usando as ferramentas de IA que foram desenvolvidas nos últimos anos, alerta o gestor da NOS. No final, como diz João Epifâneo, tudo que terá que assentar numa “base de confiança. Tudo o que seja no sentido de criar confiança no mercado e nos consumidores, com clareza, é o caminho. Porque senão, vamos acabar com excesso de regulação”. Acresce que este não é um tema nacional, mas comunitário, das empresas europeias que “têm que competir com concorrentes de outras regiões que não estão sujeitas à mesma regulação, legislação e tributação”.•

11 Patrocinador Digital Business Breakfast Patrocinadores Silver Patrocinadores Bronze Parceiros O UPDATE tem como objectivo disponibilizar informação estruturada sobre cada uma das iniciativas promovidas pela APDC. Pretende-se facilitar, a todos os interessados, um arquivo com os conteúdos mais relevantes de cada evento, que poderá ser consultado em www.apdc.pt

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt