Views
1 year ago

28º Digital Business Congress

  • Text
  • Apdc
  • Congresso
  • Empresas
  • Nova
  • Forma
  • Dados
  • Clientes
  • Plataforma
  • Tecnologia
  • Portugal
  • Digital
  • Orador
Congresso APDC 2018

MEO SUPERA 1,5 MILHÕES

MEO SUPERA 1,5 MILHÕES DE CLIENTES DE TV PAGA O serviço de televisão por subscrição da MEO, da Altice Portugal, alcançou um marco histórico, ao ultrapassar os 1,5 milhões de clientes. Este feito representou um novo passo na sua história de lançamentos inovadores e pioneiros e na relação de confiança que tem com cada um dos seus clientes. O objetivo é conquistar a liderança, também, do segmento de TV, depois de pelo terceiro trimestre consecutivo ter sido responsável por mais de 60% do crescimento total do mercado de TV por subscrição em Portugal. Esta conquista é resultado do investimento da Altice Portugal em inovação, com o lançamento, no 1º trimestre, de uma nova set-top box WiFi (Sofia), de um novo user interface de TV e de uma nova experiência de atendimento ao cliente. Foi ainda disponibilizada uma nova oferta disruptiva, altamente personalizável, sem período de fidelização, permitindo aos clientes da MEO criar um pacote de serviços totalmente per- sonalizado – o MEO By. Estes novos produtos e serviços colocam o grupo na liderança, quando se trata de inovação e melhoria da experiência do cliente. Resulta ainda da estratégia clara de fazer chegar fibra ótica de última geração a todo o território nacional, tornando Portugal no país europeu com maior cobertura de fibra – a fibra da Altice chega já a mais de 4,3 milhões de casas –, bem como no investimento na modernização das redes móveis de nova geração que no final do 2º trimestre atingiram uma cobertura populacional de 98,5% no 4G e 73% no 4G+. Esta é mais uma prova de que a estratégia da Altice Portugal para o país e para o setor é uma aposta ganha: apresentar os melhores serviços e produtos e definir as tendências do setor, a cada ano, a cada marco, com a consciência de que cada cliente traduz uma nova razão para reforçar o rigor, o pioneirismo, a inovação, a estratégia e a liderança. RANDSTAD TRANSFORMA COMUNICAÇÃO COM TRABALHADORES Dispor de uma tecnologia para acelerar a comunicação entre a empresa e os colaboradores, permitindo ir ao encontro das necessidades das duas partes, é a proposta de valor do YouPlan, a solução da Randstad já disponível no mercado nacional. Trata-se de uma ferramenta que permite às empresas gerir escalas, planear turnos, propor horas extra, introduzir avaliações, registos de horas e ainda comunicar de forma imediata com as suas pessoas. Permite acelerar a contratação, ao comunicar em tempo real com todos os colaboradores, com informações profissionais de seu interesse, como horário de trabalho ou banco de horas, podendo o trabalhador aceitar de imediato novos turnos ou horas extra. O YouPlan está incluído na oferta de trabalho temporário e outsourcing da Randstad, não representando um custo acrescido aos clientes, mas sim um benefício na sua gestão de talento. Pode ser implementado de duas formas: em modelo YouPlan, em que o cliente é que gere toda a informação na aplicação, ou em WePlan, situação em que a Randstad gere todos os dados no cliente. “Há várias soluções no mercado, mas muito focadas no trabalho administrativo. O YouPlan vai mais longe. Trata-se de uma ferramenta que responde a todas as necessidades de registo e planeamento das organizações, mas que comunica em tempo real com os trabalhadores através da aplicação móvel myRandstad, garantindo que os talentos passam a ter informação relevante na palma da sua mão, 365 dias do ano”, refere José Miguel Leonardo, CEO da Randstad Portugal. Esta oferta já está em 8 empresas que representam mais de 500 trabalhadores e a expectativa para este ano é elevada. A Randstad acredita que a solução é disruptiva no mercado e que aproximará a oferta e a procura. Além de Portugal, EUA, França, Suíça, Itália e Bélgica são os países já envolvidos. 6 ALTRAN FECHA PARCERIA COM OUTSYSTEMS A Altran, líder mundial em serviços de engenharia e R&D, estabeleceu uma parceria estratégica com a OutSystems para acelerar o desenvolvimento de novos serviços e produtos nos mercados onde atualmente opera. O acordo visa proporcionar aos clientes da Altran puderem usufruir da facilidade de integração e rapidez de implementação, asseguradas pela plataforma da OutSystems. Este objetivo é essencial para o aumento da proposta de valor da Altran e para o desenvolvimento de soluções inovadoras para os seus clientes. Bruno Casadinho, COO da empresa, diz que “na Altran, em tudo o que fazemos, acreditamos que é importante pensar de forma diferente e inovadora, desafiando o status quo. A parceria celebrada com a OutSystems é a prova que estamos conscientes das tendências tecnológicas, representando um marco importante na consolidação e reforço da oferta de serviços para os nossos clientes. O objetivo é desenvolver um Centro de Excelência na tecnologia da OutSystems à escala mundial. Estamos confiantes que esta plataforma será a base para muitas das soluções que iremos desenvolver num futuro próximo”. Através da parceria com a Outsystems, a plataforma será aplicada aos clientes da Altran nas áreas de Pesquisa e Desenvolvimento, Inovação e Design, Desenvolvimento, Automação e Big Data e Analytics. AXIANS TRANSFORMA RELACIONAMENTO DO GRUPO AGEAS COM CLIENTES A Axians Portugal implementou nos contact centers do Grupo Ageas Portugal (Ageas Seguros e Seguro Directo) uma nova plataforma, mais avançada tecnologicamente e com foco na melhoria da experiência dos seus clientes, impactando positivamente os resultados do seu negócio. O projeto resultou da necessidade de implementar uma nova plataforma de contact center que mantivesse a operacionalidade do serviço ao cliente e garantisse uma simples e suave transição entre plataformas, dando um salto qualitativo de funcionalidades e inovação. A Axians Portugal implementou uma solução baseada no One IT Contact Center as a Service, suportada na tecnologia Collab, totalmente integrada com novos canais, como redes sociais e vídeo e que permitiu obter uma visão unificada do consumidor através de todos os canais de comunicação disponíveis. Desta forma, utilizando uma plataforma omnicanal, foi possível reconstituir a experiência do cliente Ageas Seguros e Seguro Directo de forma independente do canal utilizado. “Com esta solução plenamente implementada, a Ageas Seguros e Seguro Directo ficam desde já capacitados para a adoção a muito breve prazo de novas tecnologias contact automation, advanced analytics e artificial intelligence nomeadamente Bots. Assegurar uma transição de plataforma deste tipo neste prazo recorde, com tal melhoria da satisfação do cliente e impacto direto no negócio, deixando ainda tal potencial tecnológico instalado, enche-nos de orgulho, na medida em que cumpre a plenitude da nossa promessa enquanto marca: the best of ICT with a human touch”, diz Paulo Ferreira, diretor executivo da Axians Portugal. IBM E MAERSK LANÇAM NOVA SOLUÇÃO DE BLOCKCHAIN A IBM e a dinamarquesa A.P. Moller Maersk lançaram a TradeLens, solução na área do transporte marítimo que tem por base tecnologia blockchain. A nova plataforma procura dar mais transparência e simplicidade aos processos de expedição e acompanhamento de mercadorias entre diferentes fronteiras e zonas comerciais, promovendo um comércio global mais eficiente e seguro e oferecendo maior inovação a toda a indústria. Anunciada pela primeira vez em janeiro, como um projeto-piloto, a TradeLens está já em funcionamento e conta com 94 parceiros em todo o mundo, como mais de 20 portos e operadores de terminais, autoridades alfandegárias, transitários e operadores logísticos que enviam e/ou transportam mercadorias para todo o mundo. Destacam-se os portos de Halifax (Canadá), Roterdão (Países Baixos) e Bilbao (Espanha) e as autoridades da Arábia Saudita, Países Baixos, Singapura, Austrália e Perú. Foram captadas mais de 154 milhões de atividades de transporte na plataforma, sendo que estes dados estão a crescer ao ritmo de quase um milhão por dia. As transações comerciais globais continuam a crescer em custo, escala e complexidade e todos os anos são transportados mais de 4 biliões de dólares em produtos, sendo que cerca de 90% dos bens consumidos diariamente são transportados por via marítima. Estima-se que só o processamento e a gestão da documentação comercial necessária para gerir muitas dessas mercadorias representem 1/5 dos custos reais do transporte físico. A TradeLens permitirá reunir todo o ecossistema numa única plataforma através da tecnologia blockchain, potenciando a colaboração e a partilha de informações em tempo real sobre cargas e transporte, incluindo sensores de IoT com dados que podem ir desde o controlo de temperatura até ao peso do contentor.

7www.apdc. pt ACCENTURE É ELEITA PARCEIRO DO ANO DA MICROSOFT A Accenture foi reconhecida como parceiro do ano para a área de Transformação Digital pela Microsoft Portugal. Esta distinção foi atribuída no âmbito da edição deste ano do Inspire, o evento mundial da Microsoft Corporation dedicado ao ecossistema global de parceiros. “Este prémio reconhece a forte parceria da Accenture com a Microsoft no apoio à transformação digital dos negócios dos nossos clientes. O contínuo trabalho que desenvolvemos na digitalização de diversas indústrias só é possível com par- ceiros que possuem elevado know-how tecnológico e têm capacidade de inovação, como é o caso da Microsoft. Queremos ser relevantes para os clientes e distinguirmo-nos da concorrência no serviço que oferecemos”, afirma Pedro Lopes, Managing Director responsável pela Accenture Technology em Portugal. DSTELECOM EXPANDE REDE A MAIS 34 MUNICÍPIOS A Cube Infrastructure Managers (CIM), um dos principais gestores europeus de fundos de infraestruturas, concretizou no início deste ano uma parceria com o Grupo dst no sentido de acelerar a expansão nacional e internacional da dstelecom como operador neutro de redes de telecomunicações. A primeira materialização desta parceria será a expansão da rede de fibra ótica da dstelecom, que atingirá até 2020 uma cobertura de 500 mil casas e 40% dos municípios do país. Para isso, os novos segmentos da rede continuarão a integrar as mais modernas tecnologias disponíveis para acomodar o acesso partilhado de todos os operadores de telecomunicações do país que, na sua maioria, estão já a utilizar a rede existente. Além do aumento do investimento nas operações atuais da dstelecom, a parceria permitirá alargar o âmbito de atuação em duas novas frentes: estender o negócio da dstelecom a outras geografias, nomeadamente Espanha; e facilitar a expansão das atividades de desenvolvimento e gestão de infraestruturas de acesso aberto a outro tipo de ativos de telecomunicações, com base na experiência acumulada pela CIM no investimento em outras empresas de telecomunicações, incluindo operadores de cabos submarinos. VODAFONE LANÇA 5G HUB PARA IMPULSIONAR REDE MÓVEL A Vodafone Portugal criou um laboratório de inovação para impulsionar a rede móvel do futuro, o 5G Hub. Localizado na sede da empresa, em Lisboa, o 5G Hub será um centro aberto de produção de conhecimento e inovação, que vai reunir parceiros ligados ao setor das telecomunicações, indústria, universidades, investigadores e startups. O objetivo é criar um ecossistema propício ao desenvolvimento da nova tecnologia, para que se tire partido de todas as potencialidades que o 5G apresenta. “Para a Vodafone, a criação deste centro nevrálgico de inovação é um imperativo. Por um lado, é um testemunho das nossas maiores obsessões diárias - a inovação, esse desígnio de criar e de chegar mais longe, tornando o mundo mais próximo e antecipando o Futuro, fazendo-o de forma aberta à sociedade e em prol do desenvolvimento e competitividade do País. Por outro, é uma consequência do ambicioso plano de investimento que a Vodafone pôs em marcha nos últimos cinco anos e que atingiu mais de mil milhões de euros”, afirma Mário Vaz, CEO da Vodafone Portugal. No âmbito do projeto, foi assinada uma parceria estratégica com a Ericsson para a construção e desenvolvimento do 5G em Portugal, assim como um memorando de colaboração para a promoção e aceleração da rede de quinta geração e do laboratório de inovação. O centro de inovação está aberto à participação de universidades de referência, como o Instituto Superior Técnico e a Faculdade de Engenharia do Porto, bem como outras que se venham a juntar no futuro. Também fazem parte deste hub a UPTEC – parque tecnológico que presta apoio e mentoria a startups, bem como o Vodafone Power Lab, incubadora de projetos de empreendedorismo. Com este laboratório, a Vodafone compromete-se a criar as condições necessárias para se testarem e concretizarem casos práticos, disponibilizando para isso rádios 5G standard assim que estejam disponíveis e o acesso a uma rede core e plataformas de serviços. A par disso, serão instaladas antenas 5G nos polos universitários que integrem o hub, para que os alunos possam ter acesso a esta tecnologia e consigam materializar as suas ideias que, de outra forma, só seriam possíveis quando a rede móvel do futuro ficar comercialmente disponível. NOVABASE APOSTA EM PLATAFORMA COGNITIVA A Novabase criou uma nova Plataforma Cognitiva que tem como objetivo aumentar a eficácia dos consumidores em tarefas de pesquisa e inserção de dados, estando já a incorporá-la nas soluções que disponibiliza aos seus clientes. Com esta plataforma digital, passou a ser possível a um qualquer utilizador receber ajuda automática em pesquisas ou inserção de dados referentes, por exemplo, a uma atividade profissional, um bem de consumo, ou um código de atividade económica, eliminando a necessidade de conhecer a terminologia técnica usada pelos prestadores de serviços. O utilizador pode descrever a atividade em vez de selecionar um código que desconhece, identificar um bem como o conhece em vez de usar a terminologia usada pelas autoridades, descrever uma oferta de emprego em vez de selecionar a profissão, o que resulta num forte aumento da qualidade e eficiência operacional dos prestadores do serviço. O potencial da inteligência artificial tem também chegado a outros setores onde a Novabase atua. Exemplo disso são os Serviços Financeiros, para onde a empresa desenvolveu uma solução de otimização da análise de informação financeira e de investimento com base num sistema inteligente de pesquisa e recomendação para um dos maiores bancos norte-americanos. Outro exemplo de aplicação deste tipo de tecnologia vem do setor das Utilities, que está a investir em IA para detetar e identificar novos tipos de comportamento irregular, ou das Telecomunicações, onde a empresa está já a trabalhar na gestão do sistema de uma rede de telecomunicações com milhares de equipamentos, automatizando a operação do seu centro de operações. ANACOM TEM EM CONSULTA PÚBLICA DOIS REGULAMENTOS A ANACOM tem em curso duas consultas públicas: uma sobre o segundo projeto de regulamento relativo à segurança e à integridade das redes e serviços de comunicações eletrónicas, que termina a 3 de outubro; outra sobre o projeto de regulamento do registo dos prestadores de serviços postais, que decorre até 4 de outubro. As consultas públicas são o instrumento por excelência de comunicação da ANACOM com o setor e a sociedade em geral. Através delas, o regulador dá a conhecer as suas posições e recolhe contributos sobre as mesmas, antes de tomar decisões definitivas sobre qualquer matéria, contribuindo assim para a previsibilidade regulatória. Um mecanismo tanto mais relevante quanto é certo que as decisões do regulador têm impacto na vida das pessoas e das empresas, pelo que é importante que estas conheçam, tão cedo quanto possível, o sentido dessas posições e lhes seja dada a oportunidade de se pronunciarem sobre as mesmas. A consulta pública é assim o principal instrumento para auscultar o setor e a sociedade. Pretende-se que sejam amplamente participadas pelos stakeholders: prestadores de serviços, associações representativas dos direitos dos consumidores, fabricantes de equipamentos, autarquias, organizações do sistema científico e tecnológico nacional e consumidores, entre outros. O objetivo é ter contributos variados e uma pluralidade de perspetivas, contribuindo para a melhoria da qualidade da decisão do regulador. Todas as consultas públicas lançadas pela ANACOM são divulgadas no seu sítio na internet.

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt