Views
1 year ago

25º Congresso das Comunicações

  • Text
  • Mercado
  • Portugal
  • Nova
  • Presidente
  • Oradores
  • Apdc
  • Tecnologia
  • Novas
  • Digital
  • Todas
Congresso APDC 2015

Vodafone reforça

Vodafone reforça posição nos serviços M2M Microsoft distinguida pela Gartner tem Surface Pro 4 à venda Pelo segundo ano consecutivo, a Vodafone manteve a posição de liderança mundial no Gartner’s Magic Quadrant em Gestão de Serviços Machine-to-Machine (M2M), a nível mundial, nas categorias de “capacidade de execução” e “abrangência de visão”. O grupo liga clientes globais há mais de 20 anos, sustentando a sua tecnologia algumas das aplicações M2M mais destacadas e de maior sucesso a nível mundial, de parquímetros inteligentes e automóveis conectados, a gestão de frotas e aplicações mHealth. A Vodafone foi também considerada a melhor fornecedora de comunicações M2M por um estudo independente da Analysys Mason, distinção que acontece pelo quarto ano consecutivo, um feito nunca antes alcançado por outro operador. O Analysys Mason M2M Scorecard é um estudo independente e rigoroso dos atributos e capacidades dos maiores fornecedores de serviços de comunicação M2M do mundo. Cada fornecedor é avaliado em cinco critérios: escala e execução; capacidade tecnológica; apoio ao cliente e pós-venda; parcerias; e estrutura organizacional. Desde 2011 que a Vodafone é único fornecedor líder nos cinco critérios. A Microsoft foi distinguida como líder no Quadrante Mágico da Gartner na categoria de Operational Database Management Systems, pelo terceiro ano consecutivo. Este ano, a gigante destaca-se de todos os outros fornecedores, tanto no que diz respeito à capacidade de execução e visão com o SQL Server e com o Microsoft Azure. Em comparação com o relatório do ano anterior, a Microsoft ultrapassou a Oracle para a posição mais elevada no Quadrante Mágico da Gartner. Entretanto, no mercado nacional, o grupo já esta a comercializar o Surface Pro 4. Além de ser mais fino, mais leve e mais rápido que os seus antecessores, executa o Microsoft Office e o Windows 10 na perfeição. Nokia Networks entra no mercado de infraestrutura cloud CATÓLICA LISBON Executive Education: a melhor Business School Pelo segundo ano consecutivo, a Vodafone manteve a posição de liderança mundial no Gartner’s Magic Quadrant em Gestão de Serviços Machine-to-Machine (M2M), a nível mundial, nas categorias de “capacidade de execução” e “abrangência de visão”. O grupo liga clientes globais há mais de 20 anos, sustentando a sua tecnologia algumas das aplicações M2M mais destacadas e de maior sucesso a nível mundial, de parquímetros inteligentes e automóveis conectados, a gestão de frotas e aplicações mHealth. A Vodafone foi também considerada a melhor fornecedora de comunicações M2M por um estudo independente da Analysys Mason, distinção que No ano em que celebra o seu 150º aniversário, a Nokia continua a inovar e a reinventar-se. É o primeiro fornecedor a agregar eficazmente os domínios de telco cloud e de TI, com o lançamento da sua solução Air- Frame Data Center. Esta é a primeira oferta que combina os benefícios das tecnologias de cloud computing com os rigorosos requisitos de core e rádio do mercado das telecomunicações. A solução está preparada para o 5G e suporta uma visão de uma arquitetura de cloud mais flexível e distribuída, fundamental para as necessidades futuras ao nível de latência e de processamento de dados. Ao implementar uma arquitetura completa de telco cloud, os operadores são confrontados com necessidades restritas de latência e um poder de processamento extremamente alto. A nova solução responde pela primeira vez a estas exigências e agrega de forma eficaz as áreas de telecomunicações e TI numa única solução, utilizando tecnologia Intel® de alta performance. acontece pelo quarto ano consecutivo, um feito nunca antes alcançado por outro operador. O Analysys Mason M2M Scorecard é um estudo independente e rigoroso dos atributos e capacidades dos maiores fornecedores de serviços de comunicação M2M do mundo. Cada fornecedor é avaliado em cinco critérios: escala e execução; capacidade tecnológica; apoio ao cliente e pós-venda; parcerias; e estrutura organizacional. Desde 2011 que a Vodafone é único fornecedor líder nos cinco critérios. TMT da DELOITTE distinguida pelos Brightman Awards RENTELECOM: um operador neutral no espaço ibérico O negócio de Technology, Media and Telecommunications (TMT) da Deloitte, liderada por António Lagartixo, viu a área de consultoria ser distinguida pelos Brightman Awards. Foi premiado p desenvolvimento de uma arquitetura de referência de Business Intelligence/ Analytics para as Telecom – Business Intelligence for Telecomunications (BiT). Trata-se de uma distinção mundial atribuída pelo carácter inovador da solução desenhada e implementada pela equipa de Portugal. A subsidiária tem sido uma aposta da Deloitte, sendo uma das operações com a certificação para o desenvolvimento de projetos sob a marca Deloitte Digital. Esta certificação baseia-se numa equipa de profissionais dedicados exclusivamente à oferta Deloitte Digital, com metodologias específicas e avançadas de trabalho. A área de TMT foi ainda reconhecida mundialmente pela rede global como hub global de referência na engenharia de telecomunicações, apoiando a realização de projetos a nível mundial. Espectral disponibiliza soluções para redes de telecomunicações Como um dos principais fornecedores de soluções e sistemas de teste e medida para o mercado nacional de telecomunicações, a empresa disponibiliza as ofertas da Viavi Solutions. Esta fabricante líder de equipamentos de teste de comunicação, especializada em cobre, fibra, Wireless e em todas as camadas de transferência de informação, dispõe de equipamentos de teste que abrangem todas as fases da instalação, certificação, manutenção e solução de problemas de redes com e sem fios. Pelo que ajuda os operadores de telecomunicações a resolver os obstáculos mais difíceis na sua rede, através de soluções que lhe permitem e implantar com êxito as redes de amanhã. Permite, nomeadamente, transições suaves para tecnologias de próxima geração como NFV/SDN. E tem um portfólio integrado de instrumentos habilitados para a cloud, sistemas, automação, software e serviços para testes de rede, otimização de performance e garantia de serviço. A RENTELECOM continua a afirmar-se como operador neutral em Portugal e no espaço ibérico. Disponibiliza serviços de fibra ótica escura sobre redes elétrica e de gás numa extensão total superior a 8 mil quilómetros de cabos, incluindo sete ligações a Espanha, sendo acessível em mais de 100 pontos de acesso em Portugal. E dispõe de serviços de housing nos Datacenters em Lisboa e Porto, operados de forma neutral, já que estão neles todos os operadores de telecomunicações. No setor da energia, tem uma abordagem direta e diferenciadora, de que são exemplo a implementação de quatro projetos de comunicações para os maiores e mais recentes aproveitamentos hidroelétricos em Portugal - Baixo Sabor, Ribeiradio Ermida, Venda Nova III e Salamonde II, num total de mais de 1200MW de potência instalada. Na área da energia eólica, fornece serviços de comunicações a mais de 30 parques eólicos e fechou recentemente contratos para fornecer serviços a novos parques eólicos. 6 251122 APDC JORNAL_CONGRESSO_2015 v3.indd 6 11/23/15 5:18 AM

Novabase reforça ganhos com aposta na internacionalização A aposta na internacionalização está a dar frutos na Novabase. E já representa 45% da sua atividade total, tendo as receitas no exterior crescido 25% nos nove primeiros meses de 2015. Só as operações na Europa aumentaram 55%, sendo já metade da atividade não doméstica. Os serviços subiram 12%, impulsionados pela forte expansão do negócio de Business Solutions fora de Portugal. Até setembro, a tecnológica faturou 169,3 milhões de euros, mais 7% que um ano antes. E os lucros cresceram 116%, para 4,4 milhões. Resultados conseguidos num cenário de condições adversas em alguns dos mercados em que atua. Para 2016, o presidente e CEO da Novabase, Luis Paulo Salvado espera “manter como prioridade a internacionalização, adequando as nossas apostas e respetivos meios ao potencial e à situação específica de cada mercado.” Fibra ótica da PT chega a mais 3 milhões de casas A Portugal Telecom vai investir na cobertura de mais três milhões de lares com fibra num timing a cinco anos, a um ritmo de 600 mil casas por ano, num total de 30 mil km de cabo de fibra. Concretizado este investimento, terá uma cobertura de 5,3 milhões de lares que passarão a ter acesso a serviços de internet de alto débito e elevada qualidade fornecidos pela PT. A rede levará a fibra a locais onde até agora existia apenas uma única opção de tecnologia. Será utilizada uma nova tecnologia 100% portuguesa, que permite a evolução da atual velocidade da fibra de acesso de 2,5 Gbps/1,25 Gbps (download/upload) para velocidades de 40 Gbps/40 Gbps até 80 Gbps/80 Gbps, 16 a 32 vezes mais rápidas que as existentes hoje em dia. A tecnologia NGPON2, que será disponibilizada comercialmente no 1º trimestre de 2016, coexistirá com a atual tecnologia GPON, sem necessidade de investimentos adicionais na infraestrutura da rede atual e permitindo hipervelocidades simétricas. Conectividade IoT da Ericsson traz eficiência aos produtores de vinho A Ericsson visiona uma Sociedade em Rede onde todos e tudo será conectado, o que será possível com novas tecnologias e novos ecossistemas de negócios. A IoT desempenha um papel importante nesta oportunidade de crescimento, já que tem o potencial de transformar todas as indústrias. O vinho é uma delas. A fabricante participa num projeto-piloto, em colaboração com a Intel, Telenor Connexion e MyOmega System Technologies, para construir um serviço de conectividade segura de IoT que suporte uma produção de vinho mais eficaz. Permitirá que os vinicultores recolham dados sobre a humidade do ar e solo, temperatura e intensidade solar através de sensores e gateways de IoT da Intel conectados a um serviço de cloud. Os dados podem ser utilizados para realizar a análise preditiva e de suporte à gestão de recursos e monitorização remota em tempo real, potenciando uma produção de maior qualidade, menores custos e menor impacto ambiental para os vinicultores. Gfi avança com aumento de capital em Portugal A Gfi Portugal realizou um aumento de capital para 1,5 milhões de euros. A relevância estratégica da operação, suportada pelo crescimento da atividade nacional e nearshore, justifica o reforço. A empresa tem fortalecido a sua posição com uma aposta clara na prestação de serviços de valor acrescentado, nomeadamente nas áreas de Consultoria e Enterprise Solutions, e no desenvolvimento de produtos inovadores. Outra aposta é o Centro de Serviços de Lisboa – responsável pelo desenvolvimento de software e aplicações de negócio em tecnologias Microsoft e pelas áreas de Mobilidade, Inovação e Business Intelligence – que este ano prevê duplicar a sua produção. HP apresenta as impressoras mais seguras do mundo Itconic quer ser empresa de referência na gestão de infraestruturas de TI Desde setembro, a Telvent Global Services passou a ser a nova Itconic. Nesta nova fase, o projeto passa por transformar a empresa numa referência em Espanha e Portugal na transformação e gestão das infraestruturas e sistemas de IT dos seus clientes. A Itconic gere hoje a maior plataforma de Centros de Dados na A HP disponibilizou as três impressoras empresariais LaserJet com o maior nível de proteção de sempre contra software malicioso. A forte aposta na segurança faz parte duma vasta estratégia da HP que visa oferecer as soluções mais seguras do mercado de PC e impressoras. As novas impressoras dispõem de dispositivos de segurança de autorrecuperação incorporados e de níveis de proteção que incluem o próprio BIOS. Tendo em conta que 56% das empresas não incluem as impressoras nas suas estratégias de segurança de terminais, as novas impressoras HP LaserJet Enterprise e MFP, dotadas de características de segurança únicas no mercado, respondem a esta necessidade. A HP também ajuda os seus clientes a protegerem o ambiente de impressão com soluções que permitem gerir a segurança deste, através de diretrizes pré-definidas. São os próprios responsáveis de TI que estabelecem e mantém configurações de segurança. Península Ibérica, cumprindo elevados standards de qualidade que asseguram a continuidade das infraestruturas de TI em 24/7 e suportam os sistemas críticos do negócio. O modelo de negócio da empresa assenta em quatro pilares fundamentais: Serviços de Datacenter, Serviços Cloud, Serviços IT geridos 24/7 e Serviços de Cibersegurança. E tem apostado em soluções baseadas em clouds hibridas, procurando ser uma referência na transformação e migração para a nuvem, com uma solução de brokerage de clouds públicas suportada sob uma plataforma de infraestrutura como um serviço IaaS que permite uma interconexão robusta, flexível e segura. dstelecom expande redes de banda larga fora das grandes cidades No primeiro ano de operação, a dstelecom consolidou, em termos operacionais e financeiros, um modelo colaborativo de rede aberta multioperador. O modelo garante a prestação de serviços de conectividade e acesso em fibra ótica com qualidade e preços que só estavam disponíveis nas maiores cidades do país às regiões do Norte, Alentejo e Algarve. Com equidistância e transparência para todos os operadores. A empresa está agora a estender a rede às zonas adjacentes às 300 mil casas já cobertas com fibra, com investimento próprio e através de parcerias com clientes, entidades internacionais e outros operadores. Em 2016, espera materializar vários projetos integrados no âmbito das Cidades Inteligentes, que conjugam a experiência de trabalho com as câmaras municipais nas redes de telecomunicações com competências complementares de engenharia, energia, ambiente e inovação disponíveis dentro do grupo empresarial dst. 7 www.apdc.pt 251122 APDC JORNAL_CONGRESSO_2015 v3.indd 7 11/23/15 5:18 AM

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt