20 - APDC | Secção Portugal Outsourcing

  • Outsourcing
  • Randstad
  • Emprego
  • Municipal
  • Postos
  • Apdc
  • Empresas
  • Projetos
  • Castelo
  • Branco
Câmara Municipal de Castelo Branco, 2017

APDC |

APDC | SECÇÃO PO - Câmara de Castelo Branco Captar investimento de base tecnológica Há municípios do interior do país que não baixam os braços e que tentam travar a crescente desertificação das suas regiões com estratégias de captação de investimentos diferenciadoras. Castelo Branco é um exemplo. E quer mais projetos de base tecnológica, que permitem a criação de emprego qualificado. A Câmara Municipal de Castelo Branco quer intensificar a estratégia de captação de investimentos que tem vindo a desenvolver. Para isso, posiciona-se como local privilegiado para a instalação de projetos de base tecnológica e criação de postos de trabalho qualificados. Às empresas, o município disponibiliza um conjunto de incentivos, desde as infraestruturas e o apoio nas áreas técnicas até à formação à medida, construindo verdadeiros projetos em parceria. PT Contact, SIBS Processos e Randstad já são os principais empregadores da região. Depois de ter sido a primeira autarquia do país a tornar-se Associada APDC e membro da Secção Portugal Outsourcing, com o objetivo reforçar a sua visão e garantir investimentos sustentados, a Câmara de Castelo Branco promoveu uma visita ao concelho, onde participaram vários responsáveis das Associadas da APDC. PROJETOS CONCRETOS MOSTRAM SUCESSO Esta iniciativa, que decorreu a 28 de março, permitiu ver in loco os maiores projetos já implantados na cidade. A PT Contact foi a primeira empresa a ser visitada. Tem em Castelo Branco dois contact centres do grupo agora detido pelos franceses da Altice. Em conjunto, empregam mais de 600 pessoas, numa aposta que passa pela parceria com a câmara. No centro mais recente, que abriu em 2014, já se ultrapassaram as expetativas. Tem mais de 300 pessoas a trabalhar, das quais 81% estão em full-time, o que contribui para a fixação de recursos humanos no concelho. A contrapartida dada pela câmara à instalação da PT e à criação de emprego passa pela cedência de instalações a custo quase zero e pelo apoio técnico. A Manpower é a responsável pela gestão do projeto em outsourcing. Já no caso da SIBS Processos, prepara-se para mais que duplicar a sua operação em Castelo Branco. No seu contact center, que presta serviços em regime de outsourcing para empresas de vários setores, como banca e telecomunicações (a Vodafone é um dos casos), trabalham 319 pessoas atualmente. O projeto arrancou há sete anos e só no ano passado criaram-se mais 105 novos postos de trabalho. Ao lado do edifício atual, disponibilizado pela câmara, já nasceu um novo edifício,

3 O Presidente da Câmara Municipal, Luís Santos Correia, que captar para a região mais investimento de base tecnológica e mais emprego qualificado que se espera estar concluído em julho e que terá capacidade para mais 350 pessoas. Só aí, a câmara investiu 1,2 milhões de euros. Em troca, quer postos de trabalho para a região. No contact center da Randstad, só se fala mesmo francês. É que o projeto presta serviços exclusivamente para a francesa SFR, do grupo Altice, onde está também a PT Portugal. Garantir pessoas com fluência na língua foi o desafio da empresa, que tem vindo a abrir no mercado nacional vários projetos similares para prestar serviços à Altice. A parceria com a Câmara, com o IEFP local e com o Politécnico de Castelo Branco garantiu o sucesso. Hoje, este centro da Randstad tem cerca de 200 colaboradores, mas deverá continuar a crescer pelo menos até aos 240. Do total de efetivos, 72% estavam anteriormente desempregados. E considerado um call center de referência na Altice, que tem uma parceria com a Randstad para a prestação em outsourcing destes serviços. CRIAR CONDIÇÕES E INOVAÇÃO SOCIAL A visita à realidade empresarial de Castelo Branco passou ainda pelo CEI - Centro de Empresas Inovadoras. Tendo como missão apoiar empreendedores e empresas no processo de desenvolvimento efetivo das ideias de negócio, transformando-as em realidades empresariais sustentáveis, já apoiou quase quatro dezenas de projetos de base tecnológica. Para além de muitos outros noutras áreas. Muitos deles já com sucesso internacional, o que permite o desenvolvimento da região e da comunidade empreendedora. Depois destas visitas, decorreu um almoço

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt