Views
1 year ago

21 - Digital Business Breakfast | Mobility- As-A-Service

  • Text
  • Forma
  • Jorge
  • Nova
  • Transportes
  • Cidades
  • Mercado
  • Operadores
  • Maas
  • Digital
  • Mobilidade
4 abril 2017 Ritz Four Seasons

DIGITAL BUSINESS

DIGITAL BUSINESS BREAKFAST Rui Bento General Manager - Uber “As grandes cidades do mundo são muito heterogéneas. Mas todas têm um desafio comum: os grandes congestionamentos de tráfego. O desafio é darmos às pessoas opções além do carro próprio” “É preciso garantir um sistema onde a regulação seja revista periodicamente, para acompanhar as mudanças rápidas da tecnologia. A regulação deve ser aberta, para poder acomodar a inovação. São dois princípios base muito importantes” “Há muitas oportunidades e um espaço muito grande para explorar. O importante é trabalhar no que pode ser o próximo passo” Pedro Afonso CEO - Axians Portugal “As novas gerações tão disponíveis para consumir serviços. Essa viagem é inevitável e vai acontecer. Temos que que preparar os nossos negócios para uma nova realidade” “Quanto estamos a falar de fazer revoluções culturais, temos que ter um sentido maior na utilização da nova plataforma. A eficácia é um ingrediente, assim como o tipo de energia utilizada. Nos próximos anos, o tema da mobilidade estará agarrado à condição energética” “Só há duas formas de resolver a dificuldade de partilha de dados entre operadores: ou há interesse económico ou há um regulador que o impõe. Não há outra forma possível de fazer acontecer”

7 uma mudança” já visível, que a Brisa tem vindo ela própria a viver e a promover. A experiência tem mostrado que “é difícil pôr todos os operadores a trabalhar debaixo de uma só oferta”. Mas, sendo complexo, é possível, desde que todos percebam as vantagens. É que, como garante Pedro Afonso, a tecnologia existe. O que falta é mudar mentalidades. No caso da Axians, sendo um integrador para operadores, a experiência mostra que “quando estamos a falar de fazer revoluções culturais, há que ter um sentido maior na utilização da nova plataforma”. O que passa por dois ingredientes fundamentais: a eficácia no trajeto e o tipo de energia utilizada. O CEO da Axians explica ainda que “ao nível do transporte público ou coletivo, há uma espécie de ‘as a service in place’ há muito tempo. A questão é como, através das plataformas digitais, passamos a ter o contexto do utilizador, que deixa de ser indiferenciado”. Toda a oferta terá que passar a ser desenhada em função da necessidade de cada cliente. Também Sampo Hietanen reconhece que na criação de um ecossistema de mobilidade numa cidade, com serviços que sejam verdadeiras alternativas para as pessoas, o desafio continua a ser juntar todos os players. Na Finlândia, o processo não tem sido fácil. Por isso, o CEO da MaaS Global defende ser essencial o apoio dos municípios e governos. “Este mercado tem que ser puxado, através de elementos-chave, como legislação adequada e estratégias e visões bem definidas para a cidade. Garantindo que quem investe tem retorno” e que as regras do jogo são iguais para todos, diz. Sendo as alterações tecnológicas aceleradas, Rui Bento defende a necessidade de uma evolução rápida da legislação e da regulação. No fundo, “ter um processo suficientemente robusto para Jorge Sales Gomes, CEO da BIT, apresentou a nova marca, a A-to-Be, para se posicionar na MaaS ser revisto regulamente e uma regulação inclusiva o suficiente para acomodar a inovação tecnológica. São dois princípios base muito importantes”, destaca. A partilha de dados também é essencial para garantir um serviço com valor, que responda eficazmente às necessidades dos clientes. Mas as resistências são muitas. Para Pedro Afonso, só há duas formas de resolver o problema: ou há interesse económico ou o regulador tem que o impor. RENTABILIZAÇÃO E DADOS SÃO DESAFIOS Mas como é que se rentabilizam as aplicações e os serviços de mobilidade, tendo em conta que as operações de transportes são, tradicional-

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt