Views
1 year ago

18 - Digital Business Dinner Reservado

  • Text
  • Reservado
  • Jovens
  • Capacidade
  • Rollo
  • Digital
  • Criar
  • Fernanda
  • Sistema
  • Empresas
  • Ensino
Fernanda Rollo - Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior 23 fev 2017 Ritz Four Seasons Hotel Lisboa

Digital

Digital Business Dinner Reservado Fernanda Rollo Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior “Precisamos de ajuda e colaboração para identificar objetivos e para convergir mais, garantindo mais inovação, mais investimento, mais capacidade e uma maior dinâmica” “Em Portugal temos tido dificuldades em acertar o passo, mas temos muitos bons exemplos de colaboração e parceria que importa replicar” “Além dos desafios da tecnologia e ciência, que as universidades têm obrigação de antecipar, em conjunto com as empresas, temos hoje uma grande robustez no Ensino e na C&T. Estamos a evoluir e temos capacidade instalada e competências. Precisamos é de juntar vontades e de ter um plano articulado” “Boa parte das profissões e dos trabalhos do futuro são ainda difíceis de vislumbrar. Mas a verdade é que alguns problemas têm que ver com competências digitais, onde é clara a escassez de recursos. Há muito por fazer a jusante da formação profissional” “Temos que criar contextos mais apetecíveis para os nossos jovens, com aproximação ao tecido empresarial. Temos que ter ofertas formativas mais sintonizadas com o mundo empresarial. Será interessante para todos” “No espaço europeu, há muitos exemplos de experiências de aprendizagem no terreno com as empresas, em projetos de parcerias de muitos anos. Portugal tarda em fazê-lo, mas temos essa dimensão para recuperar” “Há projetos a arrancar com experiências focadas em consórcios entre empresas e instituições de ensino superior. Sabemos que esse é o caminho” “As empresas são um ator muito importante para que possamos estudar, inovar e ter capacidade de realizar. Estamos empenhados em lançar alguns programas, mas tem que haver uma base de conhecimento. Já não podemos viver uns sem os outros. Precisamos de ir mais longe”

7 Acelerar o desenvolvimento de um verdadeiro trabalho colaborativo, para criar ecossistemas e quantificar necessidades, foi o compromisso assumido neste encontro e atraindo os recursos humanos”, diz Fernanda Rollo. Salientando o grande esforço de mudança já feito, apesar da realidade de um corpo docente muito maduro, com uma idade média acima dos 50 anos, a governante considera que se impõe por isso uma renovação de pessoas. A criação de emprego cientifico é uma questão que já está a ser discutida. “Queremos criar cinco mil novos empregos científicos nos próximos três anos, o que é ambicioso”, considera. Mas admite que “as coisas não vão mudar por aí, porque as instituições continuam muito corporativas. “Temos que derrubar muros e a sociedade também tem que estar envolvida. É um esforço conjunto, que tem que ser feito de dentro para fora e de fora para dentro, porque se trata de uma mudança cultural de fundo”, salientou. RESOLVER SITUAÇÕES DRAMÁTICAS Para Fernanda Rollo, vive-se atualmente em Portugal uma situação dramática em termos de formação e qualificação dos recursos humanos. Sobretudo se for colocada do ponto de vista do território. É que se as instituições de Ensino Superior desempenham um papel “absolutamente estruturante no equilíbrio económico e social do país”, subsistem grandes disparidades

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt