Views
1 year ago

15 - Digital Business Breakfast

  • Text
  • Capacidade
  • Ainda
  • Cliente
  • Seguros
  • Clientes
  • Tecnologia
  • Seguradoras
  • Forma
  • Setor
  • Digital
2 jun | 8h30-10h30 Hotel Ritz Four Seasons

digital business

digital business breakfast João Moradias SALES EXECUTIVE DA HP ENTERPRISE “A realidade do setor mostra que há um conjunto de preocupações que não são de agora, mas que ganharam nova dimensão. Há todo um universo de dados a surgir e este potencial disponível é uma tendência e um desafio para as seguradoras” “As ofertas tecnológicas específicas para o setor segurador estão disponíveis, com dois princípios fundamentais: que o cliente não é uma folha em branco, pelo que a proposta de valor tem que se encaixar na sua realidade e necessidades; e que a proposta tem que ter um valor importante” “É preciso perceber qual é o nível de processos, as áreas e onde estão os desafios que devem ser otimizados. Tentando desenvolver um roadmap de pequenas iniciativas para conseguir algo mais concreto e com impacto positivo no negócio”

7 Para o Sales Executive da Hewlett Packard Enterprise, as ofertas tecnológicas estão disponíveis e o digital traz todo um enorme potencial aos seguros. Mas é preciso estratégia devices e pessoas conectadas; e a cloud, que “veio democratizar o acesso ao storage e à computação”. É ainda fundamental dispor de capacidade analítica para gerir a complexidade do negócio, o big data, e analítica avançada, que permite extrair melhor a capacidade de predição, otimização, simulação e monitorização do comportamento. ENGAGEMENT COM CLIENTES NUMA NOVA REALIDADE No cruzamento de todas estas tendências, há para o orador a “necessidade de um crescente engagement” entre seguradoras e clientes, os consumidores. O que explica que, cada vez mais, as seguradoras tenham uma presença ativa nas redes sociais e em todas as plataformas online, construindo campanhas para consumidores específicos, usando modelos mais finos de apuramento de segmentações e mais posicionados para os targets de diferentes segmentos. Ou seja, o produto de seguros está a ser mudado para o conceito ‘user based’. Começando por destacar o estudo APDC sobre as tendências dos seguros, João Moradias, Sales Executive da Hewlett Packard Enterprise, refere a atual realidade de multidisciplinariedade de contextos, faixas etárias, interesses e comportamentos. Trata-se de uma “realidade distinta” e um “banco de ensaios” para tendências como a necessidade de uma visão global do que é a realidade de cada um dos clientes e agentes, da capacidade de criar novos produtos para proteção de risco, da qualidade do contacto do cliente e da definição de uma estratégia digital que crie uma maior capacidade. Se estas preocupações não são de agora, há, con-

REVISTA COMUNICAÇÕES

UPDATE

© APDC. Todos os direitos reservados. Contactos - Tel: 213 129 670 | Email: geral@apdc.pt