Views
1 year ago

16 - Mobile Fórum Portugal 2016

  • Text
  • Forum
  • Grande
  • Oferta
  • Novas
  • Redes
  • Pagamentos
  • Tecnologia
  • Forma
  • Portugal
  • Mobile
12 julho | CCB

MOBILE FORUM portugal

MOBILE FORUM portugal João Epifânio Diretor de produtos e serviços B2C da PT “O 4G está aquém do seu potencial e já se fala em 5G. Os operadores não podem ser coartados da sua capacidade de investir e inovar e este é, de facto, um grande desafio que a indústria das telcos enfrenta” “É impossível falar de tecnologia sem falar nos vendors de equipamentos. Os devices com usabilidade atraente são determinantes paras potenciar a utilização das redes e o consumo e produção de conteúdos” “Este é um ecossistema muito grande e tem sido um driver de crescimento económico nacional e de criação de startup’s. É fundamental não quebrar esta capacidade de investir no futuro.” Daniel Duque Corporate Sales Manager da Microsoft “A experiência tem que ser seamless em todas as situações da vida. Não é o device que interage com os consumidores, mas estes que interagem com todos os tipos de dispositivos” “No 4G, os providers de tecnologia já começaram a desafiar a inovação, que era pioneira dos operadores. O que fazemos depende muito da rede que está disponível e da inovação em rede que continua a ser feita pelos operadores nacionais” “Os connected cars são uma das áreas de crescimento e de inovação nos próximos anos, sendo um conceito que pode ser alargado a outros setores. Os robots também darão uma experiência muito mais rica ao cliente final.”

15 Na Sessão The Future of Mobile, moderada por Ana Felipa Almeida (Accenture Strategy), esteve em destaque a estratégia de Bruxelas e o seu impacto no mercado nacional cificidades locais com ofertas costumizadas e inovadoras, adiantando que tem sido a concorrência que tem permitido o desenvolvimento de novas ofertas. O futuro passa por apostar cada vez mais em áreas como a usabilidade, segurança e conveniência antecipando-se, em termos de pricing, uma “completa revolução nos próximos cinco anos”, como refere o líder da Easypay. THE FUTURE OF MOBILE: DESAFIOS E OPORTUNIDADES Os impactos das decisões da Comissão Europeia, no âmbito do seu objetivo de criar um mercado único europeu de comunicações, nomeadamente a extinção do roaming em 2017 e a adoção do principio da neutralidade da rede, e os investimentos em redes da próxima geração, com destaque para o 5G, estiveram no centro da discussão entre os participantes da Sessão “The Future of Mobile”, moderada por Ana Felipa Almeida, Senior Manager da Accenture Strategy. E as críticas dos responsáveis dos players sobre a estratégia de Bruxelas são muitas, alertando para o facto de se estar a colocar em risco a sustentabilidade e viabilidade dos operadores, assim como o investimento obrigatório em infraestruturas de próxima geração, uma exigência que resulta da crescente procura de largura de banda. A extinção das tarifas de roaming, a partir de 2017, em toda a UE, representa para os operadores um corte de receitas significativo. Ainda mais que nos últimos anos têm vindo a registar perdas de receitas significativas, em resultado das ofertas convergentes de serviços e da evolução do mercado. Junta-se a imposição da neutralidade da rede, com a qual Bruxelas vai obrigar as empresas a deixar terceiros – como as gigantes mundiais de Internet - usar as suas redes sem custos “Temos claramente um desafio de receita que é inevitável. Temos que ser criativos e encontrar alternativas”, tendo em conta que está a ser colocada em risco a “sustentabilidade e rentabilidade do setor”, refere António Margato, Head

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt